Bicos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portugal Bicos 
—  Freguesia portuguesa extinta  —
Brasão de armas de Bicos
Brasão de armas
Bicos está localizado em: Portugal Continental
Bicos
Localização de Bicos em Portugal Continental
Coordenadas 37° 48' 52" N 8° 29' 51" O
Concelho primitivo Odemira
Fundação 25 de Março de 1988
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
 - Total 56,52 km²
Orago Nossa Senhora de Fátima

Bicos foi uma freguesia portuguesa do concelho de Odemira, com 56,52 km² de área e 549 habitantes (2011). Densidade: 9,7 hab/km².

Em 2013, no âmbito da reforma administrativa, foi extinta, sendo o seu território distribuído pelas vizinhas freguesias de Vale de Santiago e Colos.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A freguesia de Bicos foi criada no dia 25 de Março de 1988, ficando na altura a pertencer à freguesia de Vale de Santiago. É a segunda mais pequena em área do concelho de Odemira. Segundo os moradores mais antigos dos Bicos, o nome da localidade surgiu de um ponto de união de quatro grandes herdades, onde foi construído um monte que ficou conhecido por “Bicos da Ponta”. A partir daí, as casas construídas foram crescendo.

População[editar | editar código-fonte]

Nº habitantes (1991 – 2011) [2]
1991 2001 2011
770 649 549

Criada pela Lei n.º 56/88, de 23 de Maio, com lugares das freguesias de Colos e Vale de Santiago

Localização[editar | editar código-fonte]

Localizada no Baixo Alentejo, mais propriamente no concelho de Odemira, sendo uma das freguesias mais interiores deste concelho e a segunda menor em área. Desta freguesia fazem parte não só a aldeia de Bicos como também as povoações de Foros da Caiada e Fornalhas Novas. Tal como grande parte da região a que pertence, a paisagem predominante nesta freguesia é a planície.

Actividades económicas[editar | editar código-fonte]

A economia desta freguesia assenta sobretudo:

Festas, feiras e romarias[editar | editar código-fonte]

3º Sábado de Maio – Feira Anual 1º Sábado de Outubro – Feira Anual

Associações[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Diário da República, Série I, n.º 19, Reorganização administrativa do território das freguesias, Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro, Anexo I. Acedido a 19/07/2013.
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes


Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.