Desenvolvimento pessoal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde outubro de 2016).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde outubro de 2016).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

Desenvolvimento pessoal abrange impulsionando o desenvolvimento das habilidades pessoais e dos próprios potenciais, contribuindo com a construção do conhecimento humano e facilitando a empregabilidade, melhorando a qualidade de vida e contribuindo para a realização de sonhos e aspirações. O desenvolvimento pessoal abrange toda a vida de um contexto organizacional, o desenvolvimento humano refere-se aos sistemas de métodos, programas, ferramentas e técnicas de avaliação que suportam o desenvolvimento humano no nível individual nas organizações.

O desenvolvimento pessoal pode incluir as seguintes atividades:

  • Melhorar a autoconsciência;
  • Melhorar o autoconhecimento;
  • Melhorar ou desenvolver novas habilidades;
  • Construção ou renovação da identidade ou autoestima;
  • Desenvolvimento de pontos fortes;
  • Melhorar o estilo ou qualidade de vida;
  • Melhorar a saúde;
  • Definir e executar planos de desenvolvimento pessoal (PDPs);
  • Melhor as habilidades sociais[1].

Desenvolvimento pessoal também pode incluir o desenvolvimento de outras pessoas. Isso pode ocorrer através de papéis como os de professores ou mentores, seja através de uma competência pessoal (tais como a habilidade de determinados gestores em desenvolver o potencial dos empregados) ou através de um serviço profissional (como o fornecimento de formação, avaliação ou treinamento).

Além de melhorar a si mesmo e desenvolver outras pessoas, o desenvolvimento pessoal também é um campo de prática e pesquisa. Como um campo de prática, inclui métodos de desenvolvimento pessoal, programas de aprendizagem, avaliação de sistemas, ferramentas e técnicas. Como um campo de pesquisa, cada vez mais temas de desenvolvimento pessoal aparecem em revistas científicas, comentários em faculdades e livros relacionados a gestão[2].

Desenvolvimento do potencial humano[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento pessoal é o nome da temática que abarca os diversos conhecimentos, conceitos, recursos e técnicas relacionados ao desenvolvimento do potencial humano.

O desenvolvimento pressupõe um crescimento cognitivo, pessoal, que é observado através dos comportamentos (implica "o falar", a forma de estar)

As áreas de vida que envolvem o desenvolvimento pessoal são:

  • Administração do tempo – Investir tempo no que é útil para o crescimento interior e bem estar.
  • Auto-conhecimento - Ser mestre de si mesmo e, consequentemente, um ser humano melhor. Ter percepção dos bloqueios e limitações e supera-los com o poder da consciência de si e da mente.
  • Comunicação interpessoal – O cuidado e a preocupação dos interlocutores na transmissão dos dados ou das informações em questão para que se obtenha o sucesso no processo desejado. O sucesso na comunicação não depende só da forma como a mensagem é transmitida, a compreensão dela é fator fundamental.
  • Empreendedorismo – Indivíduo que detém uma forma especial, inovadora, de se dedicar às atividades de organização, administração, execução; principalmente na geração de riquezas, na transformação de conhecimentos e bens em novos produtos ou serviços.
  • Educação financeira – Buscar uma melhor qualidade de vida tanto hoje quanto no futuro, proporcionando a segurança material necessária para aproveitar os prazeres da vida e ao mesmo tempo obter uma garantia para eventuais imprevistos.
  • Liderança – É a habilidade de motivar e influenciar os liderados, de forma ética e positiva, para que contribuam voluntariamente e com entusiasmo para alcançarem os objetivos da equipe e da organização.
  • Motivação – É uma força interior que se modifica a cada momento durante toda a vida, onde direciona e intensifica os objetivos de um indivíduo.
  • Marketing pessoal - Valorizar o ser humano em todos os seus atributos e características. Inclusive em sua complexa estrutura física, intelectual e espiritual. Visa possibilitar a utilização plena das capacidades e potencialidades humanas na área profissional e na da vida pessoal.
  • Produtividade – A relação entre a produção e os factores de produção utilizados.
  • Poder mental – Desenvolver as funções mentais em prole das realizações e conquistas positivas. Entre as funções do consciente, tem-se: raciocínio, análise, lógica, capta as informações via cinco sentidos, poder de escolha, tempo e espaço, diferencia o certo e o errado, entre outras funções. Entre as funções do inconsciente, destacam-se: responde por, aproximadamente, 90% do comportamento, memória profunda, controla as funções orgânicas, fenómenos paranormais, entre outras.
  • Qualidade de vida – Envolve o bem físico, mental, psicológico e emocional, além de relacionamentos sociais, como família e amigos e também a saúde, educação, poder de compra e outras circunstâncias da vida.
  • Relacionamento humano – Relacionamento entre pessoas é a forma como eles se tratam e se comunicam. Estar com pessoas que nos façam sentir especiais e nos impulsionem para o que é positivo, nos motivem e vice-versa.

Aceitar entrar num processo de desenvolvimento pessoal é permitir-se analisar todas as questões vivenciais que nos envolvem, ter uma percepção de quais estão em déficit, onde estão os desafios, o que deve ser alterado e o que podemos fazer para obter resultados diferentes e bem sucedidos.[2]

O bem-estar e o modo de vida, o desenvolvimento pessoal e a auto realização[editar | editar código-fonte]

Utilizando o ponto de vista do utilitarismo, o bem-estar se define como a combinação de situações de prazer e de alegria com a ausência de dificuldades e situações incomodas, e de maneira geral busca obter a maximização do bem-estar coletivo.

O conceito de desenvolvimento pessoal possui significados diferentes segundo o enfoque e análise dos psicanalistas, pelos promotores das técnicas New Age, e ainda pelos aderentes da cadeia de coaching. Os objetivos do desenvolvimento pessoal podem, assim, retomar ao autoconhecimento[1], a valorização dos próprios talentos e virtudes, a melhora da qualidade de vida, e o desejo de se alcançar as próprias aspirações.[3]

Referências

  1. a b Romilla Ready, Kate Burton, Rob Wilson et Rhena Branch, Le Développement personnel pour les Nuls, First, 2008, 649p. ISBN 978-2-7540-0865-5
  2. a b Bob Aubrey, Managing Your Aspirations: Developing Personal Enterprise in the Global Workplace McGraw-Hill 2010 ISBN 978-0-07-131178-6.
  3. Bob Aubrey, L'entreprise de soi, Flammarion, 2000 ISBN 978-2-0821-2543-7