Conferência de Segurança de Munique

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Logo da MSC

A Conferência de Segurança de Munique (alemão Münchner Sicherheitskonferenz; inglês Munich Security Conference, MSC) é uma conferência de segurança internacional, realizada desde 1963 e visitado anualmente por políticos de segurança, militares industriais e de defesa. Nos últimos 50 anos, o encontro na capital da Baviera se tornou um dos mais importantes fóruns sobre segurança no mundo.

Conhecido desde o começo sob o nome Wehrkundetagung e Conferência de Munique sobre Política de Segurança. É o maior encontro do mundo de seu tipo e é realizada anualmente em fevereiro. As reuniões se realizam dentro do Hotel Bayerischer Hof, em Munique, Alemanha. A 50 ° Conferencia de Segurança foi realizada de 31 de janeiro a 2 fevereiro de 2014.

A sala de conferências em 2009

Ao longo das últimas décadas a Conferência de Segurança de Munique tornou-se a mais importante nesta área. Todos os anos proporciona a participantes de alto nível de todo o mundo um fórum para a discussão intensa sobre os desafios atuais e futuros, no âmbito da política de segurança. A Conferência de Segurança é sempre também um encontro da família transatlântica. Em 2013 o Ministro das Relações Exteriores brasileiro, Antônio Patriota, discursou pela primeira vez em Munique.[1]

Concebida no meio da Guerra Fria, em 1963, como uma reunião dos países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), com foco claro no conflito Leste-Oeste, a conferência sobre segurança de Munique sobreviveu a várias mudanças. Após a queda do Muro de Berlim, o fórum foi aberto primeiramente para os Estados da Europa Central e Europa Oriental, como também para a antiga União Soviética. Em seguida, o foco dos debates em Munique dirigiu-se cada vez mais para a Ásia. Atualmente, a conferência reflete a política de segurança e a globalização.

A conferência tornou-se um barômetro para indicar a mudança da política de segurança no século XXI. Além dos campos 'clássicos' da política de segurança, o encontro incorpora na agenda cada vez mais também temas 'leves', como as mudanças climáticas ou a cibersegurança.[2]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. http://www.itamaraty.gov.br/sala-de-imprensa/notas-a-imprensa/participacao-do-ministro-antonio-de-aguiar-patriota-na-49a-conferencia-de-seguranca-de-munique-munique-1o-a-3-de-fevereiro-de-2013
  2. http://www.lissabon.diplo.de/Vertretung/lissabon/pt/03/02__Globale__Fragen/Sicherheitskonferenz2013.html

Ligações externos[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal: