Confissão (oração)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Confissão é uma oração da Igreja Católica correntemente utilizada na liturgia e na devoção pessoal dos católicos.

Oração[editar | editar código-fonte]

Confesso a Deus Todo-poderoso,

à bem-aventurada sempre Virgem Maria,

ao bem-aventurado Miguel Arcanjo,

ao bem-aventurado João Batista,

aos santos Apóstolos Pedro e Paulo,

e a todos os santos,

que pequei muitas vezes por pensamentos,

palavras e ações, por minha culpa,

minha culpa, minha máxima culpa.

Por isso, peço à bem-aventurada sempre Virgem Maria,

ao bem-aventurado Miguel Arcanjo,

ao bem-aventurado João Batista, aos santos Apóstolos Pedro e Paulo,

e a todos os santos, que oreis por mim a Deus, Nosso Senhor. Amém.

Significado e uso[editar | editar código-fonte]

Trata-se duma fórmula em que o penitente reconhece os seus pecados perante Deus e a Igreja, pedindo à Virgem Maria, a todos os santos e aos irmãos intercessão junto de Deus para que os seus pecados sejam perdoados.

É normalmente utilizada na celebração da Missa, no início, no momento chamado acto penitencial, destinado à purificação interior a fim de participar dignamente na celebração. Porém pode ser utilizada noutro tipo de celebrações e orações, bem como por qualquer fiel na oração pessoal, sempre que queira exprimir perante Deus o reconhecimento dos seus pecados.

Normalmente é acompanhada pelo gesto de bater no peito com a mão direita, às palavras por minha culpa, minha tão grande culpa.

Ver também[editar | editar código-fonte]