Dana Vollmer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dana Vollmer
Swimming pictogram.svg Natação Swimming pictogram.svg
Nome completo Dana Whitney Vollmer
Estilo 100 m mariposa, 200 m livres, estafeta 4x100 m e 4x200 m livres, estafeta 4x100 m estilos
Nascimento 13 de novembro de 1987 (29 anos)
Syracuse, Nova Iorque
Nacionalidade Povo dos Estados Unidos norte-americana
Compleição Peso: 68 kg Altura: 1,83 m

Dana Whitney Vollmer (Syracuse, 13 de novembro de 1987) é uma nadadora norte-americana.[1]

Nos Jogos Olímpicos de Atenas 2004, ganhou uma medalha de ouro como membro da equipe dos Estados Unidos da América na estafeta dos 4 x 200 metros livres que estabeleceu o recorde mundial. [2] Oito anos depois, nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, Vollmer estabeleceu o recorde mundial na prova dos 100 metros mariposa femininos e tornou-se na primeira mulher da história a baixar da marca dos 56s aos, ao vencer a final da especialidade com o tempo de 55,98s[3] e participou da estafeta dos 4 x 200 metros livres femininos, ajudando a estabelecer um novo recorde olímpico.

Vollmer ganhou um total de 29 medalhas em grandes competições internacionais, incluindo 17 medalhas de ouro, oito de prata e quatro de bronze, abrangendo os Jogos Olímpicos, o Campeonato Mundial, os Jogos Pan-Americanos, o Campeonato Pan-Pacífico e os Jogos da Boa Vontade.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Vollmer nasceu em Syracuse nos Estados Unidos da América[4] e foi criada em Fort Worth Metroplex em Granbury no Texas. Enquanto jovem, treinou com Ron Forrest no Swim Team Fort Worth Area (FAST).

A sua carreira universitária começou na Universidade da Flórida onde fez parte do clube "Florida Gators swimming and diving" nadando para a National Collegiate Athletic Association (NCAA). Posteriormente, transferiu-se para a Universidade da Califórnia em Berkeley, onde terminou a carreira de nadadora para a NCAA.

Em 2003, foi submetida a uma cirurgia cardíaca para corrigir uma taquicardia supra-ventricular, que induz uma taxa de aceleração cardíaca de cerca de 240 batimentos por minuto. Após a cirurgia, um electrocardiograma detectou que ela poderia sofrer da Síndrome do QT longo. No entanto, testes posteriores, descartou essa hipótese. Em qualquer dos casos, a sua médica cardiologista, recomendou que andasse sempre com um desfibrilador para o caso de ter uma emergência cardíaca.[5]

É casada com Andy Grant, um ex-nadador da Stanford University.[6]

Referências

  1. «Perfil de Dana Vollmer». USA Swimming. Consultado em 1 de agosto de 2012  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  2. «US Women Break the Oldest World Record in the Book, the 800 Freestyle Relay». Swimming World Magazine. 18 de agosto de 2004. Cópia arquivada desde o original em 20 de maio de 2011  Texto "newspaper" ignorado (ajuda); Verifique data em: |date=, |archive-date= (ajuda)
  3. «Women's 100m Butterfly». London 2012. Consultado em 29 de julho de 2012  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  4. Perfil de Dana Vollmer (em inglês) no sítio Sports-Reference.com
  5. Starks, Jennifer (28 de outubro de 2006). «Vollmer gets to the heart of the matter». Oakland Tribune. Consultado em 26 de novembro de 2008  [ligação inativa]
  6. «About». DanaVollmer.com. Consultado em 1 de agosto de 2012  Verifique data em: |access-date= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) nadador(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.