Ateles paniscus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaMacaco-aranha-preto[1]
Ateles paniscus.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 VU pt.svg
Vulnerável (IUCN 3.1) [2]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Primates
Subordem: Haplorrhini
Infraordem: Simiiformes
Parvordem: Platyrrhini
Família: Atelidae
Subfamília: Atelinae
Género: Ateles
Espécie: Ateles paniscus
Nome binomial
Ateles paniscus
( Linnaeus , 1758)
Distribuição geográfica
Distribuição geográfica de Ateles paniscus.
Distribuição geográfica de Ateles paniscus.

Macaco-aranha-preto (Ateles paniscus) é um mamífero primata da família Atelidae, a espécie mais conhecida do gênero Ateles.

Durante uma fuga, os machos ficam na vanguarda protegendo os demais do bando. Em meio a confusão, quando os filhotes não acham as mães, agarram-se a qualquer adulto e são ajudados por eles, passado o perigo, o bando retorna a sua rotina com se nada houvesse acontecido.

O macaco-aranha, também nomeado como quatá (coatá), praticamente privado do polegar, tem uma capacidade descomunal com a cauda. A cauda funciona com a força e a agilidade dos outros membros, podendo ser considerada uma quinta mão.

Alimentação[editar | editar código-fonte]

O macaco-aranha alimenta-se dos frutos das árvores tropicais. Alguns cientistas associam a sua dieta frugívora ao padrão "desinquieto" de seu comportamento contrastando-se com espécies que se alimentam de folhas feito o macaco-barrigudo (Lagothrix lagotricha).

Características[editar | editar código-fonte]

Ateles Paniscus

O macaco-aranha habita a Floresta Amazônica, ocupando quase sempre a copa das árvores, auxiliado pela sua cauda pênsil utilizada para locomoção e equilíbrio, e raramente descendo para se alimentar. Possui hábitos frugívoros, alimentando-se de mel, frutas, folhas novas e outras partes de árvores e plantas.

Os machos da espécie possuem um chamado que pode ser ouvido a cerca de 500 metros pelos outros, sendo utilizada para alertas de predadores e localização de alimentos.

Os grupos da espécie geralmente contam com 18 membros e as fêmeas têm apenas 1 filhote por ano que é totalmente dependente durante seus primeiros 10 meses.

Medem cerca de 60 centímetros, pesando em média 8 kg. As fêmeas são menores que os indivíduos machos.

Conservação[editar | editar código-fonte]

O macaco-aranha-preto encontra-se em risco de extinção devido a sua caça predatória e a instabilidades climáticas na Floresta Amazônica.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Groves, C.P. (2005). Wilson, D.E.; Reeder, D.M. (eds.), : . Mammal Species of the World 3 ed. (Baltimore: Johns Hopkins University Press). p. 151. ISBN 978-0-8018-8221-0. OCLC 62265494. 
  2. Mittermeier, R. A., Rylands, A. B. & Boubli, J.-P. (2008). Ateles paniscus (em Inglês). IUCN . Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN de Versão 2011.2. Página visitada em 30 de setembro 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre Macacos do Novo Mundo, integrado ao WikiProjeto Primatas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ateles paniscus