Categoria:Católicos romanos do período Tudor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A dinastia real inglesa de Tudor, é conhecida principalmente por ter posto fim ao catolicismo no Reino da Inglaterra, entretanto ignora-se que o a Igreja Católica Romana foi religião oficial deste reino durante cinquenta e quatro anos de reinado desta mesma dinastia. Primeiramente durante o reinado de Henrique VII da Inglaterra, rei católico até a morte; e durante os primeiros vinte e cinco anos do reinado de Henrique VIII, até que este rompeu com a Igreja Católica em 1534. Posteriormente, a mesma dinastia restaurou o catolicismo no reino, sob o reinado de Maria I da Inglaterra, até a morte desta em 1558. Portanto, foram muitos os nobres, clérigos, membros da realeza, e reis, Henrique VII da Inglaterra e sua neta Maria I da Inglaterra tal como o esposo desta Filipe II da Espanha que se mantiveram católicos. Quatro das seis rainhas consortes de Henrique VIII, o precursor da reforma, foram católicas: Catarina de Aragão, Joana Seymour, Ana de Cleves e Catarina Howard. Alguns como Thomas More e John Fisher, por se negarem a abandonar a fé católica foram martirizados.