Desfolhada Portuguesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

"Desfolhada portuguesa" foi a canção que representou a televisão pública portuguesa (RTP) no Festival Eurovisão da Canção 1969.

Interpretada em português por Simone de Oliveira, que terá sido a quarta opção após Elisa Lisboa, Madalena Iglésias e Verónica (nome artístico de Maria Olímpia Machado de Oliveira Cosme).

Foi a décima-quinta canção a ser interpretada na noite do eurofestival, a seguir à canção francesa "Un jour, un enfant", interpretada por Frida Boccara e antes da canção finlandesa "Kuin silloin ennen", cantada pelo duo Jarkko & Laura. A canção portuguesa terminou em 15.º lugar (penúltimo), recebendo um total de 4 pontos.

Alguns países, entre eles Portugal, não participaram na edição de 1970 do Festival da Eurovisão como protesto pelo sistema de votação vigente. Em 1969 venceram 4 candidatos e a canção portuguesa foi muito prejudicada.

No regresso a Lisboa, vinda de Comboio a partir de Madrid, Simone foi ovacionada por milhares de portugueses.

Autores[editar | editar código-fonte]

Letra[editar | editar código-fonte]

A canção de Ary dos Santos fala do amor de Simone de Oliveira pelo seu país — a primeira vez em que este foi o tema de uma canção portuguesa. Ela compara o amor em que resulta a concepção de uma criança com este seu amor patriótico.

Versões[editar | editar código-fonte]

Simone de Oliveira gravou esta canção noutras línguas:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma canção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.