Hospital São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Hospital São Paulo
                     Universidade Federal de São Paulo
Nome completo Hospital São Paulo (Hospital Universitário da UNIFESP)
Localização São Paulo, SP
 Brasil
Fundação 1938
Sistema de saúde SUS
Tipo Público
Especialidades Diversas
Site www.hospitalsaopaulo.org.br
editar

O Hospital São Paulo (HSP), mantido pela SPDM -Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, é um hospital geral, de alta complexidade, particular e filantrópico, mantém a certificação de hospital de ensino pelos Ministérios da Saúde e da Educação, através da Escola Paulista de Medicina-Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Foi fundado em 1936, localiza-se no bairro de Vila Clementino, na zona sul da cidade de São Paulo. É um dos maiores e mais importantes hospitais da capital paulista, reconhecido como um dos mais importantes e respeitados centros de ensino médico do país. Conta atualmente com cerca de 753 leitos e realiza atendimentos nas mais diversas especialidades nas áreas de assistência, ensino e pesquisa.

Reconhecido como hospital de ensino,atende diariamente mais de 4.500 paciente-ambulatoriais e 1.200 Pronto-Socorro/Pronto-Atendimento; responsável, na Grande São Paulo, pela cobertura de uma área que abrange mais de 5 milhões habitantes, além de atender pacientes oriundos de outros estados da federação. Ao lado desta intensa atividade assistencial, destaca-se pela vasta produção científica, que o qualifica, no cenário nacional e internacional, como uma instituição séria e de excelência.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Sua fundação em 1936 veio sanar a falta de um local de ensino prático para a já existente Escola Paulista de Medicina.[2] Testemunha dos primórdios da organização do sistema de saúde do país, o Hospital São Paulo tem nas suas origens um detalhamento minucioso do pensamento político e acadêmico daquela época, como por exemplo a concessão de amostras de café do Departamento Nacional do café, com renda revertida para o Hospital São Paulo.[2]

Em 1940 foram inaugurados os quatro primeiros andares do Hospital São Paulo, com 120 leitos e desdobrado o pavilhão Dona Maria Tereza. Tempos depois o pavilhão passaria a agasalhar em seu andar superior a sede do Centro Acadêmico Pereira Barreto, com a mudança deste para outra sede, a cadeira de Clínica Dermatológica e Sifilográfica. Posteriormente (1972), no lugar do pavilhão, foi construído um prolongamento do atual Edifício dos Ambulatórios, que leva o nome do Prof. Jairo Ramos.[2] O HSP possuía um equipamento ímpar para a época, como o raio X importado. O prédio possuía 2 andares, onde foram instalados os serviços da Clínica Médica e Clínica Cirúrgica.[2]

Corpo Clínico[editar | editar código-fonte]

Diariamente, transitam pelos corredores do Hospital São Paulo, mais de 550 residentes multiprofissionais, cerca de 14 mil alunos de graduação e pós-graduação, são e 5.700 funcionários, entre docentes, equipes médicas, pessoal de enfermagem e profissionais diversas áreas fins e administrativas.

Estrutura e Serviços[editar | editar código-fonte]

Mantendo 753 leitos, o Hospital São Paulo destina 661 leitos para pacientes adultos e 92 para pacientes pediátricos, os quais estão subdivididos da seguinte forma: 96 leitos de UTI's e 51 leitos de Pediátricos, 606 leitos de Unidades de Internação.

Especialidades e Procedimentos atendidos[editar | editar código-fonte]

  • Pronto-Socorro Adulto e Pediátrico;
  • Pronto-Atendimento, Ambulatórios,
  • Raios-X, Radioterapia,
  • Ultrassonografia,
  • Tomografia, Ressonância Magnética,
  • Medicina Nuclear,
  • Cineangiocoronariografia,
  • Densitometria,
  • Laboratório de Análises Clínicas,
  • Laboratório de Líquor,
  • Endoscopia,
  • Hemocentro,
  • Eletrocardiograma,
  • Eletroencefalograma
  • outros.[1]

Radiologia & Diagnóstico por Imagem[editar | editar código-fonte]

O Departamento de Diagnóstico por Imagem (DDI) do Hospital São Paulo / Unifesp possui em seus quadros muitos dos mais conceituados pesquisadores-professores na área da imaginologia[3]. Seu primeiro chefe foi o Prof. Dr. Feres Secaf. Os primeiros residentes/ estagiários vieram para a Especialidade em 1969, mas a Residência em Radiologia só foi aprovada em 1982 (2 anos de duração e 9 vagas).

No curso de Graduação coordenado pelo Prof. Dr. David Shigueoka, o DDI ministra atualmente aulas curriculares ao 3º e 4º anos da graduação em medicina e recebe alunos do 1º ano para a observação à prática médica e do  6º ano no estágio optativo. Como atividade extracurricular, os acadêmicos participam da Liga Acadêmica de Radiologia (LAR), coordenada pela Comissão de Educação e Pesquisa do departamento. O DDI também organiza e oferece cursos especializados para residentes, pós-graduandos, técnicos e acadêmicos voltados para a educação continuada permanente dos profissionais de saúde.

O Departamento está equipado para todos os métodos de diagnóstico por imagem e presta atividade assistencial em todas as áreas. Assim sendo, foram criadas as Coordenadorias de Ressonância Magnética, de Tomografia Computadorizada, de Radiodiagnóstico, de Ultrassonografia, de Medicina Nuclear, de Física e Higiene das Radiações, de Intervenção e da Angiografia Digital. [3]

  • Prof. Dr. Artur da Rocha Corrêa Fernandes - Radiologia Músculo Esquelética[4]
  • Dr. Eloy de Ávila Fernandes [5]
  • Prof. Dr. Edson Shinji Kubota - Radiologia Músculo Esquelética[6]
  • Prof. Dr. Giuseppe D'Ippolito - Radiologia Abdominal[7]
  • Dr. Henrique Lederman- Radiologia Pediátrica
  • Dr. Rodrigo Regacini - Radiologia Pediátrica[8]
  • Prof. Dr. David Carlos Shigueoka - Radiologia Abdominal[9]
  • Dr. Carlos Gustavo Yuji Verrastro - Radiologia Torácica[10]
  • Profa. Dra. Suzan Menasce Goldman - Radiologia Abdominal[11]
  • Dr. Marcos Hideki Idagawa - Neurorradiologia[12]
  • Dra. Giselle Guedes Netto de Mello - Radiologia Mamária
  • Prof. Dr. Nitamar Abdala - Neurorradiologia[13]
  • Dr. Luis Antonio Tobaru Tibana - Neurorradiologia[14]
  • Prof. Dr. Jacob Szejnfeid - Radiologia Abdominal[15]
  • Prof. Dr.Henrique Carrete Junior - Neurorradiologia e coordenador Ressonância Magnética[16]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um hospital ou uma instituição de saúde é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.