Parque Ecológico do Tietê

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Parque Ecológico do Tietê
Núcleo Engenheiro Goulart
Um dos lagos da várzea do Rio Tietê. Ao fundo, o centro financeiro de Guarulhos.
Localização São Paulo/Guarulhos, SP
Tipo Público
Área 14 milhões m²
Inauguração 14 de março de 1982 (39 anos)
Administração Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA)
Nº de visitas anuais Segunda-feira a domingo
das 08:00 às 17:00 horas
Coordenadas 23° 29' 46" S 46° 31' 10" O
Quatis em contato com os visitantes do parque.
Draga Holandeza. Trabalhou no processo de Dragagem no Rio Tietê.
Museu do Tietê.

O Parque Ecológico do Tietê é um parque e uma área de proteção ambiental localizada na várzea do Rio Tietê, sob administração da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA), do Governo do Estado de São Paulo. Também conhecido como Núcleo Eng. Goulart.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O Parque Ecológico do Tietê foi concebido no contexto das obras e serviços de combate a inundações na Região Metropolitana da Grande São Paulo. Pretendeu-se manter a capacidade de amortecimento das cheias, nas várzeas do Tietê, entre Guarulhos e Ponte Nova e, como subproduto, aproveitar as áreas lindeiras para atividades de lazer, esporte, cultura e para a preservação da fauna e flora. Dessa forma não se repetiria o erro cometido no trecho entre Guarulhos e Osasco, onde a urbanização e as vias marginais oprimem o rio, exigindo obras vultosas para o seu aprofundamento.[1]

O parque foi criado pelo Decreto Estadual 7.868 de 30 de abril de 1976, inaugurado em 14 de março de 1982, e o projeto arquitetônico paisagístico foi feito pelo renomado arquiteto Ruy Ohtake.[2]

Núcleo Engenheiro Goulart[editar | editar código-fonte]

O núcleo Engenheiro Goulart com 14 milhões de m2, fica situado na zona leste da cidade de São Paulo, nas margens da Rodovia Ayrton Senna sentido SP/Rio, altura do km 15,5 (acesso pelo km 17). O acesso também pode ser feito pelos trens das linhas 12-Safira e 13-Jade, ambas da CPTM, por meio da Estação Engenheiro Goulart, que possui uma saída para o portão do parque.

Há diversos equipamentos sociais, recreativos, esportivos e de lazer, bem como a flora em constante recuperação que servem de refúgio para os animais silvestres.

Possui trilha para caminhadas, Centro de Educação Ambiental, Centro Cultural, Museu do Tietê, Biblioteca, Palco para Shows, 5 quadras poliesportivas, 17 campos de futebol, playgrounds, áreas de ginásticas, quiosques com churrasqueiras, aluguel de pedalinhos e bicicletas.
Há também um trenzinho (serviço terceirizado) que percorre a trilha de 4 km, onde o visitante pode conhecer melhor a fauna e flora do parque.
Em 2004 o parque foi revitalizado e recebe atualmente mais de 300 mil visitantes/mês.

Acessos[editar | editar código-fonte]

  • Km 17 da Rodovia Ayrton Senna - sentido Guararema
  • Avenida Doutor Assis Ribeiro, altura do 3.000 - Engenheiro Goulart
  • Rodovia Parque, 8055 - aberta somente aos finais de semana

Núcleo Vila Jacuí[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Parque Várzeas do Tietê

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]