Castelo de Canha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
Mapa de Portugal - Distritos plain.png
Construção ()
Estilo
Conservação
Homologação
(IGESPAR)
N/D
Aberto ao público

O Castelo de Canha localizava-se na povoação de mesmo nome, concelho de Montijo, Distrito de Setúbal, em Portugal.

Integrava uma rede defensiva mais ampla que compreendia outras fortificações medievais na região, como os Castelo de Almada, Castelo de Belmonte Samora Correia, Castelo de Cabrela, Castelo de Coina-a-Velha, Castelo de Palmela, Castelo de Sesimbra e o Castelo de Setúbal.

História[editar | editar código-fonte]

No contexto da Reconquista cristão da Península Ibérica, Canha constituía, com Alcoutim, Cabrela, Ferreira, Mértola e Torrão, a fronteira Nordeste-Este da Ordem de Santiago na região. Possuiu castelo, do qual apenas nos resta o nome na rua principal, cuja localização, hoje desconhecida, seria a cavaleiro da povoação.

Quando as forças de Abu Yusuf Ya'qub al-Mansur, por volta do ano de 1190 avançaram para o Norte, arrasaram alguns castelos nomeadamente os Castelo de Alcácer do Sal, Castelo de Coina-a-Velha, Castelo de Coruche e Castelo de Palmela, entre outros. O de Canha também terá sido danificado, iniciando-se então, a sua decadência até não mais restar, em nossos dias, vestígio algum.

Camera-photo.svg
Ajude a melhorar este artigo sobre Arquitetura ilustrando-o com uma imagem. Consulte Política de imagens e Como usar imagens.


Castelos de Portugal :: Distrito de Setúbal

Alcácer do Sal :: Almada :: Palmela :: Santiago do Cacém :: Setúbal :: Sesimbra :: Sines

Ver também: Fortalezas de Portugal


Ícone de esboço Este artigo sobre um castelo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.