Insper

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: "Ibmec São Paulo" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Ibmec.
Insper
Insper
Lema Inspirar, Pertencer e Transformar
Fundação 1987
Tipo de instituição privada
Localização São Paulo
Presidente Marcos Lisboa
Diretor(a) Guilherme Martins
Total de estudantes 13.213
Graduação 6.067
Mascote Raposa
Orçamento anual R$ 237.123.000
Página oficial www.insper.edu.br

O Insper é uma instituição de ensino superior brasileira que atua nas áreas de negócios, economia, direito, engenharia mecânica, engenharia mecatrônica e engenharia da computação e ciência da computação. Está localizada em São Paulo (capital).

História[editar | editar código-fonte]

Câmpus Insper
Prédio 1 do Insper (localizado na Rua Quatá - 300)
Prédio 2 - Insper
Novo câmpus do Insper ("Prédio 2", localizado na Rua Quatá - 200)

O Insper atual derivou inicialmente do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (IBMEC), entidade sem fins lucrativos criada para produzir pesquisas nessa área, localizada no Rio de Janeiro.[1] Em 1987, iniciou suas operações em São Paulo, situando-se na esquina das avenidas Paulista e Brig. Luís Antônio.

Inicialmente, a instituição contava apenas com o MBA em Finanças, mas ao longo do tempo desenvolveu novos programas, como o MBA Executivo, em 1998; e o programa lato sensu em direito, o LL.M. Master em Laws, com ênfase em negócios, em 1999. Com o crescimento, a escola exigiu um espaço maior, alugando assim um edifício de 12 andares no bairro do Paraíso.

Em 1999, são lançados os cursos de graduação em Administração e Economia, com currículo analítico e tempo integral. Em 2002, a primeira turma do curso de graduação da unidade de São Paulo é formada. Nesse mesmo ano, os cursos de Administração e Economia conquistam o conceito "A" na avaliação do MEC, no “Provão”, obtêm o terceiro lugar no país e o primeiro na Grande São Paulo.

Em outubro de 2003, Claudio Haddad e seus sócios Jorge Paulo Lemann, Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto da Veiga Sicupira se tornaram os controladores exclusivos da instituição, ao adquirirem a participação dos demais sócios.

Já em 2004, a filial de São Paulo é doada ao Instituto Veris, uma entidade sem fins lucrativos. Com isso, tornou-se uma instituição independente das outras filiais.

Em 2005, iniciou-se o planejamento de mudança para o novo campus, na Avenida Hélio Pellegrino, no bairro de Vila Olímpia, e em janeiro de 2006 o campus é inaugurado.[2]

A partir de 2009, a instituição passou a se chamar Insper. A substituição do nome se deu para diferenciação de outras homônimas sediadas no Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília, e outras instituições independentes que faziam com que o nome gerasse dúvidas na mídia e entre o público dessas instituições.[1]

Em 2010, o Insper recebeu a certificação da AACSB International [en] – The Association to Advance Collegiate Schools of Business, entidade de certificação de escolas de negócios do mundo.[3]

Em 2017[4] e 2018, o Insper foi reconhecido pelo jornal britânico Financial Times como uma das melhores escolas de negócios do mundo.[5]

Foto de professor do Insper dentro da sala de aula com notebook aberto na transmissão da aula ao vivo para alunos que estão em casa.
Professor do Insper durante aula com transmissão simultânea para alunos que estão no formato remoto.

