Claudio Milar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Claudio Milar
Informações pessoais
Nome completo Roberto Claudio Milar Decuadra
Data de nasc. 6 de abril de 1974
Local de nasc. Chuy, Uruguai
Falecido em 15 de janeiro de 2009 (34 anos)
Local da morte Canguçu (RS),  Brasil
Altura 1,78 m
Destro
Informações profissionais
Posição Atacante
Clubes de juventude
???????? Uruguai Nacional
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
19931996
19961997
1997
1998
1999
1999
1999
2000
2001
2001
2002
2002
2002
20032004
2004
2005
20052006
20062009
Uruguai Nacional
Argentina Godoy Cruz
Brasil Juventude
Brasil Caxias
Brasil Portuguesa Santista
Brasil Santa Cruz
Brasil Náutico
Brasil Matonense
Tunísia Club Africain
Brasil Botafogo
Polónia ŁKS Łódź
Brasil Pelotas
Israel Hapoel Kfar Saba
Brasil Brasil de Pelotas
Polónia Pogoń Szczecin
Brasil Brasil de Pelotas
Polónia Pogoń Szczecin
Brasil Brasil de Pelotas
0? 00000(?)
0? 00000(?)
0? 00000(?)
0? 00000(?)
0? 00000(?)
0? 00000(?)
0? 00000(?)
0? 00000(?)
0? 00000(?)
0? 00000(?)
012 0000(2)
0? 00000(?)
0? 00000(?)
0? 00000(?)
016 0000(6)
0? 00000(?)
015 0000(5)
0209 000(111)
Seleção nacional3
1994 Flag of Uruguay.svg Uruguai Sub-20 0? 00000(?)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 2008.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 1994.

Roberto Claudio Milar Decuadra, mais conhecido como Claudio Milar (Chuy, 6 de abril de 1974Canguçu, 15 de janeiro de 2009[1] ), foi um futebolista uruguaio que atuava como atacante.

Começou a carreira em um dos grandes times uruguaios, o Nacional. Na época, chegou a defender a Seleção Uruguaia sub-20, mas não vingou muito na terra natal. Após transferir-se para o pequeno clube argentino do Godoy Cruz, jamais voltaria ao futebol do Uruguai. Do Godoy Cruz rumou para o Juventude, iniciando sua trajetória peregrina por times rivais do interior do Rio Grande do Sul: pouco depois, passaria a defender o outro time de Caxias do Sul, o Caxias.

Milar, todavia, desenvolveria maior identidade com o Brasil de Pelotas. Porém, até chegar ao clube, passaria rapidamente pela Portuguesa Santista, por dois rivais de Recife, Santa Cruz e Náutico, pela Matonense, Botafogo, e até pelo arquirrival Pelotas, além de pequenos times do exterior.

A primeira de suas três passagens pelo Brasil deu-se em 2003. Com o tempo, foi se tornando um dos maiores ídolos da torcida Xavante, marcando no total 110 gols pelo time[2] e conquistando o Campeonato Gaúcho da Segunda Divisão de 2004, no qual se tornou o maior artilheiro da história do certame, com 33 gols marcados.[carece de fontes?]

Morte[editar | editar código-fonte]

Claudio Milar morreu aos 34 anos na cidade de Canguçu, em 15 de janeiro de 2009, às 23 horas e 40 minutos, em um acidente com o ônibus em que viajava junto com a equipe do Brasil de Pelotas. Teve sua cabeça esmagada por um dos bancos do ônibus em que viajava.

[3]

Milar morava em Pelotas e deixou a esposa Carolina e o filho Martin.

Títulos[editar | editar código-fonte]

UruguaiNacional-URG
BrasilCaxias
  • Taça STC 1998
  • Rio Grande do Sul Copa Ênio Andrade 1998
BrasilBrasil de Pelotas

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de UruguaiSoccer icon Este artigo sobre futebolistas uruguaios é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.