Eli Soares

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Eli Soares
Informação geral
Nome completo Eli Soares dos Reis
Nascimento 9 de dezembro de 1991
Origem Belo Horizonte, Minas Gerais
País  Brasil
Gênero(s) Música cristã contemporânea, soul[1]
Cônjuge Késia Soares
Instrumento(s) Voz, Violão, guitarra elétrica
Extensão vocal Tenor Lírico
Período em atividade 2010-atualmente
Gravadora(s) Universal Music

Eli Soares dos Reis (Belo Horizonte, 9 de dezembro de 1991) é um cantor brasileiro de música evangélica.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Natural da cidade de Belo Horizonte, Eli Soares começou a carreira na música ainda pequeno. Criado em lar evangélico pelos pais, o cantor aprendeu a tocar bateria e violão e, ainda criança, tocava na igreja.

Em 2009, venceu o prêmio Festsêmani,da Igreja Batista Getsêmani e um concurso realizado pela Rede Super. Com isso, pôde gravar seu primeiro disco.

Em julho de 2013, o cantor lançou o segundo álbum, chamado Casa de Deus. Em novembro do mesmo ano, assinou com a gravadora Universal Music e relançou o disco em 2014, com novo projeto gráfico.[2]

Em 2015, participou do primeiro álbum da banda Preto no Branco como participação e, em seguida, o grupo seguiu como um trio.

Em 2016, lançou seu primeiro CD e DVD ao vivo, Luz do Mundo. A obra foi produzida pelo cantor e gravada no Rio de Janeiro.[3][4]

Em 2017, seu álbum Memórias foi indicado ao Grammy Latino de 2017 de Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa, ainda nesse mesmo ano, participou do projeto Loop Session Friends, junto com Mauro Henrique e Guilherme de Sá [5]

Em 2018, Eli lança um EP com o título Aonde Está Deus?. O trabalho foi a base de seu álbum de estúdio seguinte, o projeto 360 Graus. O álbum recebeu avaliações favoráveis da mídia especializada[6] e chegou a ser indicado ao Grammy Latino.[7] Apesar de não ter vencido, Eli Soares foi o produtor musical do álbum vencedor, o projeto Guarda Meu Coração, de Delino Marçal.

Em 2020, novamente foi indicado ao Grammy Latino com o álbum "Memórias 2" na categoria "Melhor álbum em Língua Portuguesa" e pela terceira vez não venceu. [8]

Pelo segundo ano seguido e pela quarta vez em sua carreira, Eli Soares é indicado ao Grammy Latino em 2021. Com o álbum Eli Soares 10 Anos. [9]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio
EPs
Álbuns ao vivo

Referências

  1. «Ouvimos o disco mais recente de Eli Soares - 360 Graus. Confira nosso review». www.supergospel.com.br. Consultado em 23 de janeiro de 2021 
  2. «Análise: CD Casa de Deus - Eli Soares». O Propagador. Consultado em 14 de agosto de 2016 
  3. «CD Luz do Mundo (Eli Soares) - Análise». Super Gospel. Consultado em 14 de agosto de 2016 
  4. Ramos, Rafael. «Universal Music Christian Group realiza audição do "DVD Luz do Mundo" de Eli Soares». Gospel no Divã. Consultado em 14 de agosto de 2016 
  5. Ceccarini, Viola Manuela (20 de novembro de 2017). «The 18th Latin GRAMMY Awards in Las Vegas». Livein Style. Consultado em 28 de dezembro de 2017 
  6. «Os 10 melhores álbuns de 2019 segundo o Super Gospel». Super Gospel. Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  7. «Conheça os indicados ao 20º Grammy Latino». Super Gospel. Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  8. «Grammy Latino 2020: confira lista de vencedores». Quem?. Grupo Globo. 19 de novembro de 2020. Consultado em 1 de junho de 2021 
  9. Gabriela Campos (27 de setembro de 2021). «Grammy Latino 2021: confira a lista e surpresas entre os indicados». TrackList. Consultado em 27 de setembro de 2021 
Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço relacionado ao Projeto Música. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.