Discussão:Lúcifer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Lusitana: Não concordo com esta fusão. Do ponto de vista esotérico é um TREMENDO erro fundi-los, já que, pela própria leitura do artigo, poderás perceber que são coisas diferentes. Como se pode chamar a luminosa "Estrela da Manhã" de "Adversário" ou "Tentador" ou "Senhor das Trevas"? Campani discusssão 16:09, 15 Julho 2005 (UTC)


Estrêla da manhâ?[editar código-fonte]

De onde é que tiraste isto? Lúcifer, estrêla da manhã? Se me deres boas fontes e alguns colegas wikipedistas que concordem com isso posso até concordar... Estou aguardando... 201.14.141.245 22:12, 19 Julho 2005 (UTC)

Veja Isaías 14,12-15: "Como caíste desde o céu, ó estrela da manhã, filha da alva! Como foste cortado por terra, tu que debilitavas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte. Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo. E contudo levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo." Em algumas traduções a expressão "estrela da manhã" (Vênus - estrela D'alva) está substituida por Lúcifer (Lux Ferus - o portador da Luz). Interessante observar que o próprio Cristo considerava-se a estrela da manhã como em Apocalipse 22:16 onde está escrito: "Eu, Jesus, ... Eu sou a raiz e o descendente de Davi, sou a estrela radiosa da manhã." Vejam mais em [1] Campani discusssão 22:26, 19 Julho 2005 (UTC)

Hummm![editar código-fonte]

"Como caíste desde o céu, ó estrela da manhã, filha da alva! " Ora, uma vez caído não mais estrela é... Pois! Quem É a Estrêla da Manhã agora? Sinto muito Campani, ... 201.14.141.245 22:45, 19 Julho 2005 (UTC)

(??!!) Trata-se de algum tipo de brincadeira sem graça a intervenção deste anônimo? Campani discusssão 22:48, 19 Julho 2005 (UTC)

Não te esqueças que as estrelas também caem (e sobem) devido ao movimento dos astros. Campani discusssão 22:54, 19 Julho 2005 (UTC)

Somente um comentario, nao esquecam de observar quem em Ap 22 - 16 esta escrito em Maiusculo Estrela da Manha, enquanto as demais estao escrito em minusculo, tratando aqui de Jesus se fazendo a Estrela da Manha, em outros momentos temos em outros contextos. Sandro M.S.C. personalhelper@bol.com.br 02-07-2007 - 21:23

Ae concordo com essa comentarista ae ... Parabéns ...

Renan ( renan_ribeiro16@hotmail.com)

Revertestes sem justificar...[editar código-fonte]

...e isto também não está certo! Onde estava o erro? Quem és? A Verdade é filha do tempo, não da autoridade... Ha´ quem julgue. 201.14.141.245 23:53, 19 Julho 2005 (UTC)

Não dei justificativa? E o que é tudo que falei acima? Citei texto, link. E tu? Quais são os teus argumentos? Campani discusssão 00:12, 20 Julho 2005 (UTC)

Tendencioso[editar código-fonte]

Praticamente tudo nesse artigo é tendencioso. Não há neutralidade aqui. Isso pais parece um texto saído de algum crente cristão e não é nada apropriado à neutralidade adequada a uma enciclopédia.Scott MacLean 04:03, 3 Novembro 2005 (UTC)

