Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hospital Alemão Oswaldo Cruz
Nome completo Hospital Alemão Oswaldo Cruz
Localização São Paulo, SP
 Brasil
Fundação 26 de setembro de 1897 (123 anos)
Tipo Privada
Arquiteto Curt Hildebrand
Leitos 369
Especialidades Diversas
Site www.hospitalalemao.org.br
Coordenadas 23° 34′ 09″ S, 46° 38′ 35″ O
editar

O Hospital Alemão Oswaldo Cruz foi fundado em 26 de setembro de 1897 por um grupo de imigrantes de língua alemã, liderado pelo empresário e cônsul honorário da Alemanha na época, Anton Zerrener.[1]

O objetivo era constituir uma instituição de saúde que atendesse integrantes da colônia e a população em geral, como forma de retribuição pelo acolhimento que receberam quando desembarcaram no Brasil.[1][2]

O terreno próximo à Avenida Paulista, ainda com características rurais, foi adquirido em 1905, após campanhas de arrecadação de fundos. Esses recursos viabilizaram, 17 anos depois, a efetiva construção do projeto arquitetônico de Curt Hildebrand, que até hoje caracteriza o complexo do Hospital no bairro do Paraíso, em São Paulo (SP).[3][1][4]

Desde o início, a trajetória do Hospital foi pautada pela superação de inúmeros desafios e pela vocação de cuidar das pessoas - atributos que até hoje estão presentes em sua essência.[1][5]

História[editar | editar código-fonte]

  • Em 26 de setembro de 1897 é fundada a Associação Hospital Alemão. Em 1905 é adquirido um terreno de 23.550m².[6]
  • As obras ficam suspensas de 1914 a 1922 em função da I Guerra Mundial. Finalmente, em 1923, é concluída a construção do Hospital, com 50 leitos.[6]
  • Ainda em 1923, o número de leitos é duplicado nos primeiros dias graças à grande procura. Inicia-se a construção do Pavilhão do Jardim (a outra parte do Bloco A).
  • 1929: contrato firmado entre o Hospital e a Cruz Vermelha Alemã garante o envio de enfermeiras, assegurando a elevada qualidade dos serviços de enfermagem.
  • 1939 | 1944: sob a “Lei de Nacionalização” do Governo Vargas, o Hospital passa a ser chamado de Associação Hospital Rudolf Virchow e , logo em seguida, de Hospital Oswaldo Cruz.
  • De 1949 em diante, o Hospital retoma suas atividades, atendendo um número crescente de pacientes e volta a existir uma grande procura por vagas para internações.
  • A partir de 1960, surgem empresas de convênio, responsáveis por uma participação cada vez maior nas internações, alterando o cenário até então habitual do atendimento do Hospital.
  • A década de 80 é marcada pelos investimentos vultuosos em modernização, instalação de sistemas de controle eletrônico e a conclusão do avançado Centro Cirúrgico.
  • O nome do Hospital é alterado oficialmente para Hospital Alemão Oswaldo Cruz (1991). Em 1996, é realizada a construção subterrânea do Centro de Diagnóstico por Imagem (CDI).
  • Em 1997, é comemorado o centenário do Hospital. O novo hall de entrada e a garagem subterrânea de três andares, em frente ao Bloco A, são concluídas.
  • Em 2002, é inaugurado o Bloco B, com 14 andares e heliponto. Quatro anos depois, é a vez do Bloco D, edifício com Restaurante e Área de Lazer e Convivência para colaboradores.
  • 2009 marca a conquista da acreditação da Joint Commission International (JCI). O moderno Bloco E, com 25 pavimentos, é inaugurado em 2012.
  • Em 2013, é inaugurado o Bloco E em seu complexo hospitalar, abrigando novas unidades de internação, além da extensão de áreas importantes, como Centro Cirúrgico e UTI.

Números[editar | editar código-fonte]

  • Mais de 96.000 m2 de área construída
  • 278 leitos de internação, 29 leitos de atendimento semi-intensivo e 44 leitos de UTI
  • 18 leitos Day Clinic Clínico e 3 salas de pequenas cirurgias (Day Clinic Cirúrgico)
  • 19 salas cirúrgicas
  • 2.200 colaboradores
  • 5.231 médicos credenciados
  • Total de internações: 16.764
  • Média de permanência: 4,69 dias
  • Procedimentos cirúrgicos: 21.145
  • Consultas no Pronto Atendimento: 56.857
  • Exames realizados no Centro de Diagnóstico por Imagem: 142.832

*Dados do final do exercício de 2012

Unidades[editar | editar código-fonte]

  • Complexo Hospitalar — Bela Vista, São Paulo
  • Unidade Campo Belo — Campo Belo, São Paulo
  • Instituto da Mulher — Bela Vista, São Paulo
  • Unidade Ambulatorial de Sustentabilidade Social — Mooca, São Paulo

Centros de Especialidades[editar | editar código-fonte]

  • Centro de AVC
  • Centro de Check-up
  • Centro de Cirurgia Robótica​
  • Centro de Diabetes
  • Centro de Endoscopia
  • Centro de Excelência em Cirurgia Bariátrica e Metabólica
  • Centro de Nefrologia e Diálise
  • Centro de Nutrição
  • Centro de Oncologia
  • Centro de Otoneurologia​
  • Centro de Procedimentos Minimamente Invasivos de Coluna
  • Centro de Tratamento do Tabagismo
  • Instituto de Geriatria e Gerontologia
  • Instituto da Mulher​
  • CIAMA - Cuidado Integrado com a Saúde da Mama
  • Centro de Ginecologia​
  • Instituto da Próstata e Doenças Urinárias
  • Instituto de Medicina Cardiovascular
  • Centro de Arritmologia
  • Centro Clínico de Cardiologia Geral
  • Centro Diagnóstico de Cardiologia Não Invasiva
  • Centro de Hipertensão Arterial
  • Centro de Intervenção Cardiovascular
  • Centro de Marca-Passo

Referências

  1. a b c d «Instituto HOC - Hospital Oswaldo Cruz». www.institutohoc.com.br. Consultado em 10 de abril de 2020 
  2. «25 de Julho é o Dia da Imigração Alemã no Brasil». www.hospitaloswaldocruz.org.br. 25 de julho de 2019. Consultado em 10 de abril de 2020 
  3. «Hospital Alemão Oswaldo Cruz investe mais de 2 milhões em novo prédio só em gestão de segurança». Netseg. 16 de março de 2013. Consultado em 10 de abril de 2020 
  4. Redação (26 de setembro de 2012). «Hospital Alemão Oswaldo Cruz completa 115 anos». www.brasilalemanhanews.com.br. Consultado em 10 de abril de 2020 
  5. «PLANOS DE SAÚDE COM O HOSPITAL OSWALDO CRUZ». www.planosdesaudeemsp.com.br. Consultado em 10 de abril de 2020 
  6. a b «HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ RELATÓRIO de sustentabilidade 2016» (PDF). www.hospitaloswaldocruz.org.br. Consultado em 10 de abril de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]