Ary Veiga Sanhudo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ary Veiga Sanhudo
Nascimento 1915
Porto Alegre
Morte 1997 (82 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação político

Ary Veiga Sanhudo (Porto Alegre, 18 de março de 1915[1]1997) foi um jornalista, escritor e político brasileiro.

Sanhudo é melhor conhecido por ser o autor do livro Porto Alegre, Crônicas de Minha Cidade,[2] organizado a partir das crônicas que escrevia para o jornal Folha da Tarde. O trabalho, dividido em dois volumes, datados de 1961 e 1975, serve como uma importante fonte de referências para estudiosos da história de Porto Alegre durante o século XX. O livro é publicado pelo Instituto Estadual do Livro.

Foi vereador e secretário municipal dos Transportes. Sanhudo exerceu dois mandatos como vereador — de 1952 a 1955, pelo PTB, e de 1956 a 1959, pelo PSP[3] — e apresentou à Câmara Municipal o primeiro projeto de lei que regulamentou os limites e os nomes dos bairros de Porto Alegre.[4] O projeto sofreu várias críticas, mas acabou aprovado e se tornou a Lei 2.022 de 7 de dezembro de 1959.[5]

Como forma de homenagem, uma rua, no bairro Vila Nova, leva seu nome.[6]

Referências