Blenda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Exemplo de esfalerita
Outro Exemplo de esfalerita
Estrutura da esfalerita

A blenda ou esfalerita é um mineral composto por sulfeto de zinco, ZnS. O seu nome provem do alemão blender, enganar, por se confundir com a galena devido ao seu aspecto similar. Também é chamada esfalerita, que vem do grego sphaleros, enganoso, por não ter a aparência comum aos sulfetos. Cristaliza no sistema isométrico.

A denominação blenda não é recomendável porque é usada também para outros minerais. O nome esfalerita é frequentemente grafado erroneamente esfarelita.

A esfalerita cristaliza geralmente em tetraedros, às vezes dodecaedros. É marrom ou preta, às vezes amarela, branca, verde, marrom-esverdeada, marrom-amarelada ou marrom-avermelhada. Tem traço marrom-claro a amarelo, brilho resinoso a adamantino, clivagem dodecaédrica perfeita, e é muito frágil. Dureza 3,5 a 4,0 na escala de Mohs e densidade 3,50 a 4,20. É muito comum, ocorrendo em geral com galena em jazidas de origem hidrotermal.

É o principal minério do zinco, sendo usada para obter também vários outros elementos e também como gema.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Branco, Pércio de Moraes, 2008, Dicionário de Mineralogia e Gemologia, São Paulo, Oficina de Textos, 608 p. il.


Ícone de esboço Este artigo sobre um mineral ou mineraloide é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.