Dinastia Abuçaíde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Casa Sultânica de Abuçaíde
National emblem of Oman.svg
País: Omã, Zanzibar
Títulos: Imã do Omã (1744-1804), Sultão de Omã (desde 1749)
Sultão de Zanzibar (1856-1964)
Fundador: Amade ibne Saíde
Último soberano: Jamshid bin Abdullah (Zanzibar)
Atual soberano: Qaboos bin Said Al Said (Omã)
Ano de fundação: 1744
Ano de dissolução: 1964 (Zanzibar)
Etnia: árabe
Linhagem secundária: família real de Zanzibar

A Dinastia Abuçaíde (em árabe: آل سعيد) é a dinastia muçulmana governante do sultanato de Omã, no sudeste da Arábia que tem governado sucessivamente o país desde 1749; e de Zanzibar, na África Oriental desde 1749 até 1964.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Amade ibne Saíde, que teria sido governador de Suar, Omã, na década de 1740, sob o comando dos iarubidas persas, conseguiu suceder os iarubidas por volta de 1749 e tornou-se imame de Omã e de Zanzibar, Pemba e Kilwa na África Oriental. Os seus sucessores — conhecidos por saídes e mais tarde, por sultões — expandiram o seu domínio no final do século XVIII, incorporando Barém, no Golfo Pérsico e Bandar Abbas, Ormuz e Queixome (todos no Irão). Em 1798, a ameaça dos militares uaabitas (uma seita fundamentalista islâmica na Arábia Central) motivou que o Sultão ibne Amade (r. 1792–1804) assinasse um tratado com a Companhia Britânica das Índias Orientais, que garantiria a presença britânica em Mascate, capital Abuçaíde, um importante porto na rota de comércio para a Índia.[1]

Sob o reinado de Saíde ibne Sultão (1806–56), a família Abuçaíde atinge o seu auge. Said estabeleceu acordos com os Estados Unidos (1833) e França (1844), fortaleceu os laços com a Grã-Bretanha, e situou as colónias árabe e suaíli da África Oriental desde Mogadíscio ao Cabo Delgado sob a sua suserania. O equilíbrio do sultanato estava ainda ameaçado pelos ataques uaabitas e pela agitação tribal das montanhas, no entanto, com ajuda britânica, Said conseguiu manter a ordem. Em 1854, pela gratidão do apoio britânico, Sayyid concedeu as Ilhas Muriyā Khuriyā à Grã-Bretanha.[1]

Lista de governantes Al Said[editar | editar código-fonte]

Soberanos de Omã[editar | editar código-fonte]

Soberanos de Zanzibar[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Omã é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.