Unidos da Ilha do Marduque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Unidos da Ilha do Marduque
Fundação 13 de janeiro de 1977 (39 anos)[1]
Cores azul, vermelho e branco[1][2]
Símbolo Esfinge
Bairro Mascarenhas de Morais
Presidente Leandro Collazzo (Chorinha)[3]
Carnavalesco Jéferson Lima[4]
Intérprete oficial Igor Sorriso[3]
Diretor de carnaval Maicon Rafael e Saulo Tinoco[3]
Diretor de bateria Zeca[3]
Rainha da bateria Vanessa Monteiro[3]
Madrinha da bateria Andressa da Luz[3]
Mestre-sala e porta-bandeira Caio e Ana Marilda[3]
Coreógrafo Martha Jamaica[3]
Desfile de 2017
Enredo Fé e Ritual: 40 Anos de Devoção ao Carnaval.
Site oficial

Unidos da Ilha do Marduque é uma escola de samba da cidade de Uruguaiana, Rio Grande do Sul, fundada em 13 de janeiro de 1977, foi campeã sete vezes (1992, 1993, 1994, 1998, 2008, 2009 e 2014) do Carnaval Uruguaianense.

A sua bateria denomina-se, Caldeirão sendo a segunda escola da cidade a apelidar sua bateria, depois apenas da Rouxinóis.

História[editar | editar código-fonte]

No início dos anos 70 a nova entrada para Ponte Internacional prolongou a BR 290, isolando, por uma cerca, o bairro Norte da cidade de Uruguaiana. A população satirizando o bairro, deu-lhe o nome de Ilha do Marduque, em alusão ao personagem de uma novela de rádio daquela época, conhecido como "O EGÍPCIO", que a rádio Charrua apresentava com muito sucesso.

Assim foi o início da Marduque, tendo Jesus Maciel como o primeiro presidente da escola e Ivo Maciel como vice - presidente, formada por um grupo de amigos, que queriam brincar no carnaval. Tem as cores azul e branco e como a bandeira da escola ja diz, o símbolo de um egipicio.

A Escola contava com o interprete oficial que desde 2006, Nêgo, bastante conhecido no Carnaval carioca, onde já interpretou samba no Império Serrano , que atualmente esta na Viradouro. Em 2008, a escola contou com o interprete Leonardo Bessa, vindo da São Clemente. em 2012 teve Celino Dias[5], mas meses depois foi substituído por Wander Pires[6].

Na Ilha do Marduque também já contou com mestre-sala e porta bandeira de escolas do Rio de Janeiro. O tema de 2008 foi Ilha 2100, uma louca viagem rumo ao futuro, da carnavalesca Rita Maidana , conquistando seu 5º titulo na elite de Uruguaiana.

Em 2009 com o tema A Ilha Guerreira, Canta a África. Mãe de todos os Povos. Axé Minha Mãe !!, conquistou seu 6º titulo na elite de Uruguaiana.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Daniela Sitya Carús Abril de 2013 - maio de 2015 [7]
Leandro Collazzo maio de 2015 - atualidade [8][3]


Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor de harmonia Mestre de bateria Ref.
2014-2015 Maicon Rafael e Saulo Tinoco Saulo Tinoco Zeca Garcia [4]
2016 Maicon Rafael e Saulo Tinoco Zeca Garcia [3]

Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2014 Renato da Rosa
2015 Marta Silveira [4]
2016 Martha Jamaica [3]

Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2014 Phelipe Lemos e Rafaela Teodoro [9]
2015 Betão e Alexandra [4]
2016 Caio e Ana Marilda [3]

Corte de bateria[editar | editar código-fonte]

Ano Rainha Madrinha Ref.
2014 Vanessa Monteiro [10]
2015 Vanessa Monteiro [4]
2016 Vanessa Monteiro Andressa da Luz [3]

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Ilha do Marduque
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Intéprete Ref.
1979 Riquezas do Brasil. [1]
1980 Ismália-Inspiração de um poeta. [1]
1981 Nosso café. [1]
1982 Os deuses e a oitava maravilha. [1]
1983 Da Magia de uma novela ao pseudônimo Ilha do Marduque. [1]
1984 Os loucos dos anos 20. [1]
1985 A Lenda do Uru-Aay- O rio dos pássaros. [1]
1986 Brasil, Brasil, Brasil. [1]
1987 O admirável mundo dos sonhos. [1]
1989 Aos cem anos da República. [1]
1992 Campeã No reino da utopia. [1]
1993 Campeã Poderá ser assim [1]
1994 Campeã Da estopa ao auge do brilho [1]
1995 4º lugar O universo das cores
1996 A Salamanca do Jarau [1]
1998 Campeã O que há com o Oriza Sativa? [1]
1999 Vice-campeã De fio em fio se mata o frio [1]
2000 O marco majestático da Socyalite [1]
2001 Vice-campeã Yemanjá, a deusa do mar e seus encantos [1]
2002 3º lugar Lua, a dama da noite no Jubileu de Prata [11]
2003 3º lugar Na alquimia dos egípcios, os quatro elementos [1]
2004 5º lugar No sonho de momo, o encontro da oitava maravilha do mundo. (O carnaval) [1]
2005 Vice-campeã Água: preservar é viver Rita Maidana [1]
2006 Vice-campeã Na luta do bem contra o mal, a esperança de um futuro melhor [1]
2007 3º lugar Brasilidade, um estado de espírito, um sentimento de amor. Rita Maidana [1]
2008 Campeã Ilha 2100. Uma Louca Viagem Rumo ao Futuro Rita Maidana [1]
2009 Campeã A Ilha Guerreira, Canta a África. Mãe de todos os Povos. Axé Minha Mãe ! Rita Maidana [1]
2010 Vice-campeã Maktub... Minha sorte escrita nas estrelas Rita Maidana
2011 4º lugar O Sonho do Beija-Flor Rita Maidana e Bira [12]
2012 4º lugar Franciscos... Carinhosamente “Chicos”. Orgulhosamente Brasileiros! Aluísio Rocha [13]
2013 Vice-campeã Especial Raízes Jéferson Lima Igor Sorriso [14][15][16]
2014 Campeã Especial Terra, Vida e Esperança Jéferson Lima [17][18]
2015 Vice-campeã Especial A Missa dos Quilombos Jéferson Lima [19][20][4]
2016 3º lugar Especial A Dança das Almas Jéferson Lima Igor Sorriso [21][3][22]
2017 Especial Fé e Ritual: 40 Anos de Devoção ao Carnaval. Jéferson Lima [23]