No dia 12 de março de 2020, o Insper foi a primeira universidade brasileira a suspender suas atividades devido a pandemia de COVID-19.[6] Durante a semana de suspensão das atividades, o Insper adaptou seus cursos para o modelo remoto. A instituição tomou essa decisão com base nas informações e dados nacionais e internacionais acerca da proliferação do vírus ao redor do mundo.[7] Durante os primeiros meses da pandemia, o Insper produziu e distribuiu, gratuitamente, cerca de 22 mil unidades de Face Shields para profissionais de saúde que atuam em UTIs nos hospitais brasileiros.[8] O equipamento de proteção individual foi desenvolvido e produzido inteiramente dentro dos laboratórios da instituição com impressões de peças em impressoras 3D. [9] Em setembro de 2020, com a diminuição de casos e novas diretrizes governamentais, foram retomadas parcialmente as atividades presenciais no Insper, para os alunos que o desejassem.[10] Em março de 2021, todas as atividades do Insper retornaram ao modelo remoto[11], devido a forte evolução de casos de COVID-19 no Brasil e entrada da cidade de São Paulo na fase vermelha.[12] Em agosto de 2021, o Insper retomou parcialmente as atividades presenciais, após liberação pelo Governo do Estado de São Paulo de 60% da capacidade dos espaços no ensino superior.[13] No dia 12 de janeiro de 2022, o Insper informou seus alunos que a instituição retornaria totalmente ao modelo presencial.[14]

No dia 7 de outubro de 2022, o Comitê Executivo do Insper anunciou que Marcos Lisboa deixaria a presidência da instituição após 10 anos à frente das operações da universidade.[15] Apesar do anúncio, Marcos permanecerá na presidência até que seu sucessor seja indicado e o processo de sucessão seja concluído.[16] A notícia repercutiu na mídia.[17]

Novos cursos[editar | editar código-fonte]

Em 2014, o Ministério da Educação (MEC) aprovou novos cursos de engenharia do Insper. Desde o começo de 2015, a instituição também oferece graduação em Engenharia Mecânica, Engenharia Mecatrônica e Engenharia da Computação.[18] Ainda em 2015, o portfólio de cursos também recebeu o doutorado em Economia dos Negócios.[19]

Em 2020, o Ministério da Educação (MEC) aprovou o novo curso de graduação em Direito do Insper.[20] Desde o começo de 2021 a instituição passou a oferecer essa graduação. Apesar de autorizado a oferecer 150 vagas, o Insper optou por iniciar sua primeira turma com 50 vagas no vestibular.

Em 2021, o Ministério da Educação (MEC) aprovou o novo curso de Ciência da Computação do Insper.[21] O início das aulas da primeira turma estão previstas para março de 2022.[22] Apesar de autorizado a oferecer 100 vagas, o Insper optou por iniciar sua primeira turma com 30 vagas no vestibular. [22]

Residencial para Bolsistas[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2017, o Insper inaugurou a Toca da Raposa[23] (em homenagem à mascote da instituição), conhecido por ser o primeiro alojamento para alunos bolsistas construído por uma universidade privada no Brasil.[24] O prédio, localizado na Vila Olímpia (a cerca de 600 metros do Insper)[25], foi doado pela Fundação Brava e possui capacidade para receber mais de 50 alunos bolsistas integrais que moram fora da região metropolitana de São Paulo.[26]

Expansão[editar | editar código-fonte]

Em 2019, o Insper inaugurou seu novo campus[27], conhecido por sua comunidade como "Prédio 2", localizado ao lado do "Prédio 1". O novo prédio possui 6 andares e 15 mil metros quadrados, 15 salas de aula (das quais 14 possuem tecnologia que permite às salas ampliação ou adaptação, de acordo com a demanda, atividade e quantidade de alunos, além de possibilidade de gravação, videoconferência e transmissão de aulas) e 8 laboratórios[28].

