Arthur Nikisch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Arthur Nikisch gravando para a Welte-Mignon no estúdio da companhia em Lepzig, no dia 19 de fevereiro de 1906.

Arthur Nikisch (12 de outubro de 1855 - 23 de janeiro de 1922), em húngaro Artúr Nikisch, foi um maestro húngaro. É considerado um dos maiores intérpretes da música de Bruckner e Tchaikovsky.

Nikisch nasceu na cidade de Lébényi Szentmiklós, filho de pai húngaro e mãe morávia. Estudou no Conservatório de Viena, onde ganhou prêmios por composição e por performances no violino e no piano. Todavia, conseguiu maior parte de sua fama como maestro.

Em 1877, mudou-se para Leipzig, onde tornou-se regente titular da Ópera de Leipzig em 1879. Apresentou a première da Sétima Sinfonia de Bruckner em 1884.

Mais tarde, tornou-se regente da Orquestra Sinfônica de Boston, e depois, em 1895, sucedeu Carl Reinecke como diretor da Orquestra Gewandhaus de Leipzig. No mesmo ano, assumiu os postos de regente titular e diretor artístico da Orquestra Filarmônica de Berlim, mantendo-se nos dois postos até sua morte.

Foi um pioneiro em diversos sentidos. Em 1912, Nikisch levou a Sinfônica de Londres para se apresentar nos Estados Unidos, tornando-a a primeira orquestra européia a pisar em solo estadunidense. Já em 1913, ele realizou a primeira gravação comercial de uma sinfonia completa, a Quinta Sinfonia de Beethoven, com a Filarmônica de Berlim.

Arthur Nikisch morreu em Leipzig no ano de 1922, estando enterrado lá. Imediatamente após sua morte, uma praça da cidade foi renomeada como Nikischplatz em sua homenagem. Em 1974, a cidade criou o "Prêmio Arthur Nikisch" para jovens regentes.

É tido como um dos fundadores da regência moderna. Seu estilo de reger foi bastante admirado por Leopold Stokowski, Arturo Toscanini, Sir Adrian Boult, e Fritz Reiner, entre outros. Sobre ele, Reiner disse:

"Foi Nikisch que me disse que eu nunca deveria sacudir meus braços enquanto regia e que eu deveria usar meus olhos para sugerir."[1]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. HART, Philip. Fritz Reiner: A Biography. Evanston, Illinois: Northwestern University Press, 1994. Pág. 16. ISBN 0-8101-1125-X

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Ferdinand Pfohl: Arthur Nikisch: Sein Leben, seine Kunst, sein Wirken. Alster, Hamburg 1925
Precedido por
Wilhelm Gericke
Diretor artístico da Orquestra Sinfônica de Boston
1889–1893
Sucedido por
Emil Paur
Precedido por
Carl Reinecke
Regente titular da Orquestra Gewandhaus de Leipzig
1895–1922
Sucedido por
Wilhelm Furtwängler
Precedido por
Hans von Bülow
Diretor artístico da Orquestra Filarmônica de Berlim
1895–1922
Sucedido por
Wilhelm Furtwängler
Precedido por
Edward Elgar
Regente titular da Orquestra Sinfônica de Londres
1912–1914
Sucedido por
Thomas Beecham