Instituto de Pesquisas Tecnológicas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Instituto de Pesquisas Tecnológicas
Razão social Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT)
Indústria Pesquisa e Ensino[1] s
Fundação 1889
Sede São Paulo
Presidente Fernando José Gomes Landgraf[2]
Certificação Certificação ISO 9001[3]
Website oficial www.ipt.br

O Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT) foi fundado em 1899 como Gabinete de Resistência dos Materiais da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Localiza-se na Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira, na cidade de São Paulo, e conta com um Centro Tecnológico em Franca e outro em São José dos Campos. Possui mais de 100 anos de atuação nas áreas de pesquisa, educação e tecnologia e é uma das maiores instituições de pesquisa científica e de desenvolvimento tecnológico do país.

É vinculado a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo e oferece apoio tecnológico à indústria e às políticas públicas.

O instituto possui 38 laboratórios capacitados e possui uma equipe de pesquisadores e técnicos altamente qualificados, atuando basicamente em quatro grandes áreas - inovação, pesquisa e desenvolvimento, serviços tecnológicos, desenvolvimento e apoio metrológico, informação e educação em tecnologia. Opera de forma multidisciplinar, contemplando os mais diversos segmentos como energia, transportes, petróleo e gás, meio ambiente, construção civil, cidades, segurança.

Os laboratórios do IPT organizam-se em 12 centros tecnológicos.

Centros tecnológicos[editar | editar código-fonte]

Túnel de vento IPT

Centro de Metrologia Mecânica, Elétrica e de Fluidos (CTMetro)[editar | editar código-fonte]

Integra as competências do IPT em metrologia, oferecendo serviços tecnológicos e projetos de P&D que abrangem desde serviços de calibração de medidores e ensaios de equipamentos até a solução de problemas metrológicos complexos.

Conta com quatro laboratórios e uma seção:

  • Laboratório de Metrologia Mecânica – LMM
  • Laboratório de Metrologia Elétrica – LME
  • Laboratório de Vazão – LV
  • Laboratório de Fluidodinâmica e Eficiência Energética – LAFEE
  • Seção de Óleo e Gás – SOG

Centro de Química e Manufaturados (CQuiM)[editar | editar código-fonte]

Oferece um portal de excelência em análises químicas de materiais, na caracterização físico-química de combustíveis e lubrificantes, e na caracterização e avaliação de desempenho de produtos poliméricos, têxteis, couros e produtos para a segurança. Sua missão é disponibilizar sua capacitação técnica e instrumental aos meios industriais e acadêmicos.

Conta com cinco laboratórios:

Centro de Tecnologia da Informação, Automação e Mobilidade (CIAM)[editar | editar código-fonte]

Oferece soluções tecnológicas e estratégicas em Tecnologia da Informação e Comunicações; atua de forma integrada com diversas áreas do Instituto, agregando conhecimentos aos trabalhos realizados em sistemas corporativos, redes e segurança digital, sistemas de engenharia, automação, mobilidade e telemática aplicada a transportes.

Conta com duas seções:

  • Seção de Automação, Governança e Mobilidade Digital – SAGMD
  • Seção de Soluções de Software e Sistemas para Engenharia – SSSE

Centro de Tecnologia de Obras de Infraestrutura (CT-OBRAS)[editar | editar código-fonte]

Provê apoio tecnológico e soluções para problemas relacionados aos diferentes materiais de construção civil (concreto, asfalto, solo e revestimentos), patologias nas áreas de pavimentos, estruturas, obras-de-arte e afins, e caracterização e investigação do comportamento geológico-geotécnico de maciços e da disponibilidade de recursos minerais.

Conta com um laboratório e três seções:

  • Laboratório de Materiais de Construção Civil – LMCC
  • Seção de Engenharia de Estruturas – SEE
  • Seção de Recursos Minerais e Tecnologia Cerâmica – SRM
  • Seção de Geotecnia – SG

Centro de Tecnologia de Recursos Florestais (CT-FLORESTA)[editar | editar código-fonte]

Tem a missão de produzir e transferir tecnologias para a cadeia produtiva da madeira e contribuir para a elaboração de políticas públicas, com vistas à produção florestal ambientalmente correta, economicamente viável e socialmente justa.

Conta com dois laboratórios e uma seção:

  • Laboratório de Papel e Celulose – LPC
  • Laboratório de Árvores, Madeira e Móveis – LAMM
  • Seção de Sustentabilidade de Recursos Florestais – SSRF

Centro de Tecnologia em Metalurgia e Materiais (CTMM)[editar | editar código-fonte]

Reúne competências para melhoria de processos produtivos e desenvolvimento de tecnologias para produção e aplicação de materiais, assim como a avaliação do comportamento mecânico e também do comportamento sob corrosão de materiais e componentes. Sua missão é prover soluções tecnológicas aplicáveis a processos e produtos industriais nas áreas de metalurgia e materiais.

Conta com dois laboratórios:

  • Laboratório de Processos Metalúrgicos – LPM
  • Laboratório de Corrosão e Proteção – LCP

Centro de Tecnologia Mecânica, Naval e Elétrica (CTMNE)[editar | editar código-fonte]

Integra tecnologias de ponta com o objetivo de aperfeiçoar novos dispositivos, instalações, tecnologias e serviços para os setores de engenharia mecânica, naval e oceânica, elétrica e óptica. O Centro desenvolve soluções tecnológicas que aumentem a segurança e a eficiência energética, reduzam emissões, e melhorem a eficácia de custos, a aplicação e a funcionalidade de projetos, produtos, serviços e instalações industriais.

Conta com cinco laboratórios uma seção:

  • Laboratório de Equipamentos Mecânicos e Estruturas – LEME
  • Laboratório de Engenharia Térmica – LET
  • Laboratório de Equipamentos Elétricos e Ópticos – LEO
  • Laboratório de Embalagem e Acondicionamento – LEA
  • Laboratório de Engenharia Naval e Oceânica - LENO
  • Seção de Manufatura de Protótipos – SMP

Centro de Tecnologias Geoambientais (CTGeo)[editar | editar código-fonte]

Oferece soluções tecnológicas embasadas em conceitos de sustentabilidade, atuando principalmente em aspectos ambientais do meio físico, com foco no desenvolvimento de tecnologias e projetos de gestão, avaliação e monitoramento ambiental. O Centro possui equipe especializada e multidisciplinar que possibilita atuar de forma integrada na concepção, modelação de propostas, validação de métodos e desenvolvimento, e aplicação de soluções tecnológicas para demandas dirigidas.

Conta com três laboratórios:

  • Laboratório de Áreas Contaminadas – LRAC
  • Laboratório de Recursos Hídricos e Avaliação Geoambiental – LABGEO
  • Seção de Investigações, Riscos e Desastres Naturais – SIRDEN

Centro Tecnológico do Ambiente Construído (CETAC)[editar | editar código-fonte]

Tem como foco o mercado de construção de edifícios de todas as naturezas (habitacional, comercial e industrial), incluindo seu entorno, e o de produtores de materiais, elementos, componentes e sistemas construtivos.

Conta com quatro laboratórios:

  • Laboratório de Componentes e Sistemas Construtivos – LCSC
  • Laboratório de Instalações Prediais e Saneamento – LIP
  • Laboratório de Conforto Ambiental e Sustentabilidade dos Edifícios – LCA
  • Laboratório de Segurança ao Fogo e a Explosões – LSFEx

Núcleo de Atendimento Tecnológico à Micro e Pequena Empresa (NT-MPE)[editar | editar código-fonte]

Destinado à resolução de problemas técnicos das micro, pequenas e médias empresas por meio de ações de extensão tecnológica e de desenvolvimento, a fim de torná-las mais competitivas para conquistar novos mercados, inclusive os internacionais. Atende empresas individuais e de Arranjo Produtivo Local (APL) dos mais variados setores industriais.

Núcleo de Bionanomanufatura (BIONANO)[editar | editar código-fonte]

As plataformas tecnológicas de biotecnologia, nanotecnologia, microtecnologia e metrologia de ultraprecisão são chave para promover o desenvolvimento sustentável, garantindo vantagem competitiva às empresas. Estas plataformas são as bases da Bionanomanufatura e compõem um complexo laboratorial de 8000 m², único no Brasil.

Conta com três laboratórios:

  • Laboratório de Micromanufatura – LMI
  • Laboratório de Biotecnologia Industrial – LBI
  • Laboratório de Processos Químicos e Tecnologia de Partículas – LPP

Núcleo de Estruturas Leves (LEL)[editar | editar código-fonte]

O núcleo oferece oportunidades de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias em estruturas de materiais metálicos (principalmente alumínio e titânio), compósitos (principalmente fibra de carbono) e híbridos. O foco técnico é o ciclo completo de desenvolvimento, incluindo projeto, análise, simulação, prototipagem, ensaios, estudos de viabilidade de produção seriada e manutenção.

Referências

Referência bibliográfica[editar | editar código-fonte]

  • IPT 100 anos de tecnologia: 1899/1999. Sao Paulo: IPT, 1999. 191p. : 5e..

Ligações externas[editar | editar código-fonte]