Biblioteca Florestan Fernandes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fachada da Biblioteca Florestan Fernandes.

A Biblioteca Florestan Fernandes é parte da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (SBD/FFLCH/USP), e tem como missão promover o acesso e incentivar o uso e a geração da informação, contribuindo para a qualidade do ensino, pesquisa e extensão, na Área de Humanidades. Concentrando uma diversificada coleção de obras, a Biblioteca Florestan Fernandes possui o maior acervo da USP (são 619.223 itens no total), destacando-se no cenário nacional como um centro de informação especializado nas áreas de Humanidades e Ciências Sociais.

História[editar | editar código-fonte]

No ano de 1934, dá-se início ao funcionamento da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, um dos núcleos fundadores da recém inaugurada Universidade de São Paulo. Um acervo começa a ser formado nesse ano, e em 1937 é instalada a primeira biblioteca na Rua da Consolação, 16. Nos anos subsequentes, a biblioteca é transferida mais duas vezes: em 1938, para um prédio na Alameda Glete; em 1939, para o prédio da Escola Caetano de Campos, na Praça da República. Em 1947, a biblioteca muda de local novamente, desta vez para o prédio da Faculdade na Rua Maria Antonia, 258, e lá permanece até sua transferência definitiva para a Cidade Universitária, campus Butantã, entre os anos de 1967 e 1968.

Em 1970 ocorre a separação dos acervos, de acordo com a Reforma Universitária, permanecendo na FFLCH as bibliotecas departamentais e aquelas ligadas aos Centros de Estudos. Em 1973, constitui-se a primeira comissão de bibliotecas da FFLCH/USP, e em 1975 é aprovada a unificação das bibliotecas da FFLCH. Um programa para construção de um prédio central reunindo os acervos é apresentado no ano de 1976.

A unificação só começou a tomar corpo definitivamente em 1987, a partir da criação do Serviço de Biblioteca e Documentação (SBD), que congregava as quatro bibliotecas existentes na época: a de História, Geografia, Filosofia e Ciências Sociais e a de Letras. Em 1991 ocorre a inauguração do primeiro módulo da Biblioteca Central, integrando os acervos de Letras e dos Serviços Técnicos e Administrativos. No ano de 2001 é inaugurado o segundo módulo, para a integração dos acervos de Filosofia e Ciências Sociais. Entre 2003 e 2004, dá-se a construção do terceiro e último módulo, com a integração dos acervos de Geografia e História.

Por fim, em 2005, é inaugurada a Biblioteca da FFLCH-USP com acervo unificado, recebendo o nome de Biblioteca Florestan Fernandes, em homenagem ao sociólogo Florestan Fernandes, que por muito tempo atuou como professor da faculdade.

Organização e Funcionamento[editar | editar código-fonte]

Após a unificação de sua infra-estrutura física, a Biblioteca passou a integrar todos os seus serviços em um único local, passando também por uma reestruturação administrativa. A biblioteca conta com a divisão em cinco serviços:

  • Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU): serviço responsável por toda a etapa de circulação de livros e outros materiais, incluindo empréstimo, guarda de material e organização do acervo. Além dessas tarefas, o serviço cuida da organização da coleção didática (bibliografia que os professores indicam para o andamento de disciplinas), Empréstimo entre Bibliotecas (EEB) nacional e internacional, comutação bibliográfica, orientações sobre a organização e serviços prestados pela biblioteca e auxílio para localização de materiais. Realiza periodicamente visitas orientadas, voltadas para a apresentação dos recursos bibliográficos e organização física da biblioteca, bem como treinamentos para o uso de catálogos eletrônicos, bases de dados e pesquisa bibliográfica em geral;
  • Serviço de Aquisição e Intercâmbio (SAI): serviço encarregado da seleção, compra e recebimento de tudo o que compõe o acervo da Biblioteca, como livros, periódicos e teses, dentre outros tipos de suporte. É responsável também pelo recebimento de doações de material bibliográfico, que no caso da Biblioteca Florestan Fernandes podem atingir a média anual de 10 mil obras. Também é neste setor que é realizada a catalogação dos periódicos que fazem parte da coleção da Biblioteca;
  • Serviço Técnico de Livros (STL): a finalidade deste serviço é disponibilizar informações sobre o acervo da Biblioteca, encarregando-se diretamente de sua organização. As atividades principais desenvolvidas pelo STL estão ligadas à descrição de livros e materiais audiovisuais, feita no processo de catalogação, e a identificação dos assuntos das obras tratadas, concretizada nos processos de indexação e classificação, que determinarão a disposição dos itens no acervo;
  • Produção Científica Docente (PCD): serviço responsável pela coleta e catalogação da produção bibliográfica dos docentes da Faculdade, num trabalho ligado à construção da memória institucional. Capítulos de livros escritos pelos professores da FFLCH, bem como artigos de jornais e revistas, trabalhos publicados em eventos, entrevistas e participações de co-autoria (tradução, organização ou edição de obras, por exemplo), constituem o acervo tratado por este serviço. Além do tratamento desse tipo de material, o setor faz a catalogação das dissertações e teses defendidas na Faculdade, elabora fichas catalográficas para publicações da FFLCH, dissertações e teses, e ainda controla o acesso às obras raras e especiais existentes na biblioteca, cujo acervo inclui primeiras edições de Machado de Assis, obras completas de Voltaire e uma coleção particular doada pelo professor emérito Antonio Candido;
  • Serviço de Apoio Técnico e Administrativo (SAT): a responsabilidade deste serviço está ligada ao suporte nas seguintes áreas : tecnologia da informação, projetos, planejamento, conservação do acervo e infra-estrutura. Assim, o serviço coordena a instalação, manutenção e atualização de equipamentos informáticos e softwares usados pela Biblioteca, desenvolve e coordena os projetos especiais, além de acompanhamento da definição de políticas e estratégias para atuação da Biblioteca, procedimento realizado anualmente. Atividades de higienização de materiais bibliográficos, pequenos reparos físicos em livros e encadernação também fazem parte do escopo de atuação do serviço, bem como as atividades ligadas ao acompanhamento da manutenção do prédio, limpeza e zeladoria.

Acervo[editar | editar código-fonte]

Acervo da biblioteca.

O acervo da Biblioteca Florestan Fernandes é bastante diversificado, reunindo uma ampla gama de títulos em variados suportes. Conforme dados de 2016, o acervo é formado por:

  • Livros: 374.016
  • Multimeios (CD, DVD, VHS): 3.339
  • Teses e dissertações: 15.604
  • Periódicos (revistas): 185.185 fascículos
  • Outros tipos de materiais (folhetos, kits): 41.079
  • Total de itens do acervo: 619.223

O acervo destaca-se ainda pela presença de um número expressivo de obras raras e especiais, compostas por diferentes núcleos: Coleção doada pelo Governo Português, Coleção Brasiliana, Séries em Latim, Coleção Fidelino Figueiredo, Coleção Antonio Candido, Coleção Anatol Rosenfeld e outros títulos nacionais e estrangeiros reunidos ao longo do tempo. Outras coleções particulares doadas à Biblioteca, como a Coleção Ilana Blaj, também constituem uma parte representativa do acervo.

Como usar a biblioteca[editar | editar código-fonte]

Balcão de informações.jpg

A Biblioteca Florestan Fernandes é aberta ao público (segunda a sexta, das 8h30 às 22h, e aos sábados, das 9h às 13h), não sendo necessário nenhum tipo de cadastro para consultar o acervo ou para tirar cópias de trechos do material disponível. A divisão da coleção é feita por assuntos, conforme a Classificação Decimal de Dewey. A organização na biblioteca se dá da seguinte forma:

  • Andar térreo: coleção didática, obras de referência e produção docente;
  • 1º andar: 001 a 859.999 (assuntos gerais, filosofia, psicologia, religião, ciências sociais, linguística, ciências naturais, artes, literatura);
  • 2º andar: 860 a 999.999 (literatura, história, geografia); obras raras e especiais.

