Brasiliana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin

Brasilianas são coleções, pessoais ou institucionais, tendo por tema especificamente o Brasil, contendo estudos ou objetos informativos de fatos de qualquer natureza, natural ou cultural.[1][2].

Como em outros tipos de coleções seus objetos podem ser para consulta presencial restrita (somente a pessoas autorizadas), consulta presencial irrestrita (a todo o público), empréstimo, venda ou oferecimento gratuito, fisicamente ou por descarga online, se forem de natureza reprodutível, portátil ou que possam ser consultados online, como impressos, imagens, áudios, vídeos ou outro meio.

Coleções exclusivas importantes[editar | editar código-fonte]

Dedicadas exclusivamente ao tema Brasil:

Coleções mistas importantes[editar | editar código-fonte]

Possuem acervos importantes sobre o Brasil, também com informação catalográfica, porém sem exclusividade:

Obras especializadas: extensão do conceito[editar | editar código-fonte]

Embora a rigor não o sejam, por não terem acervo físico, eventualmente chama-se de Brasiliana a catálogos, ou bases de dados, de informações voltadas ao tema Brasil. Nesse sentido há o catálogo da Cinemateca Brasileira. Sobre música há o Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira, catálogo especializado no assunto. Nas brasilianas de filologia e linguística da língua portuguesa os dicionários e léxicos obsoletos constituem uma das partes mais importantes, transformando-se em fontes primárias.

Sobre livros e outros meios gráficos há:

  • Acervo Iconográfico da Biblioteca Nacional, O[10]
  • Bibliographia Brasiliana: Livros raros sobre o Brasil publicados desde 1504 até 1900 e obras de autores brasileiros do Período Colonial [11], vol.1, vol.2
  • Brasiliana da Bilioteca Nacional: guia das fontes sobre o Brasil[12]
  • Destaques da Biblioteca InDisciplinada de Guita e José Mindlin, vol. Brasiliana[13]
  • Fontes selecionadas para pesquisa e estudo de obras raras e valiosas[14], vol. único
  • Guia de fontes para a história do Brasil colonial conservadas nos institutos e arquivos italianos[15]
  • Manual Bibliográfico de Estudos Brasileiros[16], vol.1, vol.2

Iniciativas editoriais[editar | editar código-fonte]

Empreendimentos editoriais que organizaram coleções de títulos que lhes pareceram importantes, tendo a Coleção Brasiliana, da Companhia Editora Nacional, por precursora[17]:

Brasilianas estrangeiras[editar | editar código-fonte]

Embora brasilianista[21] seja neologismo do século XX a atividade é anterior. No século XIX europeus fizeram no Brasil viagens para coletas de material e informações e seus relatos e acervos botânicos e iconográficos, de singularidade insubstituível por serem remotos no tempo, são hoje consultados por brasileiros. Os mais expressivos:

Similares estrangeiras[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Dicionário Michaelis, brasiliana
  2. Brasiliana Iconográfica, Sobre o Projeto, Brasiliana, consulta em 2017-10-30
  3. a b Fundação Darcy Ribeiro, Coleção Biblioteca Básica Brasileira, consulta em 2017-12-03
  4. a b Ministério da Cultura, Coleção Biblioteca Básica Brasileira, consulta em 2017-12-03
  5. Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, A biblioteca, consulta em 2017-10-30
  6. EdUSP, BIBLIOGRAPHIA BRASILIANA, texto informativo, consulta em 2017-10-30
  7. Revista de Fontes, A Companhia Editora Nacional e seu acervo, UNIFESP, consulta em 2017-10-30
  8. IMS-Instituto Moreira Salles, Brasiliana Fotográfica, consulta em 2017-10-30
  9. IMS-Instituto Moreira Salles, Brasiliana Iconográfica, consulta em 2017-10-30
  10. SANTOS, Renata; RIBEIRO, Marcus Venicio; LYRA, Maria de Lourdes Viana (org), O Acervo Iconográfico da Biblioteca Nacional, descarga de PDF
  11. MORAES, Rubens Borba de, 1899-1986, Bibliographia brasiliana: rare books about Brazil, published from 1504 to 1900 and works by Brazilian authors of the Colonial period, Los Angeles (Estados Unidos), Rio de Janeiro, UCLA Latin American Center Publications, Ed. Kosmos, 1983, 2v., (xxvii, 1074p.), 27cm, v.1. A-L - v.2. M-Z, fac-similes, ISBN 0879031093
  12. PEREIRA, Paulo Roberto (org); Brasiliana da Bilioteca Nacional: guia das fontes sobre o Brasil, Rio de Janeiro, Nova Fronteira, Fundação Biblioteca Nacional, 2001, 637p., 32cm, ISBN 8520912362 (Nova Fronteira), ISBN 8533301499 (FBN)
  13. MINDLIN, José, Destaques da Biblioteca InDisciplinada de Guita e José Mindlin, São Paulo, EdUSP, 2005, ISBN 9788531408892
  14. DINIZ, Cláudia Coimbra, Fontes selecionadas para pesquisa e estudo de obras raras e valiosas
  15. SCALERA, Adriana, et al., Guia de fontes para a história do Brasil colonial conservadas nos institutos e arquivos italianos, descarga de PDF
  16. BERRIEN, William, Manual Bibliográfico de Estudos Brasileiros
  17. a b c d e f HALLEWELL, Laurence; Livro no Brasil, sua história, O; São Paulo, EdUSP, 2005, 3ª edição, 1016 pp. ISBN 978853141365-0. p.378
  18. a b c d Brasiliana Eletrônica UFRJ, Coleção
  19. WorldCat, Coleção Reconquista do Brasil
  20. NICOLAZZI, Fernando; MOLLO, Helena; ARAUJO, Valdei (org.); Caderno de resumos & Anais do 4o. Seminário Nacional de História da Historiografia: tempo presente & usos do passado, Ouro Preto, EdUFOP, 2010, ISBN 978852880264-1
  21. Brasiliana - Journal for Brazilian Studies, consulta em 2017-10-30
  22. ALMEIDA, Paulo Roberto de; BARBOSA, Rubens Antônio; FINS, Francisco Rogido (org), Guia dos arquivos americanos sobre o Brasil - coleções documentais sobre o Brasil nos Estados Unidos, FUNAG-Min. Relações Exteriores, Brasília, 2010, 244p, descarga de PDF
  23. Internet Archive, Brazil, obras para descarga, vários idiomas