Emma (Yakusoku no Neverland)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Emma
Criado por Kaiu Shirai

Posuka Demizu

Vozes Japonês: Sumire Morohoshi

Inglês: Erica Mendez

Interpretado por Minami Hamabe
Perfil
Alcunha Antena
Outro(s) nome(s) 63194
Idade 11
Sexo Feminino
Espécie Humana
Vida no animangá
Afiliações Ray

Norman Isabella

Portal Animangá

Emma (Japanese: エマ, Hepburn: Ema) é a protagonista principal da série de manga Yakusoku no Neverland, criada por Kaiu Shirai e Posuka Demizu. Emma é uma rapariga de 11 anos a viver no orfanato Grace Field House. Ela tem notas perfeitas consistentemente nos seus exames diários. Ela é a alma da festa e aprende rápido. Ela é conhecida pelo seu amplo otimismo como também pelo seu atletismo, mas ela pode ser ingénua por vezes. Ao descobrir a verdade sobre o orfanato, Emma junta-se a Norman e Ray para escapar da casa. Ela ama a sua família mais que qualquer coisa e o seu senso forte de altruísmo insiste que toda a gente tem de escapar junta, até se a maioria dos seus irmãos têm menos de 6 anos, um alvo que Ray considera louco e simplesmente imprudente.

Na adaptação de anime, ela é interpretada por Sumire Morohoshi em japonês e por Erica Mendez na versão em inglês. Na adaptação cinematográfica de live-action, ela é interpretada por Minami Hamabe.

Emma classificou-se altamente em vários prémios e votações. Ela foi a 'Melhor Personagem Feminina' no 41º Anime Grand Prix em 2019. Ela também foi elogiada por quebrar o típico molde de protagonista de Shōnen Jump.

Criação[editar | editar código-fonte]

Segundo Kaiu Shirai, ele evitou fazer dela demasiado simples. Quer seja os pensamentos ou esperanças da personagem, a excitação da história ou resolver o mistério. Shirai fez Emma como a protagonista porque a primeira antagonista da história, Isabella, também é uma mulher, pensando que a relação mãe-filha entre as duas faria a história "mais interessante". Ela teve duas opções, ou escapar com os seus irmãos ou tornar-se uma mãe em Grace Field House. Isso quebra o molde Shōnen Jump. Ela não é um rapaz e não tem habilidades físicas extraordinárias nem poderes especiais. Shirai descreve Emma como energética, "como luz", um pouco maternal, e idealista. Ela mantêm o equilíbrio entre Norman, que a apoia, e Ray, que discute mas ajuda de qualquer maneira.[1][2]

Posuka Demizu descreveu a criação da personagem como a história de Yakusoku no Neverland precisar de um tipo de protagonista diferente, como Emma, então ela veio naturalmente. Não foi necessário ela seguir o estilo Jump. Segundo Demizu, Emma é uma das personagens mais difíceis de desenhar, pois desenhá-la em todo os painéis demora mais a acabar.[1][3]

Casting[editar | editar código-fonte]

Na adaptação do anime, a personagem é interpretada por Sumire Morohoshi em japonês.[4] Erica Mendez interpreta-a em inglês.[5] Na adaptação cinematográfica de live-action, ela é interpretada por Minami Hamabe.[6]

Aparência[editar | editar código-fonte]

Emma nasceu a 22 de agosto de 2034. Ela tem olhos verdes e cabelo curto laranja claro que se espeta para cima em todos os ângulos à volta da cabeça com uma mecha a curvar-se para cima do lado direito da cabeça, lembrando uma antena, e outra mais pequena na base do seu pescoço. Como Ray e Norman, Emma tem consistentemente notas perfeitas nos seus exames diários no orfanato de Grace Field House.[7] No início da história, 12 de outubro de 2045, Emma tem 11 anos, ela usa o uniforme de Grace Field House: uma camisa, uma saia branca e sapatos castanhos. Um número de autenticação, 63194 está tatuado no seu pescoço. Durante a fuga do orfanato, ela corta a sua orelha direita para impedir Isabella de os encontrar, no qual ela usava um curativo para tapar a ferida o tempo todo. Depois da sua aventura no mundo dos demónios, ela usa várias roupas que são mais adequadas a aventura e exploração.[8]

Receção[editar | editar código-fonte]

Popularidade[editar | editar código-fonte]

Emma foi premiada como 'Melhor Personagem Feminina' no 41º Anime Grand Prix em 2019.[9] Ela foi nomeada para 'Melhor Rapariga' e 'Melhor Protagonista do Ano' nos 4º Prêmios de Anime da Crunchyroll em 2020.[10][11] Ela também foi nomeada para a categoria 'Rapariga do Ano' nos 6º Prêmios de Anime em Alta de 2020.[12] Emma chegou a 2º lugar ficando atrás de Norman na Votação de Ilustração Colorida de Personagens da série em 2018. Na votação de popularidade da série em 2018.[13] Emma ficou em 1º lugar.[14] Ela também ficou em primeiro lugar na segunda votação de popularidade da série, com um total de 5581 votos.[15][16]