A prática da crença em um inimigo para tudo o que o Cristianismo acredita ser o seu inimigo leva à criação de artigos como esse. Este artigo deve ter realmente sido elaborado por vários ignorantes no assunto, que sequer sabem o que significa, sob um olhar menos preconceituoso e com um pouco de leitura, o que talvez seja Lúcifer:nada para aqueles que fanaticamente o visualizam como inimigo de um Deus que talvez nem exista da forma crida pelos acham que há um Deus "bom" e "fiel". Há muita desinformação neste artigo, tudo foi realizado por uma emoção, religiosa ou puramente preconceituosa, que vem a negar a imparcialidade requerida para uma enciclopedia. Lúcifer está definido mais em lenda do que em uma realidade racional e carece de profundidade o exame do que essas lendas possam dizer da verdade ou de mentira acerca da existência ou não dele. Concordo com o Scott MacLean quanto a ser este artigo totalmente tendencioso e produto de uma imaginação condicionada por alguma mente moldada toda na Bíblia, condicionada tolamente pela cultura religiosa, a qual não prima muito pela racionalidade. Thades 03:33 8 de maio de 2006 (UTC)


Concordo que o artigo é tendencioso. é indiscutivel que o tema é religioso e devem ser explicados os diferentes pontos de vista, devidamente demarcados e explicados. Lucifer, seja la quem for, deve ser apresenado levando em conta os diferentes pontos de vista em relação à sua susposta existência. Depois, um ser superior, DEUS, criador e perfeito, não pode ter um inimigo, sua Criatura. Lucifer pode ser tudo, menos inimigo. Deus não tem inimigos--Rikadu 16:54, 8 Maio 2006 (UTC)


Se acham o artigo tendencioso, como realmente é, por que não editam e acrescentam informações neutras nele? Ao invés de ficarem apenas na crítica? Lembrando que esta é uma enciclopédia escrita e editada por nós, leitores, podendo ter todo tipo de informação, e cabe a nós fazê-la neutra e mais correta possível.

De fato isso é um tema indiscutível considerando os diversos pontos de vista chegando assim a um impasse.

REFLEXÃO[editar código-fonte]

A bíblia cristã não menciona em parte alguma o nome Lúcifer. Este nome foi atribuído a ele extra-oficialmente. Estamos falando de religião sim. É impossível falar das coisas espirituais sem falarmos de religião. Principalmente se estamos falando de um antagonista de Deus, o qual a fonte mais pura de informação e iniciação ao monoteísmo é a bíblia cristã, originalmente a Torah. A questão deste ser, Satã, Satanás, Diabo ou Lúcifer ser criatura de Deus é evidente. Deus é a origem de todas as coisas, porém não é Deus o adversário de Lúcifer e sim o Diabo ou Lúcifer, como queiram, quem tornou-se adversário de Deus. Sua queda se deu muito antes da criação do homem. A terra ainda era sem forma e vazia quando se deu sua queda. Entendam que Deus quando o criou, concedeu a ele um poder a inigualável em todo o céu. Deus deu a ele o poder da regência do universo. Tal poder subiu-lhe a cabeça de modo que se rebelou contra Deus, achando que poderia ser o governante supremo. Tal amotinamento contou com aliados, e podemos ver isso em Apocalipse 12:4. al poder foi lhe concedido com único propósito, ,mostrar ao homem que todo poder do universo sem Deus, não vale nada. Talvez alguns amigos mais céticos não acreditem nesta explicação, eu porém lhes digo que o entendimento do homem em relação ao bem e o mal vai muito além da sua aceitação dos nomes de seus líderes. Se vocês observarem qualquer outra cultura ou religião, do lugar mais remoto do planeta, e verificar a cultura religiosa deles, mesmo que sejam pessoas que nunca tiveram o menor contato com o cristianismo, você verá uma imensa coincidência destes fatos, para todos, céticos ou crentes, o antagonista do bem é uma criatura feita para um propósito e se rebelou contra seu criador e tornou-se a essência do mal. Vocês até podem não acreditar em Deus ou no Diabo, mas eles acreditam em vocês. Fernando Oliveira.

