Berta de Kent

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Santa Berta de Kent
Estátua de Berta em Lady Wootton's Gardens, em Kent
Rainha; Confessora
Nascimento ca. 569 d.C. em Nêustria (atualmente no norte da França)
Morte c. 612 d.C. em Cantuária, Kent, Inglaterra
Veneração por Igreja Católica e na Comunhão Anglicana
Festa litúrgica 1 de maio
Gloriole.svg Portal dos Santos

Berta de Kent, dita Santa Berta, foi a rainha do Reino de Kent cuja influência levou à introdução do cristianismo na Inglaterra anglo-saxônica. Ela foi canonizada como santa por este papel no estabelecimento do cristianismo durante este período da história inglesa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Berta era filha de Cariberto I, o rei de Paris merovíngio e de sua esposa Ingoberga.[1] Quando ela se casou com o rei pagão Etelberto de Kent, ela levou consigo seu capelão, Leotardo, para sua nova morada.[2] Ela restaurou uma igreja em Cantuária, que datava do período romano, dedicando-a a São Martinho. A atual Igreja de São Martinho ocupa o mesmo local. Agostinho de Cantuária, cuja missão gregoriana foi enviada pelo Papa Gregório I para pregar o Evangelho na Inglaterra em 596 d.C. deve muito de sua recepção amigável à influência de Berta.

Os registros anglo-saxões indicam que Santa Berta teve dois filhos:

Referências

  1. Gregório de Tours (539-594). «History of the Franks : Livro 4» (em inglês). Consultado em 02/07/2011.  Parâmetro desconhecido |putlicado= ignorado (Ajuda)
  2. Beda. «xxv». História eclesiástica do povo inglês. How St. Augustine in Kent followed the doctrine and manner of life of the primitive Church, and settled his episcopal see in the royal city. [597 A. D.] (em inglês) I [S.l.: s.n.] 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]