Resposta crítica[editar | editar código-fonte]

Reiichi Narima de Real Sound disse sobre Emma: "Ela é uma rapariga e a personagem principal, é o porquê de Yakusoku no Neverland ser serializado na Weekly Shōnen Jump, e eu considero-a um símbolo. Nesta história, Emma é retratada como uma rapariga que cumpre as condições da imagem de herói. Mas não é só seu género que a faz pareceu um novo herói. Emma também é imprudente e audiciosa, mas não é "estúpida". Como podem ver pelo ambiente ela é uma criança excelente que passa testes super difíceis todos os dias, Emma é o um cérebro com uma abilidade física extraordinária. Ela tem um lado ingénuo e estabelecedor de humor, mas ela consegue ver as dificuldades que ainda estão longe desde o início. Morte que existe ao seu lado, uma situação em que um pequeno erro pode levar a muitas baixas, e crianças que estão sempre em perigo. Todos os fatores são demónios, e eles têm sido retratados como coisas odiosas. No entanto, à medida que Emma aprende sobre o mundo dos demónios, ela não pode continuar a ignorar o facto que eles têm a mesma vida que ela. Ela questiona se há diferença entre ela caçar e comer bestas e os demónios comerem humanos. E a história aproxima-se da fase final centrando-se em Norman, que quer aniquilar os demónios, e Emma, que não quer nem que os humanos nem que os demónios morram. Yakusoku no Neverland acabou, mas não é tarde demais para ficar viciado a este mundo que deu à luz um novo herói jump".[17] Emma também foi bem recebida pela professor de estudos globais japoneses na Universidade de Meiji, Yukari Fujimoto e pelo artista de manga Morizono Milk, ambos destacaram o facto de ser uma protagonista num manga na Weekly Shōnen Jump; com Morizonu dizendo "Eu sabia que este trabalho era serializado na revista shōnen Jump, mas eu não sabia que Yukari Fujimoto apontou que esta era o primeiro manga a ter uma rapariga como a personagem principal desta maneira. Também nesse sentido, eu acho que a conquista deste manga, no qual a personagem principal é Emma foi um grande sucesso, é fantástico".[18]

Rebecca Silverman da Anime News Network elogiou o seu papel forte na história da série, e disse "Emma acaba por ser uma figura muito forte. Ela tem o coração necessário para fazer as coisas. Ela é a que se recusa a deixar alguém para trás, é a que entende que família é importante, e ultimamente a pessoa que cresce mais ao longo de só um livro. Dizer que Emma é um raio de luz nesta história muito escura talvez seja subestimar um pouco as coisas".[19] Allen Moody de THEM Anime Reviews gostou da personalidade de Emma e descreve-a como "embora sendo a inabalável- resoluta, indomável, é também compassiva, alguém que pode ser curvada pelo luto mas é na verdade difícil de quebrar, alguém cuja tenacidade de espírito se aguenta apesar de alguns desenvolvimentos devastadores, uma líder real e uma das personagens mais admiráveis que eu já encontrei num anime".[20] Brittany Vincent da Syfy simplesmente descreveu Emma como "a protagonista da série que mal parece a tua personagem típica de anime, devido ao seu choque de cabelo loiro avermelhado e os seus vastos olhos."[21] Tina Marie DeLucia do website Screen Rant descreve Emma como uma protagonista jovem e alegre, também disse que Emma tem todas as qualidades de uma líder: a motivação, a devoção a uma causa ou família,e o desejo de melhorar o mundo e ela mesma. Ela oferece a "promessa" de novos géneros de protagonistas.[22]

