Chroma Key (banda)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Novembro de 2008). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros significados para chroma key, veja chroma key (desambiguação), veja Chroma Key (banda) (desambiguação).
Chroma Key
Informação geral
Origem Santa Fé, Novo México
País  Estados Unidos
Gênero(s) rock progressivo
art rock
música eletrônica
Período em atividade 1998 - presente
Gravadora(s) InsideOut Music
Integrantes Kevin Moore
Joey Vera
Mark Zonder
Jason Anderson
Página oficial www.ChromaKey.com

Chroma Key é uma banda estadunidense fundada pelo tecladista Kevin Moore. Moore é ex-integrante da banda Dream Theater. Seu som pode ser descrito como space rock, devido suas experimentações com música eletrônica. A música que Moore compõe é uma mistura de rock progressivo e música eletrônica, o que confere uma atmosfera ambient, com diversos pequenos detalhes nos teclados e experimentações diversas.

Outra característica da música da banda é uma certa melancolia. A banda é influenciada principalmente pelo rock progressivo da década de 70, pelo synth pop dos anos 80 - particularmente pela sonoridade etérea - como por exemplo Brian Eno, Pink Floyd, Peter Gabriel, Talk Talk, Robert Fripp, Ultravox e The Cure.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Embora Chroma Key tivesse começado como um projeto solo, Kevin Moore (depois de sua saída de Dream Theater), convidou vários músicos para gravar e compor na banda. A banda se estabilizou com Joey Vera, Mark Zonder e Jason Anderson.

O primeiro álbum Dead Air for Radios foi lançado em 1998, e teve a produção de Steve Tushar. O álbum de estreia recebeu muitos elogios da crítica especializada, com boa aceitação dos vocais de Kevin Moore.

No segundo álbum, You Go Now de 2000, Moore amadurece muito mais o som da banda, tentando continuar o caminho que a banda segue, sair do mainstream, ou seja, das rádios e promoções da mídia de massa, tornando-se quase independente. Este registro é muito mais ambient, mais focalizado num senso de canções diretas e simples, deixando um sentimento de assombro para o ouvinte. Quase tudo na obra é uma exposição de tristeza, recordações, noção de tempo-espaço e assim, um exorcismo dos demônios internos, cortesia de mr. Moore e cia.

Graveyard Mountain Home, lançado em 2004, é um álbum duplo, e vem com um DVD do filme Age 13 de 1955, onde a música de Moore está entremeada ao diálogo original do filme. No Cd, Kevin mostra uma coleção diversa de material em um projeto intitulado Memory Hole I, trazendo uma homenagem, ou características músicais de vários músicos e bandas. Contém também o álbum, uma trilha sonora feita para o filme de terror turco Okul, de 2004. Kevin Moore ganhou não só o respeito de músicos de vários estilos musicais, mas também muitos desafetos.

Estilo e influências[editar | editar código-fonte]

Chroma Key foi vagamente descrito por Kevin Moore como eletrônica,[1] trip hop,[1] e pop.[2]


Integrantes[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Todos os álbuns do Chroma Key foram produzidos e gravados no estúdio caseiro de Moore, ou em estúdios escolhidos a dedo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma banda ou grupo musical é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


  • (em inglês) Official site
  • (em inglês) Official FAQ contém informações sobre os álbuns Dead Air for Radios e You Go Now, com detalhes sobre a produção e equipamentos utilizados pela banda.
  • a b Perri, David (1 de dezembro de 2000). «CHROMA KEY - KEVIN SPEAKS OUT!». oocities.org. Consultado em 11 de abril de 2016. 
  • Tinta, Mark (julho de 1998). «Chroma Key: The Return Of Kevin Moore». chromakey.com. Consultado em 11 de abril de 2016.. Cópia arquivada em 2 de março de 2002