Deepak Chopra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Deepak Chopra

Deepak Chopra, (Hindi: दीपक चोपड़ा) (Nova Deli, 22 de outubro de 1947) é um médico indiano radicado nos Estados Unidos. É formado em Medicina pela Universidade de Nova Deli. É também um escritor e professor de ayurveda, espiritualidade e medicina corpo–mente.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Chopra é especialista em endocrinologia, exerce a profissão desde 1971, e chefiou a equipe do New England Memorial Hospital. Em 1985, fundou a Associação Americana de Medicina Védica. Em 1993 mudou-se para San Diego e abriu o The Chopra Center For Well Being, onde desenvolve os seus próprios programas e cursos para o desenvolvimento pessoal.

Deepak Chopra é autor de mais de 25 livros de auto-ajuda, traduzidos em 35 línguas, tais como "A Cura Quântica", "As Sete Leis Espirituais do Sucesso", "Criando Saúde", incluindo cinco programas para a televisão pública dos EUA e proponente de outras ideias místicas. Sua proposta de auto-ajuda é centrada na afirmação "se compreendermos a nossa verdadeira natureza e soubermos viver em harmonia com as leis naturais, a sensação de bem-estar, de entusiasmo pela vida e a abundância material surgirão facilmente".

Em 1999, a revista Time incluía-o na sua lista das 100 personalidades do século, chamando-lhe "poeta e profeta das medicinas alternativas".

Várias de suas visões são polêmicas, havendo alguns críticos ao longo dos anos relegado o seu trabalho como pseudociência. Entretanto o próprio Chopra aparece em debates e entrevistas televisivas onde defende suas ideias e explica que a maioria dos termos usados em seus livros são metáforas para ajudar na compreensão dos textos.

Chopra defende que a ciência e a medicina deveriam tratar certos problemas - tais como doenças, em uma abordagem mais holística ao invés de adotarem uma visão puramente reducionista, onde o foco é maior nos tratamentos pontuais dos sintomas e no estudo isolado dos agentes etiológicos causadores das enfermidades, ao passo que o histórico de vida, as emoções e o estado psicológico do paciente no geral são geralmente considerados como fatores menos influentes nas causas da doença.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]