Bandeira do Mississippi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
A nova bandeira do Mississippi.
A antiga bandeira do estado, com a bandeira de batalha da Confederação no campo superior esquerdo. Ela perdurou de 2001 a 2020.
A bandeira do estado do Mississippi que foi adotada de 1906 a 2001, com azul na parte superior mais claro.

A bandeira do Mississippi tinha a antiga bandeira de batalha guerra Confederada. Foi adotada em 1894. Foi a última bandeira estadual dos Estados Unidos que incorporava a bandeira de guerra da Confederação, foi removida em 30 de Junho de 2020.[1] Em novembro de 2020, o povo do Mississippi escolheu sua nova bandeira.[2]

Bandeira de 1861[editar | editar código-fonte]

Quando o Mississippi saiu da União a 9 de Janeiro de 1861, como símbolo da independência, a bandeira da Flórida Ocidental foi hasteada sobre o edifício do capitólio em Jackson. A 26 de Janeiro, o Mississippi adotou oficialmente uma nova bandeira, que incluía a bandeira da Flórida Ocidental no cantão e uma magnólia no centro do campo, ficando conhecida como a "Bandeira da Magnólia".

Referendo da bandeira de 2001[editar | editar código-fonte]

A 17 de Abril de 2001, um referendo para mudar a bandeira foi feito aos eleitores do Mississippi. A proposta pretendia substituir a bandeira de guerra da Confederada por um cantão azul com 20 estrelas. O anel exterior de 13 estrelas representaria as Treze Colónias originais, o anel de seis estrelas representaria as seis nações que já foram soberanas do território do Mississippi; as nações Índias, França, Espanha, Reino Unido, Estados Unidos e os Estados Confederados. A estrela do meio, ligeiramente maior, representaria o próprio Mississippi. As vinte estrelas representariam também o estatuto do Mississippi de vigésimo membro dos Estados Unidos. A bandeira proposta foi claramente preterida na votação, numa relação de 65% para 35%.

Referendo de 2020[editar | editar código-fonte]

Em 2020, ano em que ocorreram diversos protestos contra o racismo impulsionados pela morte de George Floyd, ocorreu uma nova oportunidade para alterar a bandeira do estado.[3] Após a aprovação da remoção da bandeira pelo congresso local, o governador Tate Reeves assinou uma lei que removia a então bandeira do estado (com o símbolo confederado) de edifícios públicos e iniciou os tramites para realizar um novo referendo de substituição da bandeira.[3][1]

O referendo ocorreu em 3 de novembro de 2020. O resultado foi 72,9% dos votos a favor da adoção de uma nova bandeira e 27,1% contra.[2][4] Com isso, o Missisipi se tornou o último estado americano a retirar o símbolo dos Confederados de sua bandeira.[2]

Referências

  1. a b Albert, Victoria (1 de julho de 2020). «Mississippi governor signs bill removing state flag with Confederate emblem». CBS News (em inglês). Consultado em 20 de janeiro de 2021 
  2. a b c Siese, April (4 de novembro de 2020). «Mississippi votes in favor of adopting new flag». CBS News (em inglês). Consultado em 20 de janeiro de 2021 
  3. a b «Mississippi votes to strip Confederate emblem from state flag». BBC News (em inglês). 29 de junho de 2020. Consultado em 20 de janeiro de 2021 
  4. «Mississippi Statewide Measure 3 Election Results: Approve a Redesigned State Flag». The New York Times (em inglês). 5 de janeiro de 2021. ISSN 0362-4331. Consultado em 20 de janeiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]