Eli Brasiliense

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Eli Brasiliense, nome literário de Eli Ribeiro Brasiliense (Pium, 18 de abril de 1915Goiânia, 5 de dezembro de 1998) foi um escritor, filólogo, romancista e ensaísta brasileiro.

Era filho de Bernardino Ribeiro e Jesuína Silva Braga. Ao lado de Carmo Bernardes e Bernardo Elis, formava a grande trilogia do regionalismo goiano. Foi presidente da União Brasileira de Escritores, seccional de Goiás e presidente da Academia Goiana de Letras, onde ocupou a cadeira de número 2, cujo patrono é Constâncio Gomes de Oliveira. Também integrava a Academia Tocantinense de Letras, onde ocupou a cadeira de número 27, cujo patrono é o Frei Bertrand Oléris. É autor dos livros Pium, Chão Vermelho, A Cidade Sem Sol e Sem Lua e Rio Turuna, dentre outros.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.