Cristina Madalena do Palatinado-Zweibrücken-Kleeburg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cristina Madalena
Marquesa de Baden-Durlach
Condessa de Zweibrücken-Kleeburg
Marquesa de Baden-Durlach
Período 8 de setembro de 1659 - 4 de agosto de 1662
Antecessor(a) Isabel Eusébia de Fürstenberg
Sucessor(a) Augusta Maria de Holstein-Gottorp
 
Cônjuge Frederico VI de Baden-Durlach
Descendência Frederico Casimiro de Baden-Durlach
Cristina de Baden-Durlach
Leonor Catarina de Baden-Durlach
Frederico VII de Baden-Durlach
Carlos Gustavo de Baden-Durlach
Catarina Bárbara de Baden-Durlach
Joana Isabel de Baden-Durlach
Frederica Leonor de Baden-Durlach
Nascimento 27 de maio de 1616
  Nyköping, Södermanland, Suécia
Morte 4 de agosto de 1662 (46 anos)
  Castelo de Karlsburg, Baden-Durlach, Alemanha
Pai João Casimiro de Zweibrücken-Kleeburg
Mãe Catarina da Suécia

Cristina Madalena de Zweibrücken-Kleeburg (em sueco: Kristina Magdalena; Nyköping, 27 de maio de 1616Castelo de Karlsburg, 4 de agosto de 1662) da Casa de Wittelsbach foi uma nobre criada na Suécia que se tornou marquesa consorte de Baden-Durlach pelo seu casamento com o marquês Frederico VI de Baden-Durlach. Filha do conde palatino João Casimiro de Zweibrücken-Kleeburg e da princesa Catarina da Suécia, Cristina era uma neta do rei Gustavo I da Suécia. Era também irmã mais velha do rei Carlos X da Suécia.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Cristina Madalena foi descrita como sendo "uma mulher um tanto bonita e agradável" e terá sido amiga da rainha-viúva Maria Leonor de Brandemburgo. Após a morte da sua mãe, o parlamento sueco pediu-lhe que contribuísse para a educação da filha de Maria Leonor, a rainha Cristina da Suécia, algo que a condessa fez até se casar em 1642.

As negociações para o seu casamento começaram em 1637 e, entre os candidatos, encontrava-se "um jovem e rico marquês de Huntly". Em 1641, o marquês Frederico VI de Baden-Durlach visitou a Suécia. Depois de ter feito amizade com o irmão de Cristina, tornou-se seu pretendente.

A 30 de Novembro de 1642, Cristina casou-se com Frederico. O casamento foi adiado por alguns dias depois de haver um incêndio durante o baile que se realizou na véspera da primeira data marcada para o casamento: 26 de Novembro. O seu marido candidatou-se para uma posição no exército sueco, mas este não aceitava príncipes estrangeiros, por isso o casal mudou-se para a Alemanha.

Descendência[editar | editar código-fonte]

Do seu casamento nasceram os seguintes filhos:[1]

  1. Frederico Casimiro de Baden-Durlach (27 de novembro de 1643 - 1644), morreu com poucos meses de idade.
  2. Cristina de Baden-Durlach (22 de abril de 1645 - 21 de dezembro de 1705), casada primeiro com o marquês Alberto II de Brandemburgo-Ansbach; sem descendência. Casada depois com o duque Frederico I de Saxe-Gotha-Altenburg; sem descendência.
  3. Leonor Catarina de Baden-Durlach (4 de maio de 1646 - 9 de julho de 1646), morreu com dois meses de idade.
  4. Frederico VII de Baden-Durlach (23 de setembro de 1647 - 25 de junho de 1709), marquês de Baden-Durlach de 1677 até à morte. Casado com a duquesa Augusta Maria de Holstein-Gottorp; com descendência.
  5. Carlos Gustavo de Baden-Durlach (27 de setembro de 1648 - 24 de outubro de 1703), casado com a duquesa Ana Sofia de Brunswick-Wolfenbüttel; com descendência.
  6. Catarina Bárbara de Baden-Durlach (4 de Junho de 1650 - 14 de Janeiro de 1733), cónega de Herford; sem descendência.
  7. Joana Isabel de Baden-Durlach (6 de novembro de 1651 - 28 de setembro de 1680), casada com o marquês João Frederico de Brandemburgo-Ansbach; com descendência.
  8. Frederica Leonor de Baden-Durlach (6 de março de 1658 - 13 de abril de 1658), morreu com um mês de idade.

Genealogia[editar | editar código-fonte]

Os antepassados de Cristina Madalena de Zweibrücken-Kleeburg em três gerações
Cristina Madalena de Zweibrücken-Kleeburg Pai:
João Casimiro de Zweibrücken-Kleeburg
Avô paterno:
João I de Zweibrücken
Bisavô paterno:
Wolfgang de Zweibrücken
Bisavó paterna:
Ana de Hesse
Avó paterna:
Madalena de Jülich-Cleves-Berg
Bisavô paterno:
Guilherme de Jülich-Cleves-Berg
Bisavó paterna:
Maria da Áustria
Mãe:
Catarina da Suécia
Avô materno:
Carlos IX da Suécia
Bisavô materno:
Gustavo I da Suécia
Bisavó materna:
Margarida Leijonhufvud
Avó materna:
Ana Maria do Palatinado-Simmern
Bisavô materno:
Luís VI, Eleitor Palatino
Bisavó materna:
Isabel de Hesse

Referências