Clube da Paz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Clube da Paz
Clube da Paz.jpg
Nome Clube da Paz
Fundação 4 de dezembro de 2001 (15 anos)
Presidente Brasil Douglas Puhl
Competição Rio de Janeiro Campeonato Carioca - Série B2
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Clube da Paz LTDA é uma agremiação esportiva da cidade do Rio de Janeiro, fundada a 4 de dezembro de 2001.

História[editar | editar código-fonte]

O Clube da Paz foi formado como clube-empresa criado com o compromisso de investir seus lucros em projetos sociais. Com esse intuito, é ligado à ABCPAZ, Associação Beneficente Clube da Paz, uma ONG criada para atuar nessa área, promovendo o desenvolvimento de crianças e jovens dos oito aos dezessete anos através do esporte e da cultura.

Tendo iniciado em 2001, o Projeto Clube da Paz passou a beneficiar cerca de quarenta jovens, que passaram a treinar semanalmente em campos de futebol sedidos por duas unidades do Exército que apóiam a iniciativa. Formou-se a partir daí uma equipe juvenil e outra júnior para a disputa de campeonatos.

Profissionalizou-se em 2002 para a disputa do Campeonato Estadual da Terceira Divisão daquele ano. Terminou em último no seu grupo, na fase inicial, e acabou prematuramente eliminado da competição.

Em 2003,Teve seu melhor momento como clube profissional, contratou jogadores experientes como o zagueiro Cristiano Mendonça e o volante Berg, junto ao Tiradentes clube da 1ª divisão do Ceará.Se classificou na primeira fase. Acabou eliminado da competição na fase final, em um jogo memoravél contra o E.C Costeira no estádio Nielsen Louzada (Mesquita- RJ), onde os times empataram em 1 a 1 no tempo normal. Assinalaram os gols da partida para o Costeira Betinho de cabeça aos 23 do 1º tempo e para o Clube da Paz Cristiano Mendonça de falta aos 43 do 2º tempo, Levando a decisão para os pênaltis, E.C Costeira 4 X Clube da Paz 3. No mesmo ano disputou a Taça Otávio Pinto Guimarães de Juniores, promovida pela FFERJ, mas não passou da primeira fase da competição.

Voltou em 2004 para a disputa da Terceira Divisão de Profissionais e a campanha não foi diferente da precedente. Foi novamente o último do seu grupo na fase inicial do certame e acabou eliminado.

Em 2005, decidiu não participar do campeonato. Desde então não mais retornou ao profissionalismo. Possui as cores azul e branco. É presidido por Douglas Puhl.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Fonte[editar | editar código-fonte]

  • VIANA, Eduardo. Implantação do futebol Profissional no Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Editora Cátedra, s/d.