Aquaporina 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
editar
Aquaporina 2 (ductos colectores)
Estruturas disponíveis
PDB Busca de ortólogos: PDBe, RCSB
Identificadores
Símbolos AQP2; AQP-CD; WCH-CD
ID externos OMIM: 107777 MGI1096865 HomoloGene20137 IUPHAR: AQP2 GeneCards: AQP2 Gene
Padrões de expressão do ARN
PBB GE AQP2 206672 at tn.png
Mais dados de expressão
Ortólogos
Espécies Humano Rato
Entrez 359 11827
Ensembl ENSG00000167580 ENSMUSG00000023013
UniProt P41181 P56402
RefSeq (mRNA) NM_000486 NM_009699
RefSeq (proteína) NP_000477 NP_033829
Localização (UCSC) Chr 12:
50.34 – 50.35 Mb
Chr 15:
99.58 – 99.58 Mb
Busca PubMed [1] [2]

A aquaporina 2 (AQP2) é encontrada nas membranas celulares apicais de túbulos e ductos que conectam os nefrónios à uretra e em vesículas intracelulares dessas células.

Esta aquaporina é regulada de duas formas pela hormona peptídica vasopressina:

  • Regulação de curta duração (minutos) através do transporte de vesículas AQP2 até à região apical, local onde se fundem com a membrana plasmática apical.
  • Regulação de longa duração (dias) através de um aumento da expressão do gene que codifica a AQP2

Mutações neste canal estão associados com a diabetes insipidus nefrogénica, que pode ser autossómica dominante ou recessiva.

O lítio, muitas vezes utilizado no tratamento de distúrbio bipolar, pode levar ao aparecimento de diabetes insipidus adquirida, devido à diminuição da expressão do gene AQP2. Isto pode causar aumentos na produção de urina.

A expressão do gene AQP2 é aumentada durante condições associadas a retenção de água, como durante a gravidez e insuficiência cardíaca congestiva.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]