Centro de Biotecnologia Rajiv Gandhi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Centro de Biotecnologia Rajiv Gandhi (RGCB), nomeado em homenagem a Sri Rajiv Gandhi, ex-primeiro ministro da Índia, é um instituto de pesquisa na Índia, dedicado exclusivamente à pesquisa em Biologia Molecular e Biotecnologia.[1] Está localizado em Thiruvananthapuram, capital do estado de Kerala, na Índia. Este centro é um instituto autônomo sob o Departamento de Biotecnologia do Governo da Índia. Anteriormente, era um centro de P&D sob o Conselho Estadual de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Kerala, que é uma agência de financiamento para institutos e centros de pesquisa em Kerala.[2]

O centro foi inaugurado em 18 de novembro de 2002 pelo então presidente da Índia, Dr. APJ Abdul Kalam.[3] O instituto tem departamentos de pesquisa altamente focados, trabalhando em diferentes áreas das ciências biológicas nas seguintes áreas[4]:

  • Pesquisa sobre câncer
  • Doença Cardiovascular e Biologia do Diabetes
  • Biologia Patogênica
  • Biologia Regenerativa
  • Biotecnologia de plantas e biologia de doenças
  • Neurobiologia
  • Biologia da Reprodução
  • Biologia Interdisciplinar

Missão[editar | editar código-fonte]

É entender a biologia subjacente a doenças humanas, animais e vegetais, desenvolver um treinamento exclusivo de indivíduos em ciências fundamentais e translacionais e promover colaborações entre profissionais médicos, veterinários e agrícolas com cientistas de biologia básica.

História[editar | editar código-fonte]

O Centro Rajiv Gandhi de Biotecnologia teve início em 3 de julho de 1990.[5] O então primeiro-ministro Shri Rajiv Gandhi consentiu em ser o patrono-chefe da Sociedade C-DEST. O instituto foi então renomeado como Rajiv Gandhi Center for Development of Education, Science and Technology (RGC-DEST). Tornou-se, então, uma instituição "Grant-in-Aid" do governo de Kerala em 16 de outubro de 1991. Em 18 de novembro de 1995, o Primeiro Ministro da Índia, Shri. P.V. Narasimha Rao, lançou a pedra fundamental do edifício principal do RGCB. Em 1994, o Governo do Estado a reestruturou em um amplo centro de biotecnologia e foi novamente batizado de Rajiv Gandhi Center for Biotechnology. Mais tarde, em 18 de novembro de 2002, o então Presidente da Índia, Dr. A.P.J. Abdul Kalam, dedicou-o à nação.[6]

Cientistas do Centro, em 2019, desenvolveram um novo sistema que promete melhorar a entrega de fatores de crescimento para ajudar na cicatrização de feridas.[7]

Referências

  1. FP, Writer (14 de outubro de 2019). «Rajiv Gandhi Centre for Biotechnology - JRF Jobs». FacultyPlus (em inglês). Consultado em 3 de janeiro de 2020 
  2. «KSCSTE website». Consultado em 6 July 2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. Editor (9 de junho de 2019). «RGCB Recruitment 2019 for Faculty Scientist & Others | Vacancy 09». Sarkari Naukri Latest (em inglês). Consultado em 3 de janeiro de 2020 
  4. Yumpu.com. «watch-rgcb-the-slide-show-rajiv-gandhi-centre-for-biotechnology». yumpu.com (em inglês). Consultado em 3 de janeiro de 2020 
  5. «Rajiv Gandhi Centre for Biotechnology | Devex». www.devex.com. Consultado em 3 de janeiro de 2020 
  6. «Kerala Startup Mission | Spreading the spirit of Innovation and Entrepreneurship». startupmission.kerala.gov.in. Consultado em 3 de janeiro de 2020 
  7. «New system to promote wound healing». Tech Explorist (em inglês). 3 de janeiro de 2020. Consultado em 3 de janeiro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a Índia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.