Ermont

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ermont
A igreja Saint-Flaive.
A igreja Saint-Flaive.
Brasão de armas de Ermont
Brasão de armas
Ermont está localizado em: França
Ermont
Localização de Ermont na França
Coordenadas 48° 59' N 2° 16' E
País  França
Região Blason France moderne.svg Ilha de França
Departamento Blason département fr Val-d’Oise.svg Val-d'Oise
Administração
- Prefeito Hugues Portelli
Área
- Total 4,16 km²
Altitude máxima 65 m
Altitude mínima 43 m
População (2010) [1]
 - Total 27 446
    • Densidade 6 597,6 hab./km²
Gentílico Ermontois
Código Postal 95120
Código INSEE 95219
Website ville-ermont.fr

Ermont é uma comuna francesa situada no departamento de Val-d'Oise, na região da Ilha de França. Ela é um membro da Comunidade de aglomeração Val Parisis. Com 28 000 habitantes, é uma das cidades mais importantes do Val-d'Oise e do vale de Montmorency.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Transporte[editar | editar código-fonte]

A estação de Ermont-Eaubonne, um importante nó ferroviário da Ilha de França.

A cidade de Ermont é acessível pelas linhas H e J do Transilien bem como pela linha C do RER. Existem quatro estações ferroviárias nesta cidade, sendo a mais importante a de Ermont - Eaubonne , que permite se juntar às seguintes estações :

As outras três estações são a de Cernay, que serve o bairro de mesmo nome, bem como a de Ermont-Halte e a de Gros Noyer - Saint-Prix.

Toponímia[editar | editar código-fonte]

Viculus Ermedonis em 835, Eccl. de Ermonte em 1523, Herimontium, Ermon, Ormont, Hermont, ermeron no século XII[2].

O nome da localidade é atestado sob as formas Ermedonis viculus em 835[3].

As formas mais antigas mostram que não é uma formação medieval em -mont, mas a metátese ermedon- > *er[de]mon- é certamente motivada pelo termo "mont".

Ernest Nègre[4] estima que é o antropônimo germânico Ermido > Ermidon, tomado absolutamente. Esta solução é frequentemente observada na toponímia de origem medieval.

História[editar | editar código-fonte]

Podemos estimar ao Neolítico à data da instalação dos primeiros assentamentos no vale de Montmorency , e no sítio do Ermont.

Uma vila galo-romana é estabelecida sobre a estrada romana de Lutécia a Juliobonna (Lillebonne perto de Le Havre), conhecido como "chaussée Jules César".

Ele foi destruído no final do século III durante as incursões germânicas e depois reconstruída no século IV.

Ele prospera na época merovíngia nos séculos VI e VII. A existência de Ermedonis é evidenciada por um ato da abadia de Saint-Denis no século IX, e um santuário cristão foi construído no local da necrópole merovíngia.

Sob Filipe Augusto, Jean de Giron foi a igreja. A aldeia de Cernay, uma antiga comenda da Ordem de Malta, que depende de Ermont, desenvolve-se em paralelo. Muitas comunidades religiosas se estabeleceram no território de Ermont, primeiro os templários no século XIII, depois a abadia de Saint-Victor de Paris, os celestinos de Ruão e o priorado de Bois-Saint-Père. Mas a comunidade da aldeia não excedia os 40 habitantes em 1471.

A vila, essencialmente agrícola e reagrupada em torno de sua igreja, ganha progressivamente importância. Ela sofre com todo o vale de Montmorency a devastação da Grande Jacquerie de 1358, depois as campanhas inglesas da Guerra dos Cem Anos.

No século XVI, o grande prior da França manteve o senhorio de Ermont.

Ele ainda conhece a devastação da Fronda entre 1648 e 1652.

O negócio essencial do local é a viticultura, que declina desde o XVIII antes da expansão das culturas leguminária e arborícula.

No século XIX, a expansão da ferrovia participa no desenvolvimento da cidade com a criação de um importante nó ferroviário em seu território. A urbanização tem se desenvolvido ao longo destas vias ferroviárias.

É enfim no XX que se desenvolvem as zonas residenciais, bem como um importante crescimento demográfico que faz progressivamente reduzir e depois desaparecer a agricultura. Os loteamentos se estabelecem em torno do nó ferroviário constituído de quatro estações atuais (a estação de Ermont-Eaubonne, de Cernay, de Ermont-Halte e de Gros Noyer-Saint Prix).

Ela teve um dos primeiros liceus mistos em Val-d'Oise, o lycée mixte d'Ermont (hoje lycée Van Gogh).

A influência da estrada de ferro foi muito importante no desenvolvimento da cidade, que ainda tem quatro estações. Muitos terrenos ainda pertencem à SNCF. A nova estação de Ermont-Eaubonne, imponente, testemunha sempre a importância do transporte ferroviário em Ermont.

Geminação[editar | editar código-fonte]

Ermont assinou acordos de geminação com :

Cultura e patrimônio[editar | editar código-fonte]

Lugares e monumentos[editar | editar código-fonte]

A igreja de Saint-Flaive d'Ermont.

Monumento Histórico[editar | editar código-fonte]

A comuna de Ermont tem um único monumento histórico em seu território.

  • Club des Espérances (inscrito como monumento histórico pelo decreto de 27 de outubro de 2008[5])[6]

Outros elementos do patrimônio[editar | editar código-fonte]

  • Église Saint-Flaive : ela foi construída em 18861887 no local de uma igreja medieval do século XI que se tornou muito degradada. Com o aumento da população na década de 1960, a igreja foi ampliada em 1964 graças a uma extensão moderna de forma oval em seu lado direito.
  • Hôtel de ville : o castelo foi construído entre 18681870 e pertencia em 1875 a Benjamin Blanchard, prefeito da comuna de 1859 a 1877. Comprado pelo município em 30 de julho de 1932, uma extensão foi iniciada imediatamente e o edifício se tornou a prefeitura de Ermont.
  • Musée des arts et traditions populaires
  • Ancienne maison Godart, rue Marcel-Girard
  • Chapelle de Cernay, rue du Général-Decaen
  • Monument aux morts, square du Souvenir-Français
  • Chapelle des Chênes, route de Saint-Leu

Personalidades ligadas à comuna[editar | editar código-fonte]

O mercado por volta de 1920.
  • Yvonne Printemps (1894-1977), uma soprano lírica e atriz de drama, nascida em Ermont.
  • Alice Taglioni (1976- ), atriz, nascida em Ermont.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Populations légales des communes en vigueur au 1er janvier 2013». www.insee.fr (em francês). INSEE. Dezembro de 2012. Consultado em 3 de abril de 2013 
  2. Hippolyte Cocheris, Anciens noms des communes de Seine-et-Oise, 1874, ouvrage mis en ligne par le Corpus Etampois.
  3. Ernest Nègre, Toponymie générale de la France. 2.
  4. Ibidem.
  5. Notice no PA95000017, base Mérimée, ministère français de la Culture Mérimée PA95000017, Ministère français de la Culture. (fr).
  6. «Un nouveau souffle pour le club des Espérances». Consultado em 13 de abril de 2017. Arquivado do original em 15 de dezembro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]