Audrey Christiaan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Audrey Christiaan
Nascimento Paramaribo
Cidadania Suriname
Ocupação política, board member, ambientalista

Audrey Christiaan é uma política e ativista ambiental indígena do Suriname. É conselheira do Partido Direito e o Desenvolvimento (PRO) e nas eleições de 2020 foi candidata em Paramaribo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Christiaan é filha da activista indígena Thelma Christiaan-Bigiman. Em 2011, assumiu o lugar da mãe, na presidência da Associação Sócio-Cultural Indígena: Juku Jume Mar. [1][2]

Em 2015, ela criou a plataforma ESAV (Platform for Unity and Solidarity for Alliance and Progress) de e para indígenas que tem como politicas centrais a Conservação e educação.[3][4] No dia 21 de Janeiro de 2015, em Paramaribo, a plataforma definiu um programa de 15 pontos. Um dos pontos centrais do programa, foi o reconhecimento dos povos indígenas na Constituição do Suriname como seus primeiros habitantes e a inclusão do ponto de vista destes nos acontecimentos históricos do país. Em 2017, juntaram-se a ela outras feministas caribenhas na conferência: "Rumo a uma política de responsabilidade: feminismos caribenhos, geografias indígenas, lutas comuns". [5]

Membros do PRO em Lob Makandra 2019

Christiaan deixou o cargo de presidente da ESAV, para se concentrar na sua carreira política, em Março de 2019. Ela manteve o cargo de presidente da Juku Jume Mar. [6] Foi eleita conselheira do Partido para o Direito e o Desenvolvimento (PRO), no qual ingressou no PRO porque as políticas de direitos indígenas do partido se alinhavam com as suas próprias prioridades. [7][8] Nas eleições de 2020 do Suriname, ela foi candidata pelo partido no distrito de Paramaribo. No entanto, o partido PRO não adquiriu nenhum assento. [9][10]

Referências

  1. «Starnieuws - Kleur, zang en dans bij laatste groet tante Thelma». www.starnieuws.com. Consultado em 3 de dezembro de 2020 
  2. «Starnieuws - Carifesta besproken bij VIDS-bezoek aan Moestadja». www.starnieuws.com. Consultado em 3 de dezembro de 2020 
  3. «Starnieuws - Eenheid voor vooruitgang meer dan ooit gewenst». www.starnieuws.com. Consultado em 3 de dezembro de 2020 
  4. «Starnieuws - Surinaamse Inheemsen geven petitie aan Braziliaanse ambassadeur». www.starnieuws.com. Consultado em 3 de dezembro de 2020 
  5. «Towards a Politics of Accountability: Caribbean Feminisms, Indigenous Geographies, Common Struggles». Antipode Online (em inglês). Consultado em 3 de dezembro de 2020 
  6. «Christiaan treedt terug als voorzitter Esav». Dagblad Suriname (em neerlandês). 24 de março de 2019. Consultado em 3 de dezembro de 2020 
  7. «PRO gaat voor regeerverantwoordelijkheid». Suriname Herald (em neerlandês). 20 de março de 2020. Consultado em 3 de dezembro de 2020 
  8. «Waarborgsom geen issue». DWTonline.com. Consultado em 3 de dezembro de 2020 
  9. «CHS Proces Verbalen 2015 en 2020». Dagblad Suriname (em neerlandês). 17 de junho de 2020. Consultado em 3 de dezembro de 2020 
  10. «Starnieuws - Curtis Hofwijks voert de lijst van PRO aan in Paramaribo». www.starnieuws.com. Consultado em 3 de dezembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]