Para a realização de empréstimos (até 10 itens para usuários cadastrados), é necessária inscrição na biblioteca, ou a apresentação de um formulário de Empréstimo entre Bibliotecas - EEB (ver Empréstimo interbibliotecas). Os usuários que podem se cadastrar normalmente são:

  • Alunos de graduação, pós-graduação e alunos especiais da Faculdade;
  • Docentes da Faculdade e docentes visitantes;
  • Funcionários da Faculdade;
  • Alunos de intercâmbio nacional e internacional cursando disciplinas ou fazendo pesquisas na unidade;
  • Alunos de programas interdisciplinares da Universidade;
  • Alunos de graduação, pós-graduação de outras unidades USP, desde que estejam cursando disciplinas na FFLCH;
  • Ex-alunos, até dois anos após a conclusão de seu curso, no caso de graduação, ou da data da defesa da dissertação ou tese, no caso de pós-graduação.

Demais empréstimos podem ser feitos por EEB, desde que a biblioteca requisitante esteja localizada na Grande São Paulo e também esteja inscrita em nossa instituição.

Serviços Oferecidos[editar | editar código-fonte]

Sala de estudos
  • Seleção e aquisição de material bibliográfico (compras e doações);
  • Tratamento da informação (indexação e catalogação do material bibliográfico no catálogo Dedalus;
  • Coleta e catalogação da Produção Científica da FFLCH/USP no Dedalus;
  • Catalogação de dissertações e teses no Dedalus e na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP;
  • Tecnologia da informação e Projetos especiais;
  • Serviço de Atendimento ao Usuário
  • Acesso à informação:
    • Consulta direta ao acervo;
    • Levantamentos bibliográficos em bases de dados nacionais e internacionais;
    • Empréstimo domiciliar (exclusivo à comunidade universitária);
    • Empréstimo entre bibliotecas - acesso ao material bibliográfico existente em outras bibliotecas, tanto no âmbito nacional quanto internacional;
    • Comutação bibliográfica nacional e internacional - localização e obtenção de cópias de documentos que não estão disponíveis no acervo da biblioteca;
    • Base de dados - consulta a base de dados de periódicos e livros eletrônicos para recuperação de literatura internacional na área de Humanidades e Ciências Sociais;
    • Serviço de cópia de materiais bibliográficos (serviço sujeito a verificação conforme Lei de Direitos autorais e resolução da USP n. 5213, de 2 de junho de 2005);
    • Atendimento assistido aos usuários na sala de Obras Raras / Especiais e na sala de Materiais Especiais;
    • Orientação ao usuário - assistência e orientação quanto ao uso dos recursos da biblioteca e apresentação de trabalhos acadêmicos, dissertações e teses;
    • Normalização de publicações - auxílio na padronização dos trabalhos técnicos e científicos.

A Biblioteca em números[editar | editar código-fonte]

Biblioteca em números - Dados de 2016
  • Espaço físico: 6.200 m²
  • Número de assentos: 374 lugares
  • Número de funcionários: 36
  • Frequência de usuários: 199.804
  • Número de empréstimos: 116.339
  • Número de consultas: 148.302
  • Empréstimo entre Bibliotecas EEB (como biblioteca fornecedora): 656
  • Empréstimo entre Bibliotecas EEB (como biblioteca solicitante): 338
  • Comutação bibliográfica nacional (como biblioteca fornecedora): 73 / 5.019 cópias
  • Comutação bibliográfica nacional (como biblioteca solicitante): 30
  • Comutação bibliográfica internacional (como biblioteca fornecedora): 6 / 1.420 cópias
  • Comutação bibliográfica internacional (como biblioteca solicitante): 58
  • Número de assistências aos usuários: 8.463
  • Normalização técnica e referências bibliográficas: 122
  • Treinamentos e visitas guiadas: 1055 participantes
  • Total de livros: 374.016
  • Total de multimeios (CD, DVD, VHS): 3.339
  • Total de teses e dissertações: 15.604
  • Total de fascículos de periódicos (revistas): 185.185
  • Outros tipos de materiais: 41.079
  • Total de itens do acervo: 619.223

Infra-Estrutura

  • Microcomputadores para usuários: 25
  • Armários guarda-volumes: 420

Ligações externas[editar | editar código-fonte]