Muito obrigado Fernando pela sua participação. É certo que tudo é uma questao de fé. O ser humano precisa dessa fé para sobreviver. Mas quanto maior se torna o seu conhecimento e a sua inteligência, substancialmente, essa fé substitui-se por factos. Aqui o que conta são os factos. Nesta sociedade ciêntifica o que conta são os factos, narrados e escritos tal como eles são. A sua fé é importante mantenha-a e contribua por aqui com o seu conhecimento que será bem-vindo.
Rikadus D C E 18:00, 13 Junho 2006 (UTC)

Anjo[editar código-fonte]

No artigo Anjo aparece que Lúcifer era um serafim, mas aqui diz que ele é um querubim!!!


A meu ver, não existe nenhum documento bíblico suficientemente especifico que classifique Lúcifer como Querubim, Serafim ou Senacobim. Ele pertenceria a alguma ordem de supra-seres não humanos, mas não existe classificação evidente.
Também não existe nenhuma relação entre este personagem e o Diabo, o Satã. Existe apenas uma sugestão relacionando esta figura com uma queda espiritual, ou uma perda de potêncialidades. Assume-se alguma relatividade com figuras draconianas do Apocalipse de João. Mas são suposições e têm uma autoria extra-bíblica.

--Rikadu 17:32, 6 Maio 2006 (UTC)


Na Bíblia não há hierarquia angelical, posto que a única função dos anjos era a de mensageiros de Deus. Cito, claro, a Bíblia judaica, ou Antigo Testamento, que é onde presumivelmente se encontra a referência a Lúcifer. Quem tentou "por ordem no céu" foi São Tomás de Aquino. --Iceancient 20:19, 23 Maio 2007 (UTC)

Opinião não é pertinente ao artigo[editar código-fonte]

O texto a seguir foi retirado do artigo por ser uma opinião

"

Sobre a opinião contrária[editar código-fonte]

Os tópicos apontados são inteiramente relevantes, contudo faz-se necessário afirmar que não é descartada, pela Doutrina da Igreja Católica Apóstolica Romana, a existência do pai da mentira, visto que o próprio Cristo por muitas vezes teve de enfrenta-lo.

Mesmo que a estes textos se dêm diferentes interpretações, ele é bastante literal, e a presença de um Mal não deve ser contestada por qualquer Cristão Católico.

Alguns religiosos, desobedecendo as normas da Santa Sé, continuam a afirmar que não existe esse ser, sendo apenas um mito ou representação de algo existente em nós. Os Teologos e Exegetas, são algumas vezes meros "interpretadores teóricos" faltando a eles fé necessária para opinar com propriedade, procurando apenas contradizer alguma doutrina defendida pelos Cristãos. "

Fim do texto retirado[editar código-fonte]

--Geraldo Xexéo 02:36, 19 Julho 2006 (UTC)


Concordo consigo amigo. Cada um deve defender o seu ponto de vista, desde que estabeleça as fronteiras entre o que se acredita pela fé e o incontestado pelos factos. Seja ele um ser real, ou a mera personificação do mal, isto é uma enciclopédia de todos. Seja qual for o credo ou a filosofia, trabalhamos em conjunto. Por isso, sob o titulo da doutrina católica, coloque o conceito de forma explicativa e baseie os seus argumentos com as fontes que utilizou. Use a discussão para as suas ideias. O artigo é algo comum a todos. Cumprimentos.

PS.=> Afinal, o amigo classificou-se como ateu, na sua página de usuário... é ou não é?

Loading.gifRikadus D C E 09:45, 19 Julho 2006 (UTC)

Sim; Lúcifer era chamado assim quando portava a luz no céu, quando se opôs a Deus e caiu, ficou assim chamado de Satanás. E diabo é um mero eufemismo. SathanTensei (BRAZIL) (discussão) 00h58min de 15 de janeiro de 2020 (UTC)

Erro de formatação[editar código-fonte]

Eu não assinei o texto acima, mas sim sua retirada do corpo da página. Peço desculpas pela confusão que causei ao não prestar atenção no resultado da formatação. Fiz uma correção que acredito colocará as coisas em perspectiva.

