Edwin Herbert Hall

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Edwin Herbert Hall
Efeito Hall
Nascimento 7 de novembro de 1855
Gorham
Morte 20 de novembro de 1938 (83 anos)
Cambridge (Massachusetts)
Residência Maine
Sepultamento Mount Auburn Cemetery
Nacionalidade estadunidense
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade Johns Hopkins, Bowdoin College
Ocupação físico, professor universitário
Prêmios Medalha Oersted
Empregador Universidade Harvard
Campo(s) física
Diagrama do efeito Hall

Edwin Herbert Hall (Gorham, 7 de novembro de 1855 - Cambridge (Massachusetts), 20 de novembro de 1938) foi um físico estadunidense que descobriu o efeito Hall.[1] Hall trabalhava na Universidade de Harvard. Escreveu numerosos livros de texto sobre física e manuais de laboratório.

Hall nasceu em Great Falls, Maine, Estados Unidos estudando na Universidade Johns Hopkins em Baltimore. Edwin Hall descobriu o efeito que leva seu nome em 1879 enquanto trabalhava na sua tese de doutorado em física, orientado por Henry Augustus Rowland. Este efeito consiste no aparecimento de um campo elétrico transversal num condutor sobre o qual circula uma corrente elétrica na presença de um campo magnético. Os experimento de Hall demonstravam que os portadores de cargas eram partículas carregadas negativamente. Este fato foi de grande relevância já que os elétrons só seriam descobertos dez anos mais tarde.

Em 1895, após ter passado um ano na Europa, foi nomeado professor em Harvard, onde permaneceu até 1921. Faleceu em Cambridge, Massachusetts, em 1938. Mais de um século após o descobrimento do efeito Hall Klaus von Klitzing recebeu o Prêmio Nobel de Física pelo trabalho sobre o efeito Hall quântico.

Referências

  1. «Edwin Herbert Hall». Encyclopædia Britannica Online (em inglês). Consultado em 16 de novembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.