Pemba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura a ilha da Tanzânia, veja Pemba (Tanzânia).
Pemba
Distrito, município, cidade e posto administrativo de Moçambique Moçambique
Pemba 07 (9723995849).jpg
Dados gerais
Gentílico pembense
Província Cabo Delgado
Distrito Pemba
Posto(s) administrativos(s) Pemba
Localidade(s) Pemba
Município(s) Pemba

Pemba está localizado em: Moçambique
Pemba
Localização de Pemba em Moçambique
12° 58' 00" S 40° ' " E{{{latG}}}° {{{latM}}}' {{{latS}}}" {{{latP}}} {{{lonG}}}° {{{lonM}}}' {{{lonS}}}
Projecto África  • Portal de Moçambique

Pemba é um posto administrativo e cidade moçambicana, sede de município e distrito, e capital da província de Cabo Delgado. Até 1976 a cidade tinha o nome de "Porto Amélia". De acordo com o censo de 2007 a cidade tem uma área de 102 km² e uma população de 141 316 habitantes.[1]

A cidade encontra-se situada à saída da baía de Pemba, uma das mais bem protegidas do litoral moçambicano. Localiza-se, em linha reta, a 1 666 km (2 450 km através de rodovias) a nordeste da capital nacional, Maputo.

História[editar | editar código-fonte]

Não há registo de ocupação permanente no período pré-colonial, sendo a área visitada por pescadores suaílis e malgaxes. A primeira tentativa de ocupação portuguesa apenas ocorreu em meados do século XIX com a construção de um fortim, que foi abandonado poucos anos depois.

A ocupação definitiva apenas viria a ter lugar em 1898 quando a recém-formada Companhia do Niassa, que detinha poderes de administração do território, elevou um pequeno posto comercial à categoria de povoação. Pouco tempo depois Pemba torna-se Porto Amélia em homenagem à última rainha portuguesa.

Com o fim da concessão da Companhia do Niassa em 1929, Pemba torna-se capital do recém-criado Distrito de Cabo Delgado. Este facto põe ponto final à transferência da administração portuguesa desta região da vila do Ibo para Pemba. Esta transferência correspondeu a mudanças no transporte marítimo - navios maiores - que beneficiavam das excelentes características do porto natural de Pemba, e à ocupação e exploração do interior do território, para a qual Pemba estava melhor localizada.

Porto Amélia foi elevada à categoria de vila em 19 de Dezembro de 1934 e a cidade em 18 de Outubro de 1958, regressando à designação Pemba depois da independência nacional, em Março de 1976. Desde Dezembro de 2013 é também um distrito, uma unidade local do governo central para administrar as suas competências. O antigo distrito de Pemba-Metuge a que pertencia, tomou o nome de Metuge na mesma altura (sem incluir já a cidade).[2]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

A cidade litorânea de Pemba, localizada ao norte de Moçambique, conta com um clima equatorial húmido, com um inverno seco (Koppen: Aw). As temperaturas apresentam pequena amplitude térmica, devido à localização tropical e à considerável proximidade com a linha do Equador. Quanto à precipitação, há duas estações bem definidas, ao longo do ano: a estação seca e a estação húmida. A estação húmida dura de dezembro a abril, e traz altos índices pluviométricos, com o mês mais húmido sendo o de março, com 202,2 mm de média mensal. Por outro lado, a estação seca alonga-se de maio a novembro, e traz, secundariamente, temperaturas mais frescas, com céu ensolarado e baixa precipitação. O mês mais seco do ano é, tipicamente, setembro, com 2,2mm de precipitação. A humidade é muito alta durante a estação húmida, com média de 80-90%, sendo muito mais baixa durante a estação seca. O mês mais quente é janeiro ou fevereiro, e o mais frio é julho.

Dados climatológicos para Pemba, Moçambique
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 30,8 30,9 30,8 30,4 29,5 28,3 27,8 27,7 28,7 29,5 30,4 30,8 29,6
Temperatura mínima média (°C) 23,2 23,1 22,8 22,0 20,3 18,3 18,2 19,6 19,8 21,6 23,0 23,5 21,1
Precipitação (mm) 146,4 256,0 202,2 122,0 32,4 15,0 11,3 7,9 2,2 11,3 41,6 124,5 872,8
Fonte: HKO (Observatório de Hong Kong)[3] fevereiro de 2012


Demografia[editar | editar código-fonte]

A evolução histórica da população de Pemba é apresentada na seguinte tabela:[4]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Transportes[editar | editar código-fonte]

A cidade de Pemba é interligada ao território nacional pela rodovia N14, que a liga a Mieze, Metoro e Montepuez, todas a oeste. Outra rodovia importante é a R760, de ligação com Mecufi.[5]

Sua mais destacada facilidade logística é o porto de Pemba, na excelente baía de Pemba, que serve para escoamento de toda sorte de produtos da província de Cabo Delgado.

A cidade também é servida por um aeródromo, o Aeroporto de Pemba, que recebe voos domésticos regulares.[6]

Educação[editar | editar código-fonte]

A cidade de Pemba possui um campus da Universidade Lúrio (UniLúrio), onde funciona a Faculdade de Ciências Naturais e a Faculdade de Engenharias.[7]

Referências

  1. População da Provincia de Cabo Delgado
  2. Lei nº 26/2013, publicada no Boletim da República nº 101, I Série, de 18 de Dezembro de 2013, pág. 1059-1061 (3)
  3. «Estatísticas climáticas de Pemba, Moçambique». Consultado em fevereiro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)[ligação inativa] (inglês)
  4. World Gazetter (inglês)
  5. Mapa Rodoviário de Moçambique. Maputo: Administração Nacional de Estradas, Março de 2012
  6. Aeroporto de Pemba. Aeroportos de Moçambique E.P.. 2017.
  7. Histórico. Universidade Lúrio. 2019.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Pemba