Pauline Croquet do jornal francês Le Monde disse que o design das três personagens principais, incluindo Emma, é muito original e vem dos designs típicos de manga shōnen; e disse que "as crianças de Grace Field House, tendo a mais velha 11 anos, têm vivido desde que nasceram num ambiente idílico e são tratadas com amor pela diretora, a quem chamam "Mãe". Emma, Norman e Ray, que são inteligentes e engenhosos, vão entender que eles estão todos num perigo mortal. Eles decidem fugir com os seus irmãos, mas estão completamente inconscientes do que espera por eles no exterior".[23] Vincent Jule do jornal francês 20 minutes elogiou o seu papel como uma das poucas protagonistas de um manga publicado numa revista shōnen, dizedo "Embora pré-publicado na revista Weekly Shōnen Jump, o templo Shōnen, Yakusoku no Neverland é tipo um conto escuro e cruel, pegando e desviando os códigos de sobrevivência. Durante muito tempo, as heroínas de manga eram maioritariamente heroínas de manga shōjo. E se eles conseguiram encontrar um lugar (secundário) no shonen, foi mais regularmente com atributos masculinos: o durão, a luta e às vezes sexy. Não era a norma, mas a maioria. É por isto que Emma de Yakusoku no Neverland está a fazer muito bem. Com o seu cabelo curto, os seus olhos azuis e o seu tamanho pequeno, a pequena menina não parece muito, mas a sua inteligência, a sua coragem e a sua engenhosidade muito rapidamente fazem dela a líder dos orfãos de Grace Field House".[24]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b The Promised Neverland Volume 13 - Entrevista Q&A Edição Especial. Shueisha.
  2. «VIZ Blog / The Promised Neverland Writer Interview!». www.viz.com (em inglês). Consultado em 11 de novembro de 2022 
  3. «VIZ Blog / The Promised Neverland Artist Interview!». www.viz.com (em inglês). Consultado em 11 de novembro de 2022 
  4. «The Promised Neverland Anime Reveals Cast, Staff, Character Visuals». Anime News Network (em inglês). Consultado em 11 de novembro de 2022 
  5. «Promised Neverland Anime's English Dub Cast Revealed in Trailer». Anime News Network (em inglês). Consultado em 11 de novembro de 2022 
  6. «The Promised Neverland Manga Gets Live-Action Film in Winter 2020». Anime News Network (em inglês). Consultado em 11 de novembro de 2022 
  7. The Promised Neverland Volume 1 - Capítulo 1: "Grace Field House". Publicado em Weekly Shōnen Jump a 1 de agosto de 2016 pela Shueisha.
  8. Morris, Kit (19 de setembro de 2021). «The Promised Neverland: 10 Things You Didn't Know About Emma». CBR (em inglês). Consultado em 11 de novembro de 2022 
  9. «第41回アニメGP». www.chikimato.net. Consultado em 11 de novembro de 2022 
  10. Coats, Cayla. «Meet the Nominees for This Year's Anime Awards!». Crunchyroll. Consultado em 11 de novembro de 2022 
  11. «Crunchyroll's 4th Annual Anime Awards Set for February 15». Anime News Network (em inglês). Consultado em 11 de novembro de 2022 
  12. «Official Results - 6th Anime Trending Awards». anitrendz.com. Consultado em 11 de novembro de 2022 
  13. The Promised Neverland Volume 9 - Capítulo 75: "Unyielding Reed (不屈の葦, Fukutsu no Ashi)". Publicado em Weekly Shōnen Jump a 17 de fevereiro de 2018 pela Shueisha.
  14. The Promised Neverland Volume 10 - Capítulo 88: "Rematch (リターンマッチ, Ritān Matchi)". Publicado em Weekly Shōnen Jump a 28 de maio de 2018 pela Shueisha.
  15. «The Promised Neverland Readers Put Faith in Emma in Popularity Poll». Anime News Network (em inglês). Consultado em 11 de novembro de 2022 
  16. The Promised Neverland Volume 12 - Capítulo 102: "Found It (見つけたよ, Mitsuketa yo)". Publicado em Weekly Shōnen Jump a 7 de setembro de 2018 by Shueisha.
  17. «『約束のネバーランド』エマは"絶望の中の希望"だ ジャンプヒーローとしての新しさに迫る». Real Sound|リアルサウンド ブック (em japonês). Consultado em 11 de novembro de 2022 
  18. «森園みるく(漫画家)|ジェンダーSF研究会». gender-sf.org. Consultado em 11 de novembro de 2022 
  19. «The Promised Neverland GN 1». Anime News Network (em inglês). Consultado em 11 de novembro de 2022 
  20. «THEM Anime Reviews 4.0 - The Promised Neverland (Season One)». www.themanime.org. Consultado em 11 de novembro de 2022 
  21. «The Promised Neverland is your next anime action fix». SYFY Official Site (em inglês). 23 de janeiro de 2019. Consultado em 11 de novembro de 2022 
  22. DeLucia, Tina Marie (13 de agosto de 2022). «Promised Neverland Redefined What It Means to be a Shonen Manga». ScreenRant (em inglês). Consultado em 11 de novembro de 2022 
  23. «« The Promised Neverland » : deux inconnus à l'origine du manga le plus attendu de l'année». Le Monde.fr (em francês). 25 de abril de 2018. Consultado em 11 de novembro de 2022 
  24. «Emma (« Promised Neverland ») et Legoshi (« Beastars ») bousculent le manga». www.20minutes.fr (em francês). 31 de janeiro de 2020. Consultado em 11 de novembro de 2022