Bohuslav Sobotka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bohuslav Sobotka
11º Primeiro-ministro da República Checa República Checa
Período 17 de janeiro de 2014
até 13 de dezembro de 2017
Antecessor Jiří Rusnok
Sucessor Andrej Babiš
Dados pessoais
Nascimento 23 de outubro de 1971 (49 anos)
Telnice
Alma mater Universidade Masaryk
Esposa Olga Sobotková
Partido PSC
Religião Católico
Profissão Advogado
Website bohuslavsobotka.cz

Bohuslav Sobotka (23 de outubro de 1971) é um político e advogado tcheco. Foi primeiro-ministro do seu país de 2014 até 2017.

É membro do Partido Social-Democrata Tcheco (PSC), do qual foi presidente de seu grupo parlamentar, vice-presidente e atual presidente. No governo tcheco, foi nomeado em 2002 como Ministro da Fazenda e em 2005 passou a ser vice-primeiro-ministro.

Depois de sua vitória nas eleições gerais de 2013[1], sucedendo a Jiří Rusnok foi investido em 17 de janeiro de 2014 como 11º Primeiro-ministro da República Tcheca até 13 de dezembro de 2017[2][3].

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu no povoado de Telnice em 1971. Tempos mais tarde, na década de 1980, ele e sua família mudaram-se para Slavkov u Brna onde realizou seus estudos secundários e em 1986 mudaram-se para Bučovice.

Quatro anos mais tarde foi para Brno para estudiar na Universidade Masaryk, licenciando-se em direito e graduando-se com uma tese sobre a Social-democracia tcheca.

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Desde 1989 Sobotka é membro do PSC. Com 24 anos, a partir do dia 31 de maio de 1996 foi eleito como deputado no Parlamento da República Tcheca ocupando seu assento em 1 de junho desse ano.

Depois das eleições gerais de 1998, o Partido Social-Democrata chegou ao poder e foi reeleito para o parlamento, onde no meio da legislatura em maio de 2001 tornou-se o Presidente do Grupo Parlamentar. Depois de passadas as eleições de 2002 entrou no novo gabinete do primeiro-ministro Vladimir Špidla, sendo nomeado em 15 de julho como Ministro da Fazenda. Em 25 de março de 2005 foi nomeado vice-presidente do Partido Social-Democrata e no governo em 25 de abril de 2005 também tornou-se vice-primeiro-ministro. Em 24 de setembro de 2005, depois da saída de Jiří Paroubek, Sobotka assumiu a presidência do partido até 13 de maio de 2006.

Depois das eleições legislativas de junho de 2006, voltou a ser reeleito como deputado e também a partir de 1 de janeiro de 2009 voltou a ser presidente do grupo parlamentar. Nas eleições gerais de 2010, o Partido Social-Democrata obteve um de seus piores resultados desde 1992, cujo governo era presidido por Jan Fischer, então Jiří Paroubek após sua volta à política voltou a se demitir e Sobotka por consequência assumiu a presidência do partido e até que em 18 de março de 2011, pelo comitê central e com maioria foi eleito como Presidente do Partido Social-Democrata.

Posteriormente, após apresentar-se como candidato principal do Partido Social-Democrata nas eleições gerais de 2013, conseguiu ganhar[4][5] com 20,5% dos votos totais, conseguindo 50 cadeiras no parlamento[6].

No dia 17 de janeiro de 2014 em sucessão a Jiří Rusnok, foi nomeado[7] pelo presidente Miloš Zeman[8] para seu governo, como 11.º Primeiro-ministro da República Tcheca[9][10].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bohuslav Sobotka

Precedido por
Jiří Rusnok
Primeiro-ministro da República Tcheca
20142017
Sucedido por
Andrej Babiš