Baixa da Banheira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portugal Baixa da Banheira  
—  freguesia portuguesa extinta  —
Jardim na Baixa da Banheira
Jardim na Baixa da Banheira
Bandeira de Baixa da Banheira
Bandeira
Lema: "Terra Singular"
Concelho primitivo Moita
Concelho (s) atual (is) Moita
Freguesia (s) atual (is) Baixa da Banheira e Vale da Amoreira
Fundação 26 de janeiro de 1967 (48 anos)
Extinção 2013
Área
 - Total 3,94 km²
População (2011)
 - Total 21 085
    • Densidade 5 351,5/km2 
Gentílico: banheirense
Orago São José Operário

Baixa da Banheira é uma vila portuguesa do concelho da Moita, pertencente ao Distrito de Setúbal, região de Lisboa e sub-região da Península de Setúbal, com cerca de 21 085 habitantes com última contagem em 2011.[1]

Foi uma freguesia extinta (agregada), em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada à freguesia de Vale da Amoreira, para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Baixa da Banheira e Vale da Amoreira.[2]

Tem uma densidade de 9 879,6 hab/km², situa-se entre as vilas de Alhos Vedros e Lavradio que lhes ficam a nascente e poente respectivamente. A norte é banhada pelo estuário do Tejo, numa enorme reentrância que se estende do Bico da Passadeira (Barra-a-Barra) até à vila da Moita e a sul a extrema do concelho com o do Barreiro. Foi elevada a vila a 28 de Junho de 1984, cujo decreto de lei foi promulgado pelo ex-primeiro-ministro Mário Soares.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Alguns dos antigos nomes, como Sítio da Banheira, Lugar da Banheira, Terras Baixas da Banheira do Tejo, são apenas alguns que possibilitam referenciar a localização da vila banheirense.[4] No século XIV, foi reportado a primeira referência significante à freguesia retratada pelas tradições antigas.

Foi criada em 1967 pelo Decreto-Lei n.º 47.513, de 26 de Janeiro.[3] As décadas de 1930 e 1940 foram históricas devido ao aumento de número de habitantes pelo facto de muitas famílias oriundas do Algarve, Trás-os-Montes, Alentejo, entre outras, procurarem trabalho nas grandes fábricas da região como por exemplo a CP, a CUF e a Siderurgia.[4]

Referências

  1. Censos 2011 (em português) Instituto Nacional de Estatística. Visitado em 5 de fevereiro de 2012.
  2. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  3. a b Elevação a Vila (em português) Junta de Freguesia da Baixa da Banheira. Visitado em 3 de Junho de 2010.
  4. a b História (em português) Junta de Freguesia da Baixa da Banheira. Visitado em 3 de Junho de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.