Em 2021, o Presidente do Insper, Marcos Lisboa, confirmou por meio de uma live com familiares de alunos que a instituição deu início à construção de seu terceiro prédio, localizado ao lado do Prédio 2. [29]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Época Negócios. «Ibmec SP muda nome para Insper». Consultado em 1 de maio de 2009 
  2. «Ibmec inaugura novo campus em São Paulo». Estadão. Consultado em 16 de setembro de 2015 
  3. «Aprendeu?». Folha de S.Paulo. Consultado em 16 de setembro de 2015 
  4. «Duas das melhores escolas de negócios do mundo são brasileiras; veja lista». educacao.uol.com.br. Consultado em 11 de janeiro de 2022 
  5. «Brasil tem 3 das melhores escolas de negócios do mundo, segundo FT». ÉPOCA NEGÓCIOS. 14 de maio de 2018. Consultado em 11 de janeiro de 2022 
  6. «Coronavírus: Unicamp e Insper suspendem aulas; PUC e USP registram casos». O Globo. 12 de março de 2020. Consultado em 14 de janeiro de 2022 
  7. Conteúdo, Estadão. «Unicamp e Insper suspendem atividades por causa do novo coronavírus». Gazeta do Povo. Consultado em 14 de janeiro de 2022 
  8. «Insper desenvolve proteção facial para uso em UTI». Valor Econômico. Consultado em 14 de janeiro de 2022 
  9. «Face Shield Insper». Insper: Ensino Superior em Negócios, Direito e Engenharia. Consultado em 14 de janeiro de 2022 
  10. «Conheça as ações do Insper para o retorno seguro e gradual das aulas». Insper: Ensino Superior em Negócios, Direito e Engenharia. Consultado em 14 de janeiro de 2022 
  11. «Conheça as ações do Insper para o retorno seguro e gradual das aulas». Insper: Ensino Superior em Negócios, Direito e Engenharia. Consultado em 14 de janeiro de 2022 
  12. «Fase vermelha começa neste sábado: comércio e parques ficarão fechados; veja o que funciona». G1. Consultado em 14 de janeiro de 2022 
  13. «Conheça as ações do Insper para o retorno seguro e gradual das aulas». Insper: Ensino Superior em Negócios, Direito e Engenharia. Consultado em 14 de janeiro de 2022 
  14. «Conheça as ações do Insper para o retorno seguro e gradual das aulas». Insper: Ensino Superior em Negócios, Direito e Engenharia. Consultado em 14 de janeiro de 2022 
  15. «Marcos Lisboa deixará o Insper, após dez anos». Valor Econômico. Consultado em 9 de outubro de 2022 
  16. e.allin.insper.edu.br https://e.allin.insper.edu.br/preview_htm.php?id_cmp=10103547&idem=2458&iu=7763&atmem=bGlzdGVyb3JAYWwuaW5zcGVyLmVkdS5icg==. Consultado em 9 de outubro de 2022  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  17. «Painel S.A.: Marcos Lisboa decide deixar a presidência do Insper». Folha de S.Paulo. 7 de outubro de 2022. Consultado em 9 de outubro de 2022 
  18. «MEC aprova cursos de engenharia do Insper». Revista Veja. Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  19. «Insper lança Doutorado em Economia dos Negócios». Administradores.com. Consultado em 16 de setembro de 2015 
  20. «Após quase 200 anos, Grande SP terá novo curso público de Direito - Educação». Estadão. Consultado em 11 de janeiro de 2022 
  21. «Insper lança curso de graduação em Ciência da Computação». Insper: Ensino Superior em Negócios, Direito e Engenharia. Consultado em 11 de janeiro de 2022 
  22. a b «Edital». Insper: Ensino Superior em Negócios, Direito e Engenharia. Consultado em 11 de janeiro de 2022 
  23. «Insper inaugura residencial para bolsistas em São Paulo». .Edu. Consultado em 11 de janeiro de 2022 
  24. «Insper conta com nova residência estudantil para programa de bolsas». Insper: Ensino Superior em Negócios, Direito e Engenharia. Consultado em 11 de janeiro de 2022 
  25. «Insper inaugura residencial para bolsistas». Revista Ensino Superior. 25 de setembro de 2017. Consultado em 11 de janeiro de 2022 
  26. «IMPACTO | EDIÇÃO 07 | Inauguramos a Toca da Raposa». Insper: Ensino Superior em Negócios, Direito e Engenharia. Consultado em 11 de janeiro de 2022 
  27. «#SPSonha: novo prédio do Insper traz ambiente para lá de convidativo | São Paulo nas Alturas». VEJA SÃO PAULO. Consultado em 11 de janeiro de 2022 
  28. «Novo prédio Insper: tecnologia aplicada à experiência de aprendizagem». Insper: Ensino Superior em Negócios, Direito e Engenharia. Consultado em 11 de janeiro de 2022 
  29. Semana Boas-vindas Graduação | Bate-papo com as famílias, consultado em 11 de janeiro de 2022