Arghun Khan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Arghun Khan
Arghun a l'obra de Rashid al-Din
Nascimento 1258
Mongólia
Morte 7 de março de 1291
Arrã (Cáucaso)
Sepultamento Irã
Cidadania Mongólia, Dinastia Iuã
Etnia Mongóis
Progenitores
Filho(s) Gazã, Öljaitü
Irmão(s) El Qutlugh Khatun
Ocupação soberano
Religião budismo
Causa da morte decapitação

Arghun Khan (Mongólia, c. 1250Arrã, 7 de março[1] de 1291) foi o quarto governante do Ilcanato, reinando entre 1284 e 1291.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Abaka, tal como o pai Arghun era um devoto budista, e acredita-se que tenha oprimido os muçulmanos de forma forçosa durante seu governo.

Arghun tentou destruir os mamelucos aliando-se aos Cristãos, tendo enviado uma carta e um embaixador ao Papa Honório IV. Tal plano consistiria de uma invasão por ambos os lados da Síria. No entanto tal plano não se concretizando. Durante o seu governo Arghun teve de enfrentar uma nova e inconclusiva guerra contra a Horda de Ouro.

Internamente seu governo também ficou marcado pela reestruturação das finanças de seu reino, graças ao seu ministro das finanças Sa'ded-Daule.

Sua esposa, Bulucã Catum, deu à luz seus dois filhos, Gazã e Öljeitü, os quais ambos lhe sucederam e eventualmente se converteram ao Islã.

Com a sua morte, seu irmão Gaykhatu o sucedeu.

Notas

  1. "Ele morreu em 7 de março de 1291". Steppes, p. 376
Precedido por
Tekuder
Ilcanato
12841291
Sucedido por
Gaykhatu
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Arghun Khan