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • Campeonatos do carnaval Uruguaianense:1992, 1993, 1994, 1998, 2008, 2009, 2014.

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa «Unidos da Ilha do Marduque». Portal Brasil Carnaval. Arquivado desde o original em 11 de fevereiro de 2009. Consultado em 29 de março de 2011. 
  2. «Escolas do Grupo Especial 2009». Arquivado desde o original em 18 de fevereiro de 2009. Consultado em 18 de março de 2011. 
  3. a b c d e f g h i j k l m n «Ficha técnica das escolas do Grupo Especial 2016 de Uruguaiana». Samba Sul. Consultado em 29 de fevereiro de 2016. 
  4. a b c d e f «Ficha técnica das escolas do Grupo Especial 2015 de Uruguaiana». Samba Sul. Consultado em 8 de março de 2015. 
  5. Glaucio Guterres (6 de setembro de 2011). «Confirmado: Celino Dias é o novo intérprete da Ilha do Marduque para 2012». Samba Sul. Consultado em 7 de setembro de 2011. 
  6. Glaucio Guterres (29 de novembro de 2011). «Wander Pires será o novo intérprete da Ilha do Marduque para 2012». Samba Sul. Consultado em 20 de dezembro de 2011. 
  7. Glaucio Guterres (30 de abril de 2013). «Ilha do Marduque define presidente para próximo biênio». Samba Sul. Consultado em 30 de abril de 2013. 
  8. «Exclusivo! Ilha do Marduque tem novo presidente para o próximo biênio». Samba Sul. Consultado em 27 de maio de 2015. 
  9. http://www.sambasul.com/teste/index.php?option=com_content&view=article&id=1278:exclusivo-ilha-do-marduque-tera-novo-casal-de-mspb-em-2013&catid=35:uruguaiana&Itemid=65
  10. SRZD (26/12/2013). «Madrinha de bateria da Tatuapé cai no samba até no natal». 17h19. Consultado em 29/12/2013. 
  11. «Disputa começa hoje em Uruguaiana». Correio do Povo. 9 de fevereiro de 2002. Consultado em 19 de abril de 2010. 
  12. «EXCLUSIVO: Beija-Flor será enredo no Carnaval de Uruguaiana em 2011». O Repórter. Consultado em 10 de setembro de 2010. 
  13. Glaucio Guterres (26 de setembro de 2011). «Está valendo! Ilha do Marduque lança a disputa de samba para 2012». Samba Sul. Consultado em 29 de setembro de 2011. 
  14. Glaucio Guterres (14 de agosto de 2012). «Enredo 2013 da Ilha do Marduque será apresentado no final do mês». Samba Sul. Consultado em 14 de agosto de 2012. 
  15. Arthur Bitencourt (3 de março 2013). «Cova da Onça é tetracampeã do Carnaval de Uruguaiana». Samba Sul. Consultado em 3 de março de 2013. 
  16. Glaucio Guterres. «Igor Sorriso será o intérprete da Ilha do Marduque em 2013». Samba Sul. Consultado em 28 de agosto de 2012. 
  17. Glaucio Guterres (22 de agosto de 2013). «Ilha do Marduque anuncia enredo para o Carnaval 2014». Samba Sul. Consultado em 23 de agosto de 2013. 
  18. «Unidos da Ilha do Marduque vence carnaval fora de época de Uruguaiana». G1. 23 de março de 2014. Consultado em 23 de março de 2014. 
  19. «O enredo da Ilha do Marduque para buscar o bi em 2015». Samba Sul. Consultado em 30 de outubro de 2014. 
  20. «Bambas da Alegria conquista seu primeiro título!». Samba Sul. Consultado em 8 de março de 2015. 
  21. «O 1º samba do carnaval 2016 de Uruguaiana». Samba Sul. Consultado em 9 de dezembro de 2015. 
  22. «Os Rouxinóis é a campeã do Carnaval de Uruguaiana 2016». Samba Sul. Consultado em 6 de março de 2016. 
  23. «08 de outubro: Ilha do Marduque lança enredo 2017 e recebe Prêmio SambaSul». Samba Sul. 27 de setembro de 2016. Consultado em 27 de setembro de 2016. 
Ícone de esboço Este artigo sobre carnaval, integrado ao Projeto Carnaval é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.