Crying Freeman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Crying Freeman
クライング フリーマン
Informações gerais
Gêneros Crime, Artes marciais
Mangá
Crying Freeman
Escrito por Kazuo Koike
Ilustrado por Ryoichi Ikegami
Editoração Brasil Nova Sampa
BrasilPanini Comics
Revistas Japão Shogakukan
Demografia Seinen
Período de publicação 19861988
Volumes 9
OVA
Crying Freeman
Direção Daisuke Nishio
Johei Matsuura
Nobutaka Nishizawa
Shigeyasu Yamauchi
Takaaki Yamashita
Estúdio de animação Toei Animation
Lançamento Setembro de 1988 - 1994
Episódios 6
Portal Animangá

Crying Freemanクライング フリーマン (Kuraingu Furiiman?) é uma série de mangá escrita por Kazuo Koike e ilustrada por Ryoichi Ikegami. Crying Freeman segue um assassino japonês hipnotizado e treinado pela máfia chinesa (chamada de "108 Dragões") para servir como seu agente e coberto por uma vasta e complexa tatuagem de dragão. Um assassino quieto, mas complicado, Freeman derrama lágrimas reflexivamente após cada assassinato como um sinal de arrependimento.

O mangá foi originalmente serializado pela Shogakukan em sua revista Big Comic Spirits de 1986 a 1988. Foi publicado pela primeira vez na América do Norte pela Viz Media no formato de revista em quadrinhos. Mais tarde, a Viz republicou a série no formato graphic novel em duas versões: um conjunto inicial e volumes mais longos que combinavam os volumes iniciais, apelidados de "Perfect Collections". De 2006 a 2007, o mangá foi republicado pela Dark Horse Comics em cinco volumes.

A história foi adaptada como um anime OVA pela Toei Animation, lançado de 1988 a 1994.[1][2] Crying Freeman também foi adaptado para três filmes live-action: dois filmes de Hong Kong de 1990 em cantonês (Killer's Romance e The Dragon from Russia)[3][4][5] e em 1995, uma podução franco-canadense em inglês, dirigido por Cristophe Gans e estrelado por Mark Dacascos.[6]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Em 1990, este mangá foi trazido para o Brasil pela Editora NovaSampa, mas não fez o devido sucesso como nos outros países (talvez por falta de divulgação da própria editora e da inflação que assolava o Brasil na época).[7]

Crying Freeman tem um filme live action que no Brasil foi traduzido como título de O Combate Lágrimas do Guerreiro.

Em 2006 foi publicado pela Panini Comics desta vez até o final.[7]

Enredo[editar | editar código-fonte]

A história se inicia quando uma bela jovem chamada Emu O' Hara presencia o assassinato de um chefão da Yakuza. Através disso conhece o bonito e poderoso assassino Yo, por quem se sente atraída. Yo recebe ordens para matar Emu. Porém, algo inesperado acontece: assassino e vítima são tomados por uma irresistível atração, que se transforma em uma ardente paixão. Por essa paixão, os dois terão de enfrentar os mais diversos desafios, como a polícia e a máfia inimiga que os persegue.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Yo Hinomura[editar | editar código-fonte]

Jovem ceramista japonês que, após um incidente, acaba se envolvendo com a máfia chinesa. Sofre uma lavagem cerebral que, através de uma sugestão hipnótica, o transforma em um assassino conhecido como: Crying Freeman, o assassino que chora após matar suas vítimas.

Emu O' Hara[editar | editar código-fonte]

Uma linda mulher, que ao presenciar um assassinato conhece um sedutor assassino chamado Yo. Emu que nunca conheceu o amor, por ser tímida, acaba se sentindo atraída pelo misterioso assassino. Por essa paixão, Emu tem sua vida virada de cabeça para baixo.

Referências

  1. 作品ラインナップ 1980–1989 (em japonês). Toei Animation. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2014 
  2. «作品ラインナップ 1990–1999» (em japonês). Toei Animation. Cópia arquivada em 20 de fevereiro de 1994 
  3. Charles, John (2000). The Hong Kong Filmography, 1977–1997: A Reference Guide to 1,100 Films Produced by British Hong Kong Studios. Jefferson, North Carolina, London: McFarland & Company, Inc. p. 172. ISBN 978-0-7864-4323-9 
  4. Stanway, Glen (16 de junho de 2018). «Dragon from Russia (1990)». Kung Fu Kingdom. Consultado em 16 de fevereiro de 2019 
  5. Haflidason, Almar (24 de fevereiro de 2003). «Dragon from Russia (1990)». BBC. Consultado em 16 de fevereiro de 2019 
  6. «Crying Freeman». Empire. Consultado em 29 de abril de 2023 
  7. a b Eduardo Nasi (1 de outubro de 2006). «Crying Freeman #1 - Panini». Universo HQ [ligação inativa] 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre mangá e anime é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.