Agora entendi. cumprimentos... Loading.gifRikadus D C E 17:29, 20 Julho 2006 (UTC)

Uma informação[editar código-fonte]

Eu tenho uma filha de 3 anos, e noutro dia estavamos falando de anjo da guarda e ela vira-se pra mim e diz que o nome do anjo dela era lucis ferre, e que ele não fazia o que ela queria e por isto tinha pedido por outro anjo. Primeiro ponto, ela nunca ouviu este nome de parte alguma em minha casa ou fora dela, depois qdo tentei corrigir o nome ela me diz que não o nome dele era lucius ferre. Preciso de ajuda sobre o tema, porque passado esta conversa ela fica 3 dias com febre de 40º... Ela é uma criança mesmo especial no sentido das suas PES. Desde já agradeço se houver algum material sobre isto que possam enviar ao email reyes770@hotmail.com Namastê,

Satã, Lucifer, Diabo.[editar código-fonte]

afinal, eles são os mesmos demonios?

outra teoria[editar código-fonte]

O que é importante frisar é que "helel ben shahar" se traduz "filho iluminado da manhã" e a palavra lúcifer vem do latim "lucifer" que quer dizer portador da luz que em nada se assemelha a citada anteriormente. O lúcifer de que falamos é tambem uma divindade romana atribuida a estrela venus, ele tambem era tido como "o mensageiro da luz". O uso do termo foi aplicado por causa de uma sequencia de fatos descritos a seguir:

1- em 768 a.c. isaias escreve o trecho "helel bem shahar" referindo-se ao rei da babilonia. 2- no livro de enoque (II a.c.) ele cita que há um grupo de anjos que vivem no céu. 3- lucas, um grego antigo afirma que em seus escritos que jesus via satanás cair do céu com um relampago. 4- saulo de tarso (paulo) afirma tambem que os demonios são principes do ar. 5- a igreja durante o seculo XIII discutiu em concilio qual era o seu nome e decidiu que seria lúcifer.

Mas porque?

1- a inquisição matava os hereges entre eles as bruxas que eram mulheres que seguiam uma religião natural e que muitas delas (talvez todas) cultuavam a deusa diana e seu consorte Lúcifer. 2- uma forma bem comum da igreja de derrubar todos aqueles que ameaçam sua igreja. 3- a primeira tradução usando o termo foi a do Rei James.

o que é bastante perceptível é que foi de propósito isto.

Construção humana[editar código-fonte]

Ou seja, "LÚCIFER", expressão de origem latina, atrelado à idéia do diabo, nada mais é do que uma construção humana baseada numa interpretação (apressada e equivocada) de textos cristãos antigos, onde se lhes atribuiu a idéia de um ser adversário do Deus judaico-cristão. Na verdade, resquícios da crença religiosa mesopotâmica dualistica de Marduk e Arimã. O cristianismo se pensa original, mas na verdade, ao se analisar cuidadosamente, é apenas mais uma manifestação de um processo rico em elementos de influências mútuas. "Lúcifer", uma expressão latina sobre a qual se construiu (e se atribuiu) a idéia de um ser adversário do "bem".

Proteção[editar código-fonte]

O artigo encontra-se protegido, tendo em vista a inserção contínua de material suspeito de VDA. Alex Pereirafalaê 14:00, 19 Maio 2007 (UTC)

A página traz a versão cristã do mito, mas nem menciona sua origem. Sugiro consultarem a mesma página me inglês pra referências. Daqui a pouco na página sobre o Natal vão dizer que Jesus nasceu dia 25 de dezembro e depois nasceu de novo dia 6 de janeiro, e ignorar a influência de Mitra e do Egito no mito.

Aconselho também que se busque mais fontes laicas na hora de se prepararem os textos. As fontes religiosas costumam ignorar fatos históricos.

Proteção satânica[editar código-fonte]

É absurdo que um artigo tão tendencioso e tão cheio de preconceito e escárnio esteja protegido. Sem dúvida que os incréus querem impedir edições excessivamente "religiosas", isto é, que exponham o assunto com equilíbrio e seriedade.

