Deepak Chopra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Deepak Chopra
Deepak Chopra em 2006
Nascimento 22 de outubro de 1947 (75 anos)
Nova Deli
Residência Estados Unidos da América
Nacionalidade Índia Indiano
Cônjuge Rita Chopra
Campo(s) Terapias alternativas Medicina

Deepak Chopra, (Hindi: दीपक चोपड़ा) (Nova Deli, 22 de outubro de 1947) é um médico indiano radicado nos Estados Unidos. É formado em medicina pela Universidade de Nova Deli. É também escritor e professor de ayurveda, espiritualidade e medicina corpo–mente.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Chopra é especialista em endocrinologia, exerce a profissão desde 1971, e chefiou a equipe do New England Memorial Hospital. Em 1985, fundou a Associação Americana de Medicina Védica. Em 1993 mudou-se para San Diego e abriu o The Chopra Center For Well Being, onde desenvolve os seus próprios programas e cursos para o desenvolvimento pessoal.

Deepak Chopra é autor de mais de 25 livros de auto-ajuda, traduzidos em 35 línguas, tais como "A Cura Quântica", "As Sete Leis Espirituais do Sucesso", "Criando Saúde", incluindo cinco programas para a televisão pública dos EUA e proponente de outras ideias místicas. Sua proposta de auto-ajuda é centrada na afirmação "se compreendermos a nossa verdadeira natureza e soubermos viver em harmonia com as leis naturais, a sensação de bem-estar, de entusiasmo pela vida e a abundância material surgirão facilmente".

O Prémio IgNobel do Ano de 1998, de Física foi concedido a Deepak Chopra no The Chopra Center for Well Being, em La Jolla, Califórnia, por sua interpretação única de física quântica em aplicações para a vida, liberdade, e a busca pela felicidade econômica.

Em 1999 a revista Time incluía-o na sua lista das 100 personalidades do século, chamando-lhe "poeta e profeta das medicinas alternativas".

Chopra defende que a ciência e a medicina deveriam tratar certos problemas – tais como doenças, em uma abordagem mais holística ao invés de adotarem uma visão puramente reducionista, onde o foco é maior nos tratamentos pontuais dos sintomas e no estudo isolado dos agentes etiológicos causadores das enfermidades, ao passo que o histórico de vida, as emoções e o estado psicológico do paciente no geral são geralmente considerados como fatores menos influentes nas causas da doença.

As idéias que Chopra promove têm sido regularmente criticadas por profissionais médicos e científicos como pseudociência[1][2][3][4]. O filósofo Robert Carroll escreve que Chopra, para justificar seus ensinamentos, tenta integrar Ayurveda e mecânica quântica[5]. Chopra diz que o que ele chama de "cura quântica" cura qualquer tipo de doença, incluindo câncer, por meio de efeitos que ele afirma serem literalmente baseados nos mesmos princípios que a mecânica quântica[6]. Isso levou os físicos a se oporem ao uso do termo "quântico" em referência a condições médicas e ao corpo humano. O biólogo evolucionista Richard Dawkins disse que Chopra usa um jargão quântico como mágica para que tudo soe plausível[7]. Os tratamentos de Chopra geralmente provocam nada além de uma resposta placebo[8] e atraíram críticas de que tais alegações injustificadas possam suscitar "falsas esperanças" e fazer com pessoas doentes deixem de procurar tratamentos médicos legítimos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «New Age Supersage - TIME». web.archive.org. 12 de abril de 2009. Consultado em 17 de outubro de 2019 
  2. News, A. B. C. «'Face-Off': Does God Have a Future?». ABC News (em inglês). Consultado em 17 de outubro de 2019 
  3. Jacoby, Susan (2008). The Corrosion of the American Mind. [S.l.]: The Wilson Quarterly 
  4. «People who like pseudo-profound 'bulls**t' have 'lower intelligence'». The Independent (em inglês). 2 de dezembro de 2015. Consultado em 17 de outubro de 2019 
  5. «Deepak Chopra - The Skeptic's Dictionary - Skepdic.com». www.skepdic.com. Consultado em 17 de outubro de 2019 
  6. Ashman, Keith; Barringer, Phillip (2005). After the Science Wars: Science and the Study of Science (em inglês). [S.l.]: Routledge. ISBN 9781134616183 
  7. Chopra, Deepak (19 de junho de 2013). «Richard Dawkins Plays God: The Video (Updated)». HuffPost (em inglês). Consultado em 17 de outubro de 2019 
  8. «John W. Gamel». jwgamel.com. Consultado em 17 de outubro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]