Diabetes latente autoimune do adulto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A destruição da descarboxilase do glutamato (foto) por autoanticorpos está fortemente associada à diabetes tipo LADA.

Diabetes autoimune latente do adulto (sigla em inglês: LADA) é uma forma de diabetes mellitus tipo 1 que começa na idade adulta, ao contrário da diabetes tipo 1 clássico que é diagnosticada em menores de 18 anos. [1] Adultos com LADA frequentemente são inicialmente diagnosticados incorretamente como tendo diabetes tipo 2 ou Diabetes MODY com base em sua idade, particularmente se tiverem fatores de risco para diabetes tipo 2, como histórico familiar ou obesidade.

O diagnóstico é tipicamente baseado na hiperglicemia com insulina insuficiente, em vez de resistência à insulina; a detecção de um peptídeo C baixo e de de anticorpos contra as ilhotas de Langerhans sustentam o diagnóstico. A diabetes tipo LADA pode ser inicialmente tratado com os antidiabéticos orais, usados para diabetes tipo 2, [2] [3] após o qual o tratamento com insulina é geralmente necessário, bem como monitoramento regular a longo prazo de complicações.

O conceito de Diabetes tipo LADA foi introduzido pela primeira vez em 1993, [4] embora o Comitê de Especialistas em Diagnóstico e Classificação de Diabetes Mellitus não reconheça o termo, em vez disso, classificando-a como diabetes mellitus tipo 1 tardio. [5] Algumas vezes é chamada não oficialmente de Diabetes tipo 1,5 por ter características da tipo 1 e da tipo 2.[6]

Sinais e sintomas[editar | editar código-fonte]

Os primeiros sintomas de diabetes autoimune latente do adultos são semelhantes aos de outros tipos de diabetes: polidipsia (sede excessiva), poliúria (micção excessiva), polifagia (fome excessiva), cansaço e visão turva. [7]

Comparado ao diabetes tipo 1 juvenil que frequentemente começa com um episodio brusco de Cetoacidose diabética, os sintomas de LADA se desenvolvem muito mais lentamente durante um período de pelo menos seis meses. [8]

Enquanto os diabéticos tipo 2 costumam ter sobrepeso, a maioria dos tipo LADA tem IMC normal ou abaixo do normal. É comum perder muitos quilos um ano antes do diagnóstico, pela redução na produção de insulina, essencial para a captação de açúcar.[9]

Prevenção[editar | editar código-fonte]

Não há formas conhecidas de prevenir o diabetes tipo 1 pela LADA, [10] embora alguns pesquisadores teorizam que ela poderia ser curada em um estágio precoce, antes dos sintomas aparecem, se um diagnóstico fosse feito antes da destruição das células beta pelos auto-anticorpos. [11]

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Cerca de 80% de todos os pacientes com LADA inicialmente são diagnosticados erroneamente como tipo 2 e começam tratamento com antidiabéticos orais, como metformina, com uma resposta razoável, que se torna insatisfatória até se tornam dependentes de insulina dentro de 3 a 15 anos (em media 4 anos). Começar o tratamento o diagnóstico correto e insulina previne complicações. [12]

Um bom controle da glicemia com dieta é essencial para evitar complicações. Perder peso só é útil para controlar a resposta da insulina em caso de sobrepeso ou obesidade, que não são a maioria.

Referências

  1. «Latent autoimmune diabetes in adults: definition, prevalence, beta-cell function, and treatment». Diabetes. 54 Suppl 2. PMID 16306343. doi:10.2337/diabetes.54.suppl_2.s68 
  2. «Latent autoimmune diabetes» 
  3. «LADA: A Little Known Type of Diabetes» 
  4. «Insulin autoantibodies and high titre islet cell antibodies are preferentially associated with the HLA DQA1*0301-DQB1*0302 haplotype at clinical type 1 (insulin-dependent) diabetes mellitus before age 10 years, but not at onset between age 10 and 40 years». Diabetologia. 36. PMID 8270130. doi:10.1007/bf00401060 
  5. «Diagnosis and classification of diabetes mellitus». Diabetes Care. 30 Suppl 1. PMID 17192378. doi:10.2337/dc07-S042 
  6. https://www.diabetes.co.uk/type15-diabetes.html
  7. Flynn, Choi & Wooster 2013, p. 286.
  8. Eisenbarth 2010, p. 316.
  9. Gallagher, Emily Jane; LeRoith, Derek (6 de março de 2010). «Insulin, Insulin Resistance, Obesity, and Cancer». Current Diabetes Reports. 10 (2): 93–100. ISSN 1534-4827. doi:10.1007/s11892-010-0101-y 
  10. «Latent Autoimmune Diabetes in Adults». American Diabetes Association. 54. doi:10.2337/diabetes.54.suppl_2.S68 
  11. «Genetics, pathogenesis and clinical interventions in type 1 diabetes». Nature. 464. Bibcode:2010Natur.464.1293B. PMC 4959889Acessível livremente. PMID 20432533. doi:10.1038/nature08933 
  12. «Prediction of Type I Diabetes»