Pium

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Pium
Bandeira desconhecida
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Aniversário 23 de junho
Fundação 1953
Gentílico piunense
Prefeito(a) Manoel Araújo Palma (2013-2016)
(2013–2016)
Localização
Localização de Pium
Localização de Pium no Tocantins
Pium está localizado em: Brasil
Pium
Localização de Pium no Brasil
10° 26' 34" S 49° 10' 55" O10° 26' 34" S 49° 10' 55" O
Unidade federativa  Tocantins
Mesorregião Ocidental do Tocantins IBGE/2008 [1]
Microrregião Rio Formoso IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Pugmil, Cristalândia e Lagoa da Confusão
Distância até a capital 120 km km
Características geográficas
Área 10 012,666 km² [2]
População 6 696 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 0,67 hab./km²
Altitude 249 m
Clima tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,69 médio PNUD/2000 [4]
PIB R$ 70 043,400 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 10 615,85 IBGE/2008[5]
Página oficial

Pium é um município do estado do Tocantins, no Brasil. Foi criado em 23 de junho de 1953 e instalado em 1º de janeiro de 1954. Segundo o censo demográfico 2013 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o município de Pium possui uma área de 10 013,794 quilômetros quadrados e uma população de 7 168 habitantes, com uma densidade demográfica de 0,67 habitantes por quilômetro quadrado. Localiza-se a uma latitude 10º26'33" sul e a uma longitude 49º10'56" oeste, estando a uma altitude de 249 metros. Nossa Senhora do Carmo é a padroeira da cidade, recebendo, anualmente, festejos em sua homenagem no dia 16 de julho.

Pium está localizado a 124 quilômetros da capital do estado, Palmas. Situa-se na Região Centro-Oeste do estado, com acesso ao Parque Nacional do Araguaia. Limita-se ao norte com o município de Marianópolis do Tocantins e o estado do Pará; ao sul, com os municípios de Cristalândia e Lagoa da Confusão; a leste; com os municípios de Nova Rosalândia, Pugmil e Paraíso do Tocantins; a oeste com os estados do Pará e Mato Grosso. Pium é banhado pelos rios Araguaia, Javaés, Coco, Pium, Riozinho e Formoso.

As principais rodovias de acesso são: TO-265, TO-438 e TO-080. O clima do município é quente e úmido, com máximas pluviométricas entre os meses de novembro e fevereiro. O relevo é caracterizado pela presença de Planaltos Sedimentares, formando as chapadas e as serras. Seu solo é arenoargiloso com alto teor de acidez. Na vegetação, apresenta floresta típica do cerrado, áreas de várzeas e, mais ao norte, floresta amazônica. Pium está a 249 metros de altitude acima do nível do mar.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Pium" deriva do tupi antigo pi'um, que significa "borrachudo".[6]

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia do município está baseada na agricultura e pecuária. Os maiores cultivos são o arroz, a soja, o abacaxi e a banana. Cultivam-se, também, mandioca, feijão e milho. A base da pecuária é o gado de corte, com cria e recria. E também a produção de leite, que fornece o leite para a comunidade. Há, ainda, no município, pequenos rebanhos de suínos, caprinos e equinos.

Outra atividade econômica praticada, ainda que em menor escala, é o extrativismo vegetal, com a cultura permanente de seringueira em várias fazendas da região, o que faz Pium ser considerado um dos municípios produtores de borracha no estado. Estas atividades econômicas são realizadas nas fazendas da região, mas principalmente nos assentamentos rurais, entre eles: Macaúba, Pericatu, Barranco do Mundo, Floresta, Toledo, Santo Antônio. Com o apoio de algumas associações de produtores rurais, entre elas: Provi, Alegria e Morro Preto.

Influência na Arte[editar | editar código-fonte]

O nome da cidade inspirou o romance de um dos seus filhos, Eli Brasiliense, um dos vultos do regionalismo brasileiro.

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Pium

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  6. NAVARRO, E. A. Dicionário de Tupi Antigoː a Língua Indígena Clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2013. p. 595.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do Tocantins é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.