Carlos Roberto Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Carlos Roberto Silva
GM Carlos Silva.jpg
Nascimento 4 de dezembro de 1961 (58 anos)[1]
 Paraíba  Brasil
Nacionalidade brasileira
Ocupação kickboxer
Prémios 10º. Dan de Kickboxing

Grandmaster Carlos Roberto Silva (João Pessoa, 4 de dezembro de 1961)[1] é um kickboxer brasileiro. Na atualidade, exerce a presidência da Confederação Brasileira de Kickboxing Tradicional.[2]

Início[editar | editar código-fonte]

Aos 12 anos iniciou os estudos nas artes marciais, praticando judô e karatê shotokan. Mais tarde foi introduzido ao muay thai pelo professor Carlos Nunes. Conheceu o shihan Pericles Daiski Veiga e iniciou-se no estilo shorei ryu, do então mestre Moritoshi Nakaema e, ao mesmo tempo, passou a dedicar-se a promoção de eventos e do desenvolvimento do kickboxing.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Depois que recebeu a faixa preta em kickboxing de mestre Alfredo Apicella da World Association of Kickboxing Organizations (WAKO), assumiu a presidência da Associação Hammerhilt de Kickboxing da Paraíba e, mais tarde, já com a graduação avançada e membro da Confederação Brasileira de Kickboxing, criou a Federação de Kickboxing do Estado da Paraíba,[1] sendo esta federação uma das primeiras do esporte no país, que mais tarde mudou seu nome para Federação de Kickboxing Full Contact do Estado da Paraíba.

Em 1990 fundou a Confederação Brasileira de Kickboxing Tradicional,[3] conhecida como CBKBT. A CBKBT, desde então, tem como missão ensinar o kickboxing americano conhecido como “tradicional” por divergir destas correntes que não seguem a linha adotada nos Estados Unidos da América para o ensino desta modalidade.[4]

Carlos Silva detém o título de 10º. Dan de Kickboxing,[5], 9º. Dan de Karate Shorei Ryu, Kru em Muay Thai[6] 1º Dan de Taekwondo Kukiwon, 5º Dan em Hapkido,[7] 1º Dan em Karate Shotokan, e ainda dedicou tempo ao estudo do ninjutsu.[8]

Grandmaster Carlos Silva já foi capa da revista Fight Magazine no Brasil,[9][10][11][12] e já teve seu trabalho divulgado também pela revista Kumite Magazine, da Grécia.[13]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]