Sanctus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Sanctus (Latim: Sanctus, "Santo") é um hino usado na liturgia católica. É um canto que faz parte do ordinário da missa sendo a continuação e conclusão do prefácio da oração eucarística. Nunca deve portanto ser rezado ou substituído por outro canto.

A primeira parte é adaptada de Isaías 6:3. A segunda parte é um texto tirado do Evangelho da entrada de Jesus em Jerusalém e estabelece uma relação com o Salmo 118 (117).

Nas missas dos mortos (Requiem), é cantado após o ofertório.

Texto[editar | editar código-fonte]

Em Latim

Sanctus, Sanctus, Sanctus, Dominus Deus Sabaoth!

Pleni sunt Cæli et Terra gloria Tua.

Hosanna in excelsis!

Benedictus, qui venit in Nomine Domini.

Hosanna in excelsis!

Em Português, segundo a tradução conciliar

Santo, Santo, Santo, Senhor Deus do Universo!

O Céu e a Terra proclamam a Vossa glória.

Hosana nas alturas!

Bendito o que vem em Nome do Senhor.

Hosana nas alturas!

Em Português, tradução 'ao pé da letra'

Santo, Santo, Santo, Senhor Deus dos Exércitos!

Todo Céu e Terra proclamam Vossa glória.

Hosana nas alturas!

Bendito o que vem em Nome do Senhor.

Hosana nas alturas!