Daughter (banda)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde novembro de 2015). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.


Daughter
Daughter no SXSW em 2012
Informação geral
Origem Londres, Inglaterra
País  Reino Unido
Gênero(s) Indie folk,[1] shoegazing[2]
Período em atividade 2010-presente
Gravadora(s) 4AD, Glassnote
Integrantes Elena Tonra
Igor Haefeli
Remi Aguilella
Página oficial www.ohdaughter.com

Daughter é uma banda londrina com uma sonoridade própria[3], muito próxima do indie rock, liderada pela guitarrista/vocalista Elena Tonra e acompanhada pelo baixista Igor Haefeli e pelo baterista Remi Aguilella.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Em 2010 Elena tocava a solo pelos bares londrinos com o seu próprio nome.[4] Entretanto conheceu Igor no London's Institute of Contemporary Music onde ambos estudavam. Começaram a tocar juntos e gravaram uma série de demos. Em Abril de 2011, os dois músicos, e já como banda Daughter, lançaram o EP "His Young Heart". Este EP alcançou boas críticas e ainda no mesmo ano lançaram o segundo EP "The Wild Youth" com o apoio da Communion Records e já com Remi Aguilella na bateria.[5] As letras agressivas, em contraste com a voz suave e gentil de Elena, aliaram-se a uma sonoridade melancólica que fizeram dos dois Ep's um estrondoso sucesso juntando, rapidamente, uma leal multidão de fãs que esgotavam as salas dos concertos que davam.[6] O repentino sucesso levou a que assinassem, ainda em 2013, pela editora A4D para gravar o álbum "If You Leave". Este álbum entrou diretamente para o top 20 do UK album charts e levou a banda numa digressão onde realizaram mais de 130 concertos[7] e tocaram praticamente em todos grandes festivais internacionais, entre eles o Glastonbury Festival, em Inglaterra, e o Optimus Alive, em Portugal.[8]

O ano de 2016 tem reservado o regresso desta banda com o lançamento, já em Janeiro, do seu novo álbum Not to disappear.

Os singles extraídos do novo álbum são Doing The Right Thing e Numbers e fazem parte de uma trilogia de videoclipes criados pelos realizadores Iain Forsyth e Jane Pollard.[9]

A banda foi responsável pela maior parte da trilha sonora do jogo Life Is Strange: Before the Storm, lançado em 2017. Em 1 de setembro de 2017, o álbum Music From Before the Storm foi disponibilizado em plataformas digitais, como o Spotify.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbums de estúdio[editar | editar código-fonte]

  • If You Leave (4AD, 2013)
  • Not to Disappear (4AD, 2016)
  • Music From Before The Storm (2017)

EP's[editar | editar código-fonte]

  • Demos EP (Self-Released, 2010)
  • His Young Heart EP (Self-Released, 2011)
  • The Wild Youth EP (Communion, 2011)
  • 4AD Sessions EP (4AD, 2014)

Singles[editar | editar código-fonte]

  • "Smother" (4AD, 2012)
  • "Human" (4AD, 2013)
  • "Youth" (4AD, 2013)
  • "Doing the Right Thing" (4AD, 2015)
  • "Numbers" (4AD, 2015)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]