Aung San

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aung San
Nascimento 13 de fevereiro de 1915
Natmauk
Morte 19 de julho de 1947 (32 anos)
Yangon
Cidadania Myanmar
Progenitores Mãe:Suu
Filho(s) Aung San Oo, Aung San Suu Kyi
Irmão(s) Ba Win
Alma mater Universidade de Yangon
Ocupação político, militar
Prêmios Ordem do Sol Nascente
Assinatura
Aung San Signature.svg

Bogyoke Aung San (birmanês: ဗိုလ်ချုပ် အောင်ဆန်း; 13 de fevereiro de 1915 – Yangon, 19 de julho de 1947) foi um estadista, nacionalista, revolucionário e político birmanês fundador do Tatmadaw (Forças Armadas de Myanmar) e considerado o "Pai da Nação" da moderna Myanmar, onde serviu como Primeiro-Ministro de 1946 a 1947.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi responsável por reaver a independência da Birmânia, que estava sob o domínio Britânico, mas foi assassinado seis meses antes de recuperar a soberania da nação. Apesar disso, é reconhecido como o principal arquiteto da independência do país, sendo amplamente admirado pelo povo birmanês mesmo após sua morte. Ele também é pai de Aung San Suu Kyi e fundou milícias inspiradas no fascismo japonês em 1942.[1]

Durante o período da ocupação japonesa da Birmânia, Aung San foi treinado pelo exército invasor e integrou as forças da Minami Kikan.[2]

Sua filha, Aung San Suu Kyi, foi laureada com o Nobel da Paz em 1991 devido a sua "luta pacífica pela democracia e direitos humanos".[3] Atualmente atua como política, ocupando o cargo de Conselheira de Estado de Myanmar.

Referências

  1. Myanmar’s new president might not be Aung San Suu Kyi, but he does represent progress
  2. Louis Frederic; Álvaro David Hwang. O Japão. Dicionário e Civilização. [S.l.]: Globo Livros. p. 782. ISBN 8525046167. Consultado em 1 de dezembro de 2011 
  3. The Nobel Peace Prize 1991. Nobel Foundation.