Predefinição La Vey[editar código-fonte]

La Vey é muito mais um fenômeno pop americano do que um estudioso da matária sob seu ponto de vista antropológico ou teológico, a CoS é muito mais uma empresa de eventos do que uma Igreja. Daí pergunto, é cabível aqui a predefinição? Nunca a vi em nenhuma outra WP. A predefinição La Vey ficaria ótima nos artigos sobre a Igreja e seus membros, sobre suas idéias, mas Lúcifer, Satã, Diabo são termos muito mais antigos e pertencem ao universo cultural de diversas fés que moldaram o Ocidente. daí que, smj, acredito que não seria adequada aqui. Assim como interpretações da cultura pop sobre quem seja esse ou aquele demônio. AZZ (discussão) 04h51min de 25 de Agosto de 2008 (UTC)

DISPUTAS ENTRE O IMPERADOR E UM BISPO NOS PRIMORDIOS DA IGREJA ________________________________________________________________________________________________

Apenas complementando existiu um bispo católico chamado Lucifer que se opos ao imperador Constantino no início do Cristianismo.

http://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%BAcifer_(bispo)

É possível que o nome Lúcifer tenha sido associado ao Demônio por consequencia das disputas deste bispo com o imperador. Carece de comprovação, eu sei, mas quase tudo o que lí aqui até agora também carece.

Hebraísmo / Judaísmo[editar código-fonte]

Qual a fonte para esse texto? "Os judeus o chamam de heilel ben-shachar, onde heilel significa Vênus e ben-shachar significa "o luminoso, filho da manhã". Alguns judeus interpretam Lúcifer como uma referência bíblica a um rei babilônico. Mais tarde a tradição judaica elaborou a queda dos anjos sob a liderança de Samhazai, vindo daí a mesma tradição dos padres da Igreja." Nem sequer na versão em inglês possui base para esse texto. Nenhum Judeu acredita em rebelião de anjos caídos e nem nada disso. O Texto simplesmente se refere ao príncipe de Tiro.

Olá Amigo, não achei sua assinatura, gostaria sinceramente das fontes aonde tirou essas informações, se tiver paciência comigo ficarei feliz em pesquisar o tema sem incomodá-lo com isso. Paladino.Alvino (discussão) 14h23min de 31 de julho de 2011 (UTC)

==========================================================// É um tanto quanto controverso falar de algo ou alguém baseando-se nos escritos passados, uma vez que apenas poderemos é incorporar mais palavras ao tema, porém só palavras. Vejo simplesmente que o nome lembra: Luz Se Fez. Faço lembrar que em mundo orgânico e fenomênico como o nosso, onde cada um aprende somente com seu semelhante tudo que lhe diz a respeito de sua própria sobrevivência, do comer e do beber, do vestir e de banhar-se, do falar e escrever. Tudo é transmitido, de uma forma ou de outra, sempre transmitido. O que recebemos passamos e assim sucede em uma eterna roda, onde as experiências acumuladas são juntadas a outras tantas resultando assim na evolução. A evolução por sua vez, é o conjunto de toda a sabedoria posta em prática, que nos leva ao aprimoramento de nossas ferramentas, tanto materiais como intelectuais. Para finalizar, apenas digo que este ser desceu de sua morada e adentrou à este mundo apenas para que a evolução se acentuasse, sem o qual ainda estaríamos ainda tateando o mundo por lamparinas, que produzem pouca luz.

Apocalipse de São João 22, versículo 16 Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos atestar estas coisas a respeito das igrejas. Eu sou a raiz e o descendente de Davi, a estrela radiosa da manhã. cgo.network@gmail.com ==========================================================//

Exu Lúcifer[editar código-fonte]

Alguém que entende do assunto poderia falar do Exu Lúcifer na umbanda?