Banda Musical de Amarante

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde abril de 2015). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Banda Musical de Amarante
Bma logo.jpg
Logótipo
Informação geral
Origem Amarante
País Portugal
Gênero(s) Banda Filarmónica
Página oficial http://www.bandamarante.com/

A Banda Musical de Amarante é uma banda filarmónica sedeada na cidade de Amarante.

História[editar | editar código-fonte]

A Filarmónica Amarantina saiu pela primeira vez à rua na madrugada do dia 1 de Dezembro de 1854[1]. O grupo inicial de músicos interpretava o tema "Hino da Restauração", alusivo à celebração da Restauração da Independência de Portugal. Por não ser dia feriado na altura, os músicos saíam de madrugada bem cedo para tocar, levando, por vezes, a que as suas barbas gelassem com o frio e ficassem com aspecto branco, sendo que os músicos da Banda passaram também a ser designados de "Homens de Barba Branca".

Já no século XX, mais precisamente em 1931, a Banda passou a fazer parte de uma outra instituição da cidade, os Bombeiros Voluntários, passando a ser designada por "Banda dos B.V.A."[2] O carácter bairrista da instituição humanitária concedeu também à banda a sua identidade que possui hoje, igualmente bairrista. Esta ligação só terminaria a 10 de Janeiro de 1983, por despacho ministerial, ganhando a Banda a designação que tem hoje - Banda Musical de Amarante.

Nos anos 80 surge na direcção o Pe. Pacheco, que marcou um longo ciclo na história da Banda. O bom nome da instituição ganha mais projecção, com as inúmeras festas e serviços onde se deslocou pelo país, e não só. Em 1987 recebe a taça da Câmara Municipal de Villefranche-De-Rouergue, em França, pela participação no festival de Bandas daquela Cidade.

No início do século XXI, os músicos começaram a sentir-se desmotivados, alegando que a Banda não seguia a forte evolução filarmónica que se vinha a desenrolar desde os anos 90. Não chegando a um entendimento com a direcção, apresentam a sua demissão. Face a isto, a Banda fecha portas de Outubro a Dezembro de 2007. Em Fevereiro de 2008 toma posse uma nova direcção que, com o apoio do maestro da Banda de Famalicão, Fernando Marinho, conseguem recuperar grande parte desses músicos, reabrindo a actividade. Fernando Marinho toma lugar como director artístico e Armando Teixeira fica com o cargo de maestro, formando uma equipa que voltou a impulsionar a Banda para um caminho melhor.

A Banda Musical de Amarante foca-se, hoje, na formação das suas camadas jovens, ao contratar professores conceituados para as suas aulas de música e ao investir na formação dos seus alunos no Centro Cultural de Amarante. Realiza festas por todo o concelho e região norte do país, provida de 40 elementos. O projecto mais ambicioso é, sem dúvida, a realização de um Estágio de Verão e Curso de Aperfeiçoamento de Sopros e Percussão que, desde 2008, reúne em Amarante quase uma centena de músicos, realizando três concertos e convivendo em aulas e ensaios.

Em 2011 alarga-se a realização de projectos pedagógicos, com o I Curso de Direcção de Banda.

Prémios e honrarias[editar | editar código-fonte]

  • 1995 — Medalha de Honra do Município de Amarante.[2]
  • 2012 — a Banda participou, pela primeira vez, num concurso internacional, o Concurso do Ateneu Artístico Vilafranquense, onde conquistou o 1º. prémio[2] de interpretação sinfónica e o prémio "Tauromaquia" no 3º. escalão.

Formação[editar | editar código-fonte]

Instrumento Músico
Flauta/Flautim Portugal Liliana Marinho
Flauta Portugal Gil
Flauta Portugal Ana Marinho*
Flauta Portugal Carla Alves
Oboé Portugal Delfim Carvalho
Clarinete Portugal Carlos André Silva
Clarinete Portugal Carlos Ribeiro da Silva
Clarinete Portugal Rui Pedro*
Clarinete Portugal Beatriz Monteiro
Clarinete Portugal Marta Marinho
Clarinete Portugal Maria Inês Pereira
Clarinete Portugal Ana Cardoso
Clarinete Portugal Margarida Castanheira
Clarinete Portugal José Pedro Ribeiro
Clarinete Portugal Hugo Mendes Pinto
Clarinete Portugal José Miguel Cunha
Clarinete Portugal Marta Ferreira
Saxofone-Alto Portugal Artur Senhor
Saxofone-Alto Portugal Ana Cristina Castro
Saxofone-Alto Portugal Alexandre Morais
Saxofone-Alto Portugal Bernardo Cardoso
Saxofone-Alto Portugal João Paulo Silva*
Saxofone-Tenor Portugal Daniel silva
Saxofone-Tenor Portugal Miguel Gonçalves*
Saxofone-Tenor Portugal José Albano Leite
Saxofone-Barítono Portugal Agostinho Ribeiro
Fagote Portugal Rita Gaspar e Beatriz Fernandes
Trompete Portugal João Pedro Cerqueira
Trompete Portugal Manuel Oliveira
Trompete Portugal Agostinho Teixeira*
Trompete PortugalTiago Peixoto*
Trompa Portugal Mário Mesquita
Trompa Portugal João Castanheira
Trombone Portugal Luís Ferreira *
Trombone Portugal Vicente Cardoso
Trombone Portugal José Pedro Teixeira
Trombone Portugal Carlos Silva
Eufónio Portugal Cristiano Carvalho
Eufónio Portugal Beatriz Ferreira
Tuba Portugal Carlos Sousa
Tuba Portugal Carlos Soares
Tuba Portugal Rui Monteiro
Percussão Portugal Hélder
Percussão Portugal Alberto Flores
Percussão PortugalÓscar Monteiro
Maestro Flag of Spain.svg Espanha Hugo Folgar

Referências

  1. «Banda Musical de Amarante». Associação de Municípios do Baixo Tâmega. Consultado em 19 de abril de 2015. Cópia arquivada em 19 de abril de 2015 
  2. a b c «Banda Musical de Amarante é recebida nos Paços do Concelho, a 1 de dezembro». Câmara Municipal de Amarante. 29 de Novembro de 2013. Consultado em 19 de abril de 2015. Cópia arquivada em 19 de abril de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Site Oficial da Banda
Blog da Banda
Banda Musical de Amarante no fotolog.com

Crystal Clear app kguitar.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.