Museu Memória do Bixiga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Uma herança da colonização de um dos bairros mais tradicionais da capital paulista, o Museu Memória do Bixiga está localizado em São Paulo, no bairro do Bixiga, na rua dos Ingleses, 118.

Foi aberto em 1981[1], concebido pelo o agitador cultural do bairro Armando Puglisi, conhecido popularmente como Armandinho do Bixiga, e apresenta objetos que contam a história dos imigrantes italianos na região. Entre os itens expostos, muitos deles doados pelo próprio criador do local, é possível encontrar máquinas de fazer massas e garrafas em que eram entregues o leite de porta em porta na época. Os moradores do tradicional bairro italiano também puderam colaborar com a doação de objetos para a exposição, como uniformes da clássica escola de samba Vai-Vai, sapatos de Carmem Miranda, armas da Revolução de 1932, cadeira de dentista da década de 1920 e fotos do Bixiga - o acervo é formado por 8 mil fotografias e 1,5 mil itens distintos, inclusive objetos de Adoniran Barbosa[1].

Apesar de pouco se saber sobre o imóvel que abriga o Museu Memória do Bixiga, a casa construída no início do século XX é tombada pelo Conpresp (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo).

Por problemas administrativos, o local ficou fechado entre 2005 e 2010, e foi reaberto em 18 de março de 2010[1].

Referências

  1. a b c Museu expõe memória e sotaque do Bexiga, em São Paulo - O Estado de S.Paulo, 18 de março de 2010 (visitado em 18-3-2010)

A história - Museu Memória do Bixiga.[1]

O museu - Museu Memória do Bixiga.[2]

Museu Memória do Bixiga: uma herança da colonização do bairro - São Paulo.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um museu é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. [1]
  2. [2